3 dicas de como controlar os seus desejos por doces, salgadinhos ou qualquer outro tipo de alimento que venha atrapalhar o seu regime ...

 
3 dicas de como controlar os seus desejos por doces, salgadinhos ou qualquer outro tipo de alimento que venha atrapalhar o seu regime

Se você tem um desejo incontrolável por doces, salgadinhos ou qualquer coisa que vai sabotar o seu regime, vamos te apresentar 3 dicas de como se comportar em relação a estes desejos.

1 – Determine qual é a causa que está provocando estes desejos. Stress, depressão, ansiedade ou tédio. Procure alternativas além de abrir o armário e enfiar chocolates, bolachas ou qualquer outro tipo de guloseimas goela abaixo. Ioga, respiração profunda, ou meditação podem ser uma alternativa boa, se você estiver no escritório procure dar uma pausa de 5 a 10 minutos para tomar uma água ou até dar uma volta no quarteirão do seu escritório, quando você voltar o seu desejo por comida será muito menor.

2 – Escolha alimentos alternativos. Tenha sempre ao seu alcance alimentos saudáveis, assim você sempre terá uma alternativa contra as más escolhas ou opções que estão ao seu redor. Comer algo saudável como frutas, iogurte, barra de cereal (máximo 1) podem por um fim ao seu desejo.

3 – Quando ocorrem? Só depois do café da manhã?
Pode significar que você não está comendo o suficiente. Será que os desejos acontecem ao mesmo tempo quando você está fazendo compras no supermercado? Talvez você deva comer uma fruta ou um sanduíche antes das compras.

Os desejos são muitas vezes súbitos e duros de resistir. Armado com estas táticas para engana-los, você pode ser capaz de mantê-los à distância. De acordo com Kelly Brownell, diretor do “ the Yale Center for Eating and Weight Disorders” desejos são como as ondas – eles começam pequenos, ganham força, estouram e depois voltam para trás. O segredo é manter o equilíbrio durante a fase de pico, assim você poderá superá-los.

A intervenção correcta consiste em conseguir, de forma gradual e progressiva, que as alterações aconselhadas à pessoa com excesso de peso o...


A intervenção correcta consiste em conseguir, de forma gradual e progressiva, que as alterações aconselhadas à pessoa com excesso de peso ou obesidade sejam por ela adquiridas como algo a manter para toda a vida. Deverá insistir-se em que, para manter o peso que se obtém depois de se ter emagrecido (que é a tarefa mais difícil), devem manter-se os novos hábitos adquiridos. Alguns conselhos:


  • Beber no mínimo 1.5 litros de água por dia, sobretudo fora das refeições
  • Tomar sempre um pequeno almoço completo
  • Fazer pelo menos 5-6 refeições por dia. É muito importante fazer uma pequena refeição a meio da manhã e a meio da tarde
  • Não petiscar entre as refeições
  • Substituir o leite gordo por leite desnatado, o iogurte normal por iogurte desnatado sem açúcar e o pão branco por pão e mistura, centeio ou integral (completo)
  • Evitar os alimentos fritos, molhos e folhados
  • Seguir um horário o mais regular possível para as refeições
  • Pesar-se pelo menos uma vez por semana, à mesma hora e na mesma balança, com roupa leve
  • Caminhar uma hora todos os dias


Para se conseguir um resultado satisfatório aconselha-se um planeamento integrado do tratamento da obesidade ou excesso de peso, no qual devem coincidir três acções indispensáveis:
  • Reduzir a ingestão de alimentos ricos em gordura e hipercalóricos mediante dieta adequada.
  • Aumentar o gasto energético promovendo a manutenção ou aumento do exercício físico regular.
  • Estabelecer um programa de tratamento e apoio que permita a reeducação do estilo de vida

Comer de tudo um pouco, com muito bom-senso. Esta é a receita cmais tradicional, verdadeira e eficaz para peder e manter o peso e a saúde. S...

Comer de tudo um pouco, com muito bom-senso. Esta é a receita cmais tradicional, verdadeira e eficaz para peder e manter o peso e a saúde. Saber exactamente o que funciona e o que que não resulta ajuda a conquistar o peso ideal. Para sempre!




Comer só fruta emagrece
Mentira. Qualquer dieta pouco diversificada está condenada ao fracasso. A pessoa acaba por ficar saturada de comer sempre a mesma coisa e desiste. Ou se conseguir levar a dieta avante, o organismo acabará por ficar carenciado de certos nutrientes. Podem mesmo chegar a manifestarem-se efeitos desagradáveis, como mal-estar, dores de cabeça, mau-humor e tonturas.


Sandes ao almoço enche pouco

Mentira. Se comer um hamburguer cheio de molhos ou um cachorro quente cheio de mostarda e beber um refrigerante estará a consumir ainda mais calorias do que um prato ‘a sério', comido sentada à mesa, de faca e garfo. Para além disso, corre o risco de ter fome a meio da tarde e desatar a comer coisas que não deve.

Quando se emagrece muito depressa, volta-se a engordar
Verdade. As dietas ‘loucas' não implicam verdadeiras mudanças de hábitos alimentares. O normal é que quem fez a dieta volte a comer como fazia anteriormente e os quilos voltam a acumular-se. Se o emagrecimento foi muito rápido (e sem a prática de exercício físico) perde-se mais músculo que gordura e fica-se flácida. O ideal é não emagrecer mais do que um quilo por semana.


Mais difícil do que emagrecer, é permanecer magra

Verdade. Quando engordamos, aumenta no nosso organismo a quantidade de gordura nas células armazenadoras. Ao perder peso, essas células esvaziam e o nosso cérebro entende que isso é uma coisa negativa porque a gordura nada mais é do que uma reserva de energia. A tendência natural é que o corpo tente voltar a repôr as reservas perdidas. Para evitar que isso aconteça, devemos comer apenas alimentos pouco calóricos, ricos em nutrientes e em pequenas quantidades, sem saltar refeições. O exercício físico é também indispensável.

As refeições devem ser sempre à base de grelhados com salada
Falso. Qualquer dieta inteligente deve conter hidratos de carbono, a principal fonte de energia do corpo. Isto quer dizer que tem de comer, arroz, massa, batatas e pão, ainda que em quantidades controladas. Vários estudos já provaram que reduzir de forma drástica as quantidades de hidratos de carbono pode provocar queda do rendimento intelectual, cansaço e até depressão. O segredo está em seleccionar os hidratos de carbono certos, que são os complexos, presentes nos alimentos integrais. Os hidratos de carbono complexos liebrtam a sua energia de um modo mais fisiológico, ou seja, são metabolizados mais lentamente, o que mantém os níveis de glicose no sangue estáveis. Os hidratos de carbono refinados (pão branco, biscoitos e arroz branco) e os simples (açúcar e mel) são os que engordam e são responsáveis por um aumento brusco da glicose sanguínea.


Ao fim de algum tempo de dieta perde-se menos peso

Depende. É verdade que o emagrecimento se torna mais lento após perder os primeiros quilos. O organismo considera que está num período de carência e começa a economizar energia. É preciso ajudá-lo a continuar a queimar calorias, comendo de forma inteligente e fazendo ginástica.

As variações de peso fazem mal à saúde
Depende. Emagrecer e engordar três a quatro quilos não é prejudicial para o organismo. No entanto, se as oscilações de peso forem significativas (10 ou mais quilos), o coração, rins e outros órgãos são obrigados a adaptarem-se a um novo tipo físico, o que pode trazer problemas de saúde.


Se comer alimentos pouco calóricos posso comer até ficar cheia
Depende. Se trocar, por exemplo, um pão com manteiga por tostas com doce sem açúcar, corre o risco de consumir as mesmas ou mais calorias se exagerar na geleia.
Os batidos para emagrecer são uma boa opção
Depende. Se tentar fazer uma dieta exclusivamente baseada em batidos vai incorrer no mesmo erro de tentar perder peso comendo apenas certo tipo de alimentos. Uma boa ideia é substituir apenas uma das refeições por um batido e nas outras optar por pratos leves.


A gordura é hereditária
Depende. A genética, e principalmente os hábitos alimentares da família, são determinantes no peso dos filhos. Por essa razão se vêem tantas famílias em que todos, do pai ao filho mais novo, são fortes. Mas nada impede alguém de fazer uma reeducação alimentar, aprendendo a fazer escolhas mais saudáveis que vão resultar em quilos a menos. Se herdou a forma do corpo da sua mãe, e ela tem uma grande barriga, provavelmente é assim que ficará se engordar. Mas nada a obriga a engordar ou a permanecer com excesso de peso. O facto de os seus pais nunca terem feito exercício físico também não é motivo para se acomodar.


Combinar os alimentos ajuda a emagrecer
Mentira. Uma teoria que esteve em voga nos anos 80 dizia que comer a mesma quantidade de hidratos de carbono e proteínas ajuda a perder peso. Mas isto não é verdade. Não existem comidas que combinadas façam queimar mais calorias. A verdade é que o corpo gasta mais calorias se você ingerir certos alimentos. As gorduras, por exemplo, são mais difíceis de digerir e exigem um esforço maior do organismo. A seguir vêm as proteínas e as fibras, como as carnes vermelhas e o pão integral. Os açúcares e as massas fazem parte do grupo que é digerido mais rapidamente. Por essa razão sentir-se-á mais saciada se optar por alimentos de metabolização mais lenta. Convém porém não abusar, porque são os que engordam mais. Para queimar calorias de forma eficaz é preciso ter uma alimentação variada e em quantidades moderadas. Só assim o organismo terá os nutrientes necessários para funcionar bem.


É impossível perder peso sem exercício físico
Depende. Durante uma dieta, o organismo vai buscar energia aos ‘armazéns' que são as suas coxas, rabo, barriga ou braços. Pode até conseguir perder bastantes quilos sem actividade física, mas vai ter mais dificuldade em manter-se magra do que alguém que faça ginástica. O exercício diminui a taxa de gordura corporal e aumenta a massa muscular, o que lhe dará um aspecto mais tonificado e elegante.


Nunca se deve comer antes da ginástica
Verdade. É de facto pouco prudente fazer uma refeição pesada antes de ir para o ginásio. Poderá não ter o mesmo rendimento pois sentir-se-á pesada e mole e pode até chegar a sentir-se mal. No entanto, é boa ideia comer qualquer coisa leve, como um iogurte e algumas bolachas de água e sal ou uma peça de fruta, cerca de uma hora antes de ir fazer exercício. Conseguirá assim manter um nível ideal de histamina, uma reserva de energia do organismo que evita enjôos ou tonturas durante o esforço físico. Este hábito também evitará ataques de fome compulsiva à saída do ginásio, quando a vontade de fazer disparates gastronómicos aumenta bastante.


Se não jantar vou emagrecer com facilidade
Depende. O importante não é a que horas come mas sim o que come e em que quantidade. No entanto, o organismo gasta menos calorias à noite porque é um período de repouso. Assim, deve optar, se possuir um excesso de peso ou sobrecarga ponderal, por fazer uma refeição leve ao jantar, como uma sopa ou um copo de leite com uma tosta.


Pesar-me diariamente vai obrigar-me a manter a linha

Só desculpas!
Para justificar os quilos a mais há quem use os argumentos mais insólitos. Senão repare.
"As minhas roupas são muitos pesadas por isso vou descontar 5 quilos na balança"
Se se pesar vestida, desconte 1 a 2 quilos do peso total. Os sapatos podem pesar até 1,5kg (sandália 500g, botas de cano alto, 1,5kg), e as roupas de Inverno pesam cerca de 1kg. O ideal mesmo é pesar-se sempre com a mesma roupa ou sem nenhuma.
"A minha bexiga estava cheia quando me pesei por isso o ponteiro subiu"
Se isso acontecer, desconte, no máximo, 400g.
"Tenho o peito grande, o que aumenta o peso em mais dois quilos".
Quem tem um peito muito grande, deve considerar que cada mama pesa 1kg.
Em média, desconte entre meio quilo a um kilo.

Mentira. Quando começar a fazer dieta pese-se apenas uma vez por semana. O subir constantemente para a balança pode ser desmoralizante e levar até a que desista por ver que não emagrece tão rapidamente como gostaria. Se pretende apenas manter o seu peso actual, basta pesar-se uma vez por mês.

Da água à respiração, passando pelo telefone, você tem à mão mais aliados do que imagina para segurar aquela vontade incontrolável de comer...


Da água à respiração, passando pelo telefone, você tem à mão mais aliados do que imagina para segurar aquela vontade incontrolável de comer. A seguir, dez truques simples e infalíveis para manter os seus desejos sob controle, pelo menos até a próxima refeição
por Kátia Cardoso


1. Água para a sua fome
A água pode ser uma grande amiga quando você quer despistar a vontade de comer. Às vezes, a falta de hidratação é entendida pelo nosso cérebro como fome e, aí, beber um copo de água pode hidratar o seu organismo e desaparecer com o desejo por comida. Outra vantagem é que a água enche o estômago, dá uma sensação de saciedade e diminui a vontade de comer. Se, mesmo sabendo disso, você acha a água uma bebida muito insossa, experimente aromatizá-la. “Use hortelã ou alecrim fresco que são ervas nada calóricas e muito refrescantes”, diz Cinthya Maggi, nutricionista de São Paulo, especialista em gastronomia light e diet. Basta colocar um ramo limpo da erva escolhida em um litro de água e deixar na geladeira até o dia seguinte. Depois é coar e beber.


2. legumes? por que não?
Os alimentos crus também dão uma bela forcinha quando a idéia é segurar a fome. Aliás, alimentos sólidos satisfazem mais do que os líquidos. Sempre que puder, abuse das verduras e dos legumes crus. Mas os legumes não precisam ser ingeridos apenas nas refeições principais. Eles podem ser seu lanchinho durante o dia. Resultado: você fica satisfeita por mais tempo e demora mais para comer. Minicenoura, tomate-cereja e pepino até podem ser levados para o trabalho. E são pouco calóricos. Uma cenoura média (50 g) tem 25 calorias e um pepino pequeno em rodelas ou em palitos apenas 8 calorias. Se estiver em casa, use palmito e blanquet de peru para o lanche. “Um bastão de palmito em conserva enrolado em duas fatias finas de blanquet de peru tem 50 calorias”, conta a nutricionista Cinthya Maggi.


3. não se reprima
Deu vontade de comer algo especial e um pouquinho mais calórico? Coma. Segundo o endocrinologista Alfredo Halphern não é uma boa idéia passar vontade. Se exagerar, compense no dia seguinte. É melhor comer um alimento de desejo com moderação do que ficar cheia de desejos e insatisfação, o que pode desanimar qualquer um a continuar na dieta. Mas nunca fique muito tempo sem comer ou em jejum. Se você fizer isso, abrirá uma brecha para a hipoglicemia (queda de açúcar no sangue) e a compulsão a comida ficará incontrolável.


4. sentidos à mesa
Aprenda a comer com todos os sentidos. Parece loucura? Mas não é. Ao pegar uma fruta, por exemplo, sinta seu aroma e sua textura antes de morder. Ao mordê-la, mastigue devagar sentindo seu sabor. Ouça o barulho que o alimento faz na sua boca. “Ao estimular os sentidos, você valoriza o alimento que está ingerindo e a degustação fica cheia de prazer”, diz Alfredo Halphern, endocrinologista de São Paulo e autor do livro A Dieta dos Pontos. Seguindo essa regra, nada de comer enquanto está no carro, ao telefone ou vendo televisão. Ao fazer uma refeição junto com outra atividade, você nem percebe o que está comendo e o risco de exagerar – sem nenhum prazer – é maior.


5. frutas secas na bolsa
Outra estratégia infalível para tapear a fome é ter sempre à mão, na bolsa ou na gaveta do escritório, um saquinho com frutas secas como ameixa (10 unidades têm 200 calorias), damasco (10 unidades têm 260 calorias) e uva passa (uma colher de sopa cheia tem 60 calorias). “Além de muito gostosas, essas frutas são energéticas e cheias de fibras, o que aumenta a saciedade e ajuda você a chegar bem até a próxima refeição. Só não exagere, pois são calóricas. Se a fome é pequena, basta uma porção com três unidades”, diz Luciana Setaro, nutricionista de São Paulo.


6. precisa de um docinho?
Se a sua fome vem com um desejo quase incontrolável de açúcar, opte por alimentos adocicados que não comprometam o corpinho. Bata no liquidificador um iogurte desnatado (200 gramas) com duas ameixas sem caroço ou com dois damascos secos, que – acredite! – só têm 100 calorias. Ou ainda: um iogurte desnatado misturado a duas colheres de suco em pó diet do seu sabor preferido. Misture bem e consuma apenas 75 calorias. Mais fácil ainda é comer dois biscoitos do tipo água e sal com duas colheres (chá) de geléia dietética (75 calorias), acompanhadas de seu chá preferido. “São opções rápidas, saudáveis e capazes de controlar o desejo por doce”, explica Cinthya Maggi.

7. vá de chazinho calmante

“Sempre que sentir fome entre as refeições, tome chá frio de melissa ou de camomila, calmantes naturais”, sugere a culinarista Elizabete Presa. A fome pode estar ligada à ansiedade e esses chás ajudam a controlá-la.


8. biscoitos, sim, mas integrais
Enjoada das barras de cereais, cada vez mais doces, com mais flocos de arroz e com menos frutas? Pois aposte na enorme variedade dos deliciosos biscoitos integrais. Se você ama doce, há dezenas de lançamentos com sabores diferentes. As versões salgadas podem ser picadas e acrescentadas à salada verde. “Se você sabe que terá um evento à noite, abuse da salada verde durante o dia, mas misture a ela algum biscoito integral picado para substituir outros tipos de carboidratos”, diz Elizabete Presa, técnica em nutrição e culinarista, de São Paulo. Para não correr o risco de comer o pacote todo, compre potinhos plásticos e leve na bolsa porções de quatro a seis biscoitos, para não ultrapassar as 100 calorias.


9. corra para o telefone
“Na dúvida se está ou não com fome, desvie o foco da comida”, diz Luciana Setaro. Beba água, leia uma revista, navegue na internet ou apenas converse com uma amiga. Olha só que bom: você fica por dentro das notícias e coloca o papo em dia. Assim, a vontade de comer vai passar sem que você ataque aquele pacote de biscoito de chocolate recheado que está na cozinha.

10. respiração poderosa

Sabia que é possível diminuir a sensação de fome com um exercício bem simples de respiração? Feche a boca, deixando os lábios entreabertos, e encoste a ponta da língua na parte interna dos dentes. Em seguida, inspire pela lateral da boca e expire pelas narinas. Repita esse exercício por três minutos, algumas vezes ao dia. “Como a respiração está ligada às emoções, com esse exercício você relaxa e sente uma sensação de refrescância na boca”, explica Anderson Allegro, diretor da Aliança do Yoga. Você se equilibra e sente um profundo bem-estar. “Assim, pode perceber se está com fome ou se é ansiedade e gula”, diz.
Boa forma

TPM, ansiedade, stress, alterações hormonais, perda de músculos... A cada década, o corpo tem suas razões para resistir ao emagrecimento. A ...

TPM, ansiedade, stress, alterações hormonais, perda de músculos... A cada década, o corpo tem suas razões para resistir ao emagrecimento. A boa notícia é que mudanças na dieta ajudam você a virar esse jogo. Por isso, invista em alimentos integrais, antioxidantes e anti-inflamatórios: eles driblam as alterações que emperram a balança. E siga o cardápio certo para sua idade – dá para perder cerca de 1 quilo por semana!
por Eliane Contreras


20 anos
É fácil perder peso Quem está acima do peso nessa fase tem a vantagem de o organismo responder mais facilmente às mudanças nos hábitos alimentares. É só reduzir a pizza, o refrigerante e o salgadinho para o excesso na cintura e no culote ir embora. Ok, por causa dos hormônios sexuais a mil, é comum você sentir mais fome. A nutricionista Marcella Amar e a cardiologista adepta da terapia ortomolecular Heloísa Rocha, ambas do Rio de Janeiro, sugerem alimentos que você deve colocar no prato para controlar melhor o apetite e vencer os desconfortos típicos dessa fase da vida.

• Arroz, massa e pão integrais: as fibras presentes nesses alimentos aumentam o tempo de absorção dos nutrientes da refeição, prolongando a saciedade. Elas também estimulam o intestino, desde que você beba água (oito copos por dia) – fibra sem água faz você ir menos ao banheiro.

• Leite, iogurte e queijo com baixo teor de gordura: garantem cálcio, que, entre os vários benefícios, ameniza os sintomas da TPM, como irritabilidade e ansiedade. Menos ansiosa, você controla melhor a vontade de doce.

• Feijão, lentilha, grão-de-bico e carne vermelha magra: são boas fontes de ferro, que, nessa faixa etária, costuma ficar em baixa por causa do fluxo menstrual intenso. Além de anemia e fraqueza, a carência do mineral pode desencadear a Síndrome da Fome Oculta – distúrbio que faz você comer muito e não se sentir satisfeita. Resultado: emagrecer fica cada vez mais difícil.

• Frutas cítricas e folhas escuras: oferecem vitamina C, importante para favorecer a absorção do ferro. Por ser um poderoso antioxidante (neutraliza os radicais livres), essa vitamina ainda é capaz de manter a pele jovem por muito mais tempo.



30 anos
Ansiedade engorda Nesta década, o metabolismo começa a tirar o pé do acelerador (estima-se que, a partir daqui, o ritmo diminui naturalmente 4% a cada década). O corpo também passa a perder massa magra gradativamente (cerca de 1% por ano), o que diminui ainda mais a velocidade do metabolismo. Conclusão: emagrecer não é tão fácil quanto aos 20 anos. Para completar, a ansiedade e o stress provocados pelas cobranças profissionais fazem com que o organismo produza menos serotonina. A carência desse neurotransmissor, capaz de aumentar a saciedade e o bem-estar, faz você comer mais, especialmente doce.

Veja o que Heloísa e Marcella recomendam colocar no prato para virar esse jogo.

• Atum, camarão, castanha-do-pará: ricos em selênio, eles minimizam a perda de músculos (massa magra), importantes para manter o metabolismo acelerado e facilitar a queima de calorias. O selênio ainda preserva a integridade das células, mantendo a pele lisinha.

• Quinua e cogumelo: os dois têm proteína de alto valor biológico e, por isso, são boas opções para manter os músculos. A quinua também tem carboHidrato de baixo índice glicêmico. Ou seja, leva mais tempo para ser transformado em açúcar no sangue, mantendo a produção de insulina sob controle. Em excesso, esse hormônio resulta em gordurinhas extras.

• Batata, berinjela, peito de peru, tomate: são alimentos com substâncias que participam da produção de serotonina. Com isso, você evita o ciclo vicioso ansiedade, menos serotonina, mais compulsão a doce.

• Chá verde, branco e vermelho: ricos em antioxidantes, ajudam a desintoxicar, desinchar e acelerar o metabolismo. Além disso, são grandes aliados contra as ruguinhas precoces.


40 anos
Músculo é essencial É aqui que o corpo revela os cuidados recebidos nas décadas anteriores. Além disso, é a fase que o padrão hormonal começa a mudar. O estrogênio e a progesterona (hormônios femininos) são produzidos em menor quantidade por causa da aproximação da menopausa e, com isso, a testosterona (hormônio masculino) se mantém em maior proporção. Resultado: o metabolismo entra num ritmo ainda mais lento e o volume de massa magra em declínio. Percebeu por que as mulheres na faixa dos 40 têm que batalhar mais que as de 30 para emagrecer? Pode ser pior se você abusou dos alimentos superindustrializados, do cigarro e se expôs muito ao sol e à poluição. Ao longo do tempo, eles inflamam as células, deixando o corpo ainda mais resistente à perda de peso. Mas dá para amenizar essas mudanças incluindo alimentos proteicos e anti-inflamatórios na dieta.

• Soja e linhaça: o grão e a semente têm substâncias (fito-hormônios) capazes de reequilibrar os hormonas femininos, amenizando os efeitos negativos acarretados pelas falhas de estrogênio e progesterona, como redução de músculo e ganho de gordura.

• Proteína magra (frango, peixe): é indispensável para compensar a redução de massa magra (músculos) – importantíssima para manter o metabolismo acelerado. Está comprovado que uma dieta protéica e exercício são fundamentais para a mulher nessa faixa etária se manter magra, durinha e com visual saudável.

• Frutas vermelhas (amora, açaí, morango) e chá verde: ricos em antioxidantes com ação anti-inflamatória, combatem a inflamação nas células. A partir disso, tudo no organismo funciona melhor, inclusive o metabolismo. O inhame também tem o poder de desinfectar.


Três passos para acelerar a dieta O alimento que você não pode deixar de incluir no cardápio, mudanças importantes no estilo de vida e um suplemento. Coloque em prática essas sugestões para emagrecer mais facilmente

20 anos
Lentilha
Está na lista dos alimentos que contêm ferro. Ainda tem a vantagem de oferecer fibras insolúveis, que dão saciedade e melhoram o funcionamento do intestino. Como não são absorvidas pelo organismo, essas fibras aumentam o volume das fezes, facilitando sua eliminação. Nesse processo, levam as toxinas que dificultam a perda de peso.

É bom evitar
Comer chocolate em excesso e transformar o fast food num hábito. Além disso, maneire no chope (um copo de 300 ml tem as mesmas calorias de um pão francês) da happy hour. E, claro, deixe a vida sedentária de lado para ganhar mais músculos desde já – vai facilitar (e muito!) sua relação com a balança aos 20, 30, 40...

Cápsula de vitamina C
Caso você não consiga aumentar o consumo de frutas (laranja, kiwi, acerola) e vegetais (couve, couve-de-bruxelas) que oferecem essa vitamina, recorra às cápsulas. A dose recomendada é 500 mligramas por dia. Essa vitamina favorece a absorção de ferro, combatendo anemia, além de neutralizar os radicais livres – inimigos da pele jovem.

30 anos
Cogumelo
Estudos revelam que o sabor desse alimento aciona uma espécie de centro de recompensa do nosso sistema nervoso. Ativado, esse centro manda uma mensagem de saciedade ao cérebro. Ainda contém vitaminas, fibras, minerais e alto valor protéico – quatro colheres de sopa de shiitake equivalem a um filé pequeno de carne vermelha.

É bom evitar
Intervalos longos (mais de três horas) sem comer. Está mais do que comprovado que fazer pequenos lanches entre as refeições é o pulo-do-gato para manter o metabolismo trabalhando contra as gordurinhas. Mude também o hábito de colocar mais de um carboidrato (arroz e batata ou arroz e milho ou macarrão e cenoura) no prato.

Levedo de cerveja
Essa substância natural, resultante da fermentação da cerveja, é rica em fibras e proteínas – dupla que reduz a resistência à insulina. Resultado: menos estoques de gordura. Fonte de vitaminas do complexo B, o levedo também estimula o metabolismo – outro ponto a favor da dieta. Recomendação: dois tabletes por dia.

40 anos
Inhame
Tem o poder de amenizar os efeitos negativos do hormônio cortisol, em especial a inflamação nas células. Um dos prejuízos dessa alteração é a diminuição do GH (hormônio do crescimento, que, no adulto, favorece a queima de gordura). “Faltam estudos revelando por que o inhame tem efeito anti-inflamatório. Mas as experiências clínicas mostram que ele é eficiente”, diz Marcella.

É bom evitar

Comer na mesma quantidade que aos 20 ou 30 anos, principalmente se você não malha. “A recomendação é diminuir 10% das calorias diárias”, diz Heloísa Rocha. Fracionar mais a alimentação, realizando seis pequenas refeições no dia, e apostar nas proteínas são estratégias que ajudam você a sentir menos fome.

Whey protein
A proteína isolada do soro do leite é absorvida facilmente pelo organismo e, por isso, é uma grande aliada para o aumento de massa magra – importante para manter o metabolismo acelerado. O ideal é consumir essa proteína até uma hora após o exercício, na medida recomendada na embalagem (dois dosadores por dia).

A dieta onde se conta as calorias diárias consumidas é muito antiga. É uma das mais disseminadas e até hoje permanece. Vira e mexe volta à ...


A dieta onde se conta as calorias diárias consumidas é muito antiga. É uma das mais disseminadas e até hoje permanece. Vira e mexe volta à moda. Mas será que realmente funciona?

Sim, ela pode fazer efeito. Mas não simples. Não quer dizer que só porque você comeu 2 mil calorias, conforme lhe foi imposto, você vai ficar mais magro. Tudo vai depender de vários fatores.

Em primeiro lugar existe o bom e velho exercício físico. Não é necessário repetir que para perder peso com saúde, deve-se incluir uma atividade em nossa rotina. Do contrário, fica muito difícil emagrecer.

Outra coisa importante a ser verificada é a contagem. Não adianta nada saber de cor as calorias deste ou daquele alimento e deixar de lado algumas outras. Deve-se ter em mente que qualquer coisinha que se coma, até mesmo aquela inocente barra de cereal deve contar.

Além disso, deve-se ter muito cuidado com o que vai ser ingerido. O ideal é fazer várias pequenas refeições diárias com alimentos nutritivos, pertencentes a diversos grupos alimentares. De nada adianta fazer uma dieta de X pontos e se alimentar sempre de pizza com milk shake. Estes alimentos podem corresponder aos pontos necessários para sua dieta. Mas eles só vão prejudicar sua saúde.

Por isso, antes de começar uma dieta de pontos, analise estes fatos. Se você resolver optar por ela, mas seguir uma alimentação balanceada e uma rotina de exercícios físicos deve conseguir emagrecer. Do contrário, pode até engordar mais.

Quando temos em mente que começaremos a nossa Reeducação Alimentar achamos que será o PARAÍSO, após o começo vemos que é muito difícil e te...


Quando temos em mente que começaremos a nossa Reeducação Alimentar achamos que será o PARAÍSO, após o começo vemos que é muito difícil e tentador, alimentos pelo qual você nunca teve tanto contacto agora nessa nova vida começa a ter um super destaque, os exercícios físicos ficam cada vez mais difíceis para ser seguidos e aquele cuidado que tínhamos antes de cuidarmos de nós já não existe..
Vou listar os erros mais comuns que temos:
1- Não beber agua
A agua é óptima para nosso organismo pois além de limpar, purificar ainda equilibra todo nosso corpo. A Agua nos dá saciedade e faz com que diminuía a nossa fome. Se você é igual a mim que não gosto de tomar agua, tente tomar chá com adoçante, aguas aromatizadas.. Mais não esqueça que é preciso ingerir de 6 a 8 copos por dia.
2- Pular refeições
Muitas pessoas acham que pular o café da manha e o jantar conseguem emagrecer.. mais o que eles não sabem que esse ato descontrola todo o seu organismo e pode fazer com que haja compulsões alimentares. O café da manha é uma das principais refeições e quem esta disposta a emagrecer, precisa prepara-lo cheio de nutrientes e vitaminas, é ele que vai te dar energia e disposição para todo o seu dia.
É importante jantar para que o jejum entre seja menor e não prejudique o novo dia.. Assim você terá uma boa noite de sono e com o seu corpo em equilíbrio para o novo dia. No jantar você pode optar por alimentos ou lanches mais leves.
3- Dormir pouco
Todo nosso corpo precisa estar em equilíbrio para podermos emagrecer sem prejudicar a nossa saúde e para aliar esse a nossa luta pelo corpo desejado precisamos ter uma óptima noite de sono. Eu sou exemplo vivo disso, pois acabo não dormindo bem (pouco), e meu dia geralmente acordo mais cansada, sem disposição e sem vontade para nada.. Acabo fazendo qualquer refeição e geralmente ataco mais a comida.
Já quando tenho uma noite boa de sono, acordo disposta e cheia de energia para o dia.
4- Ta faltando uma deliciosa saladinha e algumas frutas nesse cardápio
Tanto as frutas como as verduras e legumes são riquíssimas em nutrientes e vitaminas essenciais para nosso corpo e a ingestão delas dificilmente engorda, basta saber dosar a quantidade e a qualidade e não esquecendo também a variedade que nós temos e que geralmente não é usado nem metade.
De acordo com a nossa pirâmide alimentar temos que ingerir 2 a 4 Porções de Frutas e de 3 a 5 Porções de Hortaliças.
4- Comer muito rápido
Com toda a nossa agitação, queremos emagrecer mais esquecemos que é preciso de calma nesse momento tão importante. É preciso saborear o alimento, parar para fazer a mastigação, descansar um pouco os talher.. e principalmente sentar-se a mesa e desligar a televisão. Isso fará com que nosso estômago mande um sinal para o cerebro de saciedade e assim não cometerá exagero

A obesidade é provavelmente um dos problemas de saúde que mais afectam as pessoas hoje em dia. Ser obeso significa estar no mínimo 20% acima...

A obesidade é provavelmente um dos problemas de saúde que mais afectam as pessoas hoje em dia. Ser obeso significa estar no mínimo 20% acima do seu peso normal.
As pessoas obesas dificilmente levam uma vida normal. Enfrentam maior risco de morte prematura e de doenças coronárias, hipertensão, derrame cerebral, diabetes, câncer, complicações as cirurgias, além de problemas psicológicos.

Para emagrecer é necessário mudar os hábitos alimentares:
— Coma frutas e hortaliças em abundância.
— Evite massas, doces, frituras, queijos e leite tipo A.
— Ingira brócolis, repolho, cenoura, couve, couve-flor, pois têm baixas calorias.
— Faça, uma vez por semana, refeições só à base de frutas e sucos (abacaxi, melão e melancia), não ingerindo qualquer outro alimento. Você emagrecerá um quilo. Comece na segunda-feira; na outra semana, na terça-feira; na outra, na quarta; depois na quinta e sexta-feira. Você provavelmente perderá cinco quilos no mês.
— Faça do seu almoço a principal refeição, não se alimente após as 18 horas, a não ser de frutas e lanches leves.
— Entre as refeições, coma frutas como: abacaxi (1 fatia), pêra, banana, mamão (1 fatia) e kiwi.
— Seus intestinos devem funcionar todos os dias, portanto use muitas fibras, aveia, triguilho etc.
— Evite ingerir manteiga, leite integral, maionese e frituras.
— Evite refrigerantes. Prefira água-de-coco e sucos naturais de frutas sem açúcar, que fornecem minerais ao organismo.
— Coma arroz integral, feijão, soja e peixes.
— Beba 2 copos de água morna de manhã, em jejum.
— Durante o dia, tome de 6 a 10 copos de água mineral.
— Tome chá verde (Tea sinensis), substituindo a água, ele ajuda a emagrecer.
— Chá de carqueja e malva-santa (boldo nacional) ajudam também a perder peso.
— Faça caminhadas, ande pelo menos 40 minutos por dia. Lembre-se de que o exercício é a melhor maneira de controlar seu peso e livrá-lo da gordura, mantendo uma boa musculatura.
— Use prato pequeno, podendo repetir; porém, mastigue 15 vezes a cada porção.


— Vá ao supermercado de estômago cheio, pois assim você não comprará guloseimas.
— Faça massagens duas vezes por semana, com óleo de azeite puro, óleo vegetal ou vinagre de maçã. A massagem ajudará a perder peso, livrando-o da gordura localizada.
— Use menos de 1.000 calorias diárias.
— Use adoçante de stévia. Os adoçantes artificiais, segundo a Sociedade Americana de Câncer, podem ser cancerígenos e há estudos que os acusam de aumentar o apetite dos usuários.
— Se conseguir perder 5 quilos em um mês, você começará a ter sucesso.
— Depois de emagrecer, coma frutas que contêm pectina. Em muitas pesquisas, descobriu-se que, ao ingerir uma maçã ou laranja por dia, 10 a 30 minutos antes das refeições, ocorrerá a dissolução da pectina no organismo, formando uma massa viscosa e gelatinosa, que interferirá nos processos de
absorção. Assim, ajuda as pessoas a não comerem excessivamente. Mesmo aquelas que já emagreceram devem cuidar para não voltar ao peso antigo, comendo uma maçã ou laranja (com a pelezinha branca), antes do almoço e do jantar.
— Evite beber líquidos durante as refeições. E melhor ingeri-los uma hora antes das refeições. Além de interferir na digestão, o líquido nas refeições pode colaborar com o aumento de peso, por dilatar o estômago, deixando-o maior.
— O lanche da manhã deve ser bem equilibrado. Por exemplo: aveia, cereais, frutas como maçã, banana, pêra, abacaxi ou melancia.
— Faça actividade física, exercícios de baixo impacto e longa duração, como andar cerca de uma hora por dia.
— As refeições não devem ser em meio agitado, mas em local tranqüilo e gradual, para que se possa sentir o que está ingerindo.
— Laxantes e diuréticos só devem ser usados prescritos por profissionais de saúde. Lembre-se de que as drogas aumentam a eliminação de lipídios, mas apresentam graves efeitos colaterais.
— O tecido adiposo (gorduroso) contém cerca de 18% de água e o tecido magro (muscular) cerca de 76%. A ingestão de diuréticos e laxantes podem causar perda maior dos líquidos do tecido magro e não do gorduroso, causando desidratação.

— Excluir da alimentação as massas, pizzas, queijos, açúcar branco e sobremesas doces.
— Lembre-se de que a sua imagem é importante. Imagine-se olhando no espelho e vendo uma pessoa magra e feliz.
— Na praia, você verá que valeu o esforço para emagrecer, e é claro, sem perder a disposição e a saúde.


Suco para combater a obesidade
5g de malva-santa ou boldo nacional
5g de carqueja
1 copo de água

Modo de preparo:
fazer o chá por infusão das ervas.

Dose recomendada:
Tomar quatro copos ao dia.

Suco inibidor do apetite

½ maçã média
½ abacate médio
1 copo de água mineral
Adoçante

Modo de preparo:
bater todos os ingredientes no liquidificador.

Dose recomendada:

Tomar meia hora antes das refeições principais

O excesso de peso, mais do que uma visão estética, deverá ser considerado uma questão de saúde. Na realidade ter peso a mais prejudica todo...


O excesso de peso, mais do que uma visão estética, deverá ser considerado uma questão de saúde. Na realidade ter peso a mais prejudica todo o organismo e predispõe-o a contrair diversas doenças, nomeadamente cardio-vasculares e diabetes.

Em primeiro lugar, é necessário tomar consciência de que o excesso de peso advém de um aporte calórico superior àquele que é gasto ao longo do dia, exceptuando-se alguns casos de distúrbios endócrinos. Isto significa que, a maioria das pessoas, come mais do que necessita e, sobretudo, alimentos com grande teor de calorias e fraco valor nutricional. A primeira regra consiste em saber comer. É evidente que, quanto mais acima do peso ideal (tendo em conta a sua altura, estatura e sexo) se encontrar o seu peso, mais drásticas deverão ser as medidas a tomar.

Em primeiro lugar deverá distribuir a ração alimentar diária por 4 ou 5 refeições, com um pequeno almoço e almoço como refeições principais. A meio da manhã, uma peça de fruta, uma tosta integral ou um iogurte natural, são suficientes para não chegar ao almoço com fome exagerada. Para o meio da tarde as indicações são as mesmas. O jantar deve ser leve, incluindo uma sopa de legumes ou uma salada. A proporção diária dos nutrientes calóricos deverá ser 60-65% de hidratos de carbono, 20-25% de lípidos e 10-15% de proteínas.

A escolha dos alimentos também é fundamental. A quantidade de peixe e sobretudo de carne deve ser reduzida, deve aumentar-se a ingestão de cereais integrais nas suas diversas formas que, para além de serem mais nutritivos, fornecem uma boa quantidade de fibras que auxiliam a função intestinal. Devem igualmente preferir-se queijos, leite e iogurtes sempre magros. A ingestão de vegetais, quer crus quer cozidos deve ser abundante, pois fornecem fibras de boa qualidade e são os principais fornecedores de vitaminas e minerais. A fruta, na dose de 2-3 peças por dia também não deve faltar na dieta. Outros grandes inimigos da linha são o excesso de gorduras, quer escondidas nos alimentos (carnes e lacticínios gordos), quer adquiridas durante a confecção (fritos, molhos). Também o excesso de açúcar, arroz, batatas, massas e pão não integrais e produtos feitos com farinhas refinadas deve ser evitado. Para além de uma enorme quantidade de calorias que contêm, tal não significa que as vitaminas e minerais que possuem sejam as mais desejáveis. De qualquer modo, a dieta deverá ser hipocalórica e hipolipídica, ou seja, fornecer calorias e lípidos em quantidades menores do que aquelas que necessitaria para o seu peso ideal. Tenha cuidado com as dietas "milagre"!...

Algumas são muito desequilibradas, não fornecendo todos os nutrientes indispensáveis o que, a longo prazo, pode levar a graves distúrbios de saúde. O querer emagrecer-se a todo o custo, tem muitas vezes como consequência um fenómeno "yo-yo", em que se perde muito peso para logo de seguida o adquirir com "juros". Isto pode desequilibrar o sistema hormonal e o seu organismo ficar, literalmente, confuso e perder o sentido do que é correcto. Faça uma dieta equilibrada e de reduzidas calorias, mas adquira hábitos saudáveis de alimentação, pois só assim poderá manter o peso e a saúde a longo prazo.

Outro lado da questão é o exercício físico. O sedentarismo é outro dos inimigos do peso correcto. O exercício permite-lhe manter a massa muscular e a estrutura óssea enquanto faz dieta (perde gordura), sobretudo quando há muito peso a perder e a ração calórica deve ser mais drasticamente reduzida. Por exemplo, o facto de, diariamente, caminhar em marcha acelerada durante meia hora e reduzir em 700 calorias a sua alimentação pode levar a uma perda de peso de 10Kgs em cerca de 70 dias. Outros efeitos do exercício regular e moderado são: diminuição do risco de doenças cardiovasculares, diabetes, osteoporose, etc. .

Para além destas duas questões, que são pilares de qualquer regime de emagrecimento, existem diversos "auxiliares" que, por si só, não fazem emagrecer, mas podem ajudar. Certas fibras, nomeadamente o Guar, o konjac e o glucomanano, em presença da água aumentam muito de volume, podendo reduzir o apetite quando tomadas 15-20 minutos antes das refeições. O dente-de-leão e a alcachofra podem auxiliar o fígado a eliminar as gorduras postas em circulação e evitar a sua deposição. A Garcinia cambogia (ou o hidroxicitrato extraído dela), o gengibre e o chá verde podem auxiliar melhorando o metabolismo das gorduras. O crómio pode contribuir para regularizar a actividade da insulina, aumentando a sua sensibilidade e diminuindo a sensação de fome repentina. As algas marinhas, devido ao seu teor rico em iodo, devem ser regularmente incluídas na alimentação e, se tal não for possível, ingerir suplementos à base das mesmas, desde que não exista uma hiperfunção da tiróide.

Os tratamentos com massagens, lamas, balneoterapia, etc., muito utilizados em clínicas de emagrecimento, podem ajudar a remodelar o perfil corporal, mas, sem dieta e exercício, não há perca de peso natural.

Também existem substitutos de refeição hipocalóricos, que contêm vitaminas e minerais adequados a uma redução de peso, sempre que, em determinadas circunstâncias, não lhe seja possível fazer uma refeição à base dos alimentos citados anteriormente.

Depois de tudo isto, espero que tenha ficado ciente que, ter o peso adequado, é acima de tudo uma questão de saúde e que, por outro lado, uma dieta equilibrada e a prática de exercício físico são indispensáveis para reduzir o peso saudavelmente. Não esqueça também que não deve perder "num dia" o que se acumulou durante anos. Antes de iniciar a sua dieta de emagrecimento, deve consultar o seu médico ou nutricionista e fazer um pequeno check-up para avaliação prévia da situação. Contudo, pela minha prática clínica, tenho constatado que as dietas desequilibradas e hipercalóricas constituem um factor de risco muito maior do que as dietas de emagrecimento, mesmo quando estas não são perfeitas.

Frutas para emagrecer Depois de uma tarde inteira se esbaldando num churrasco, você se sente 1 tonelada mais gorda. Não é para menos: abu...


Frutas para emagrecer
Depois de uma tarde inteira se esbaldando num churrasco, você se sente 1 tonelada mais gorda. Não é para menos: abusos alimentares intoxicam o organismo. Além disso, a comilança sobrecarrega os órgãos e provoca retenção de líquidos. Que tal uma dieta de emergência para eliminar o peso extra, desinchar o corpinho e se sentir muito melhor? Comendo apenas frutas, dá para perder 1 quilo por dia.


Acção purificadora

Por serem alimentos naturais, saudáveis e pouco calóricos, as frutas limpam o organismo e ajudam a reduzir as medidas. "Muitas vezes, o peso que a gente ganha durante um abuso alimentar é apenas inchaço, provocado pela retenção de líquido. Ao voltar à alimentação normal, o inchaço desaparece. Se você fizer uma desintoxicação, com alimentos leves e com líquidos adequados, sua perda do peso será ainda maior", explica Andressa Edde, nutr icioni s ta da consultoria Fitnoivas, do Rio de Janeiro. Além disso, as frutas são ricas em água, fibras, vitaminas e sais minerais. "A fibra sacia o corpo, melhora o funcionamento do intestino e elimina as toxinas que estão no organismo", conclui a nutricionista.
Por que nosso organismo fica intoxicado?

As toxinas estão presentes em muitos alimentos que consumimos todos os dias. Felizmente, temos a capacidade de filtrar e jogar fora essas substâncias, que fazem mal à saúde. Porém, quando exageramos na dose do que comemos e bebemos, sobrecarregamos alguns órgãos como a tireoide, o fígado e os rins. Assim, eles não conseguem fazer adequadamente a limpeza do organismo. Ao longo do tempo, com os abusos, ficamos cada vez mais "envenenados". São muitos os sintomas de intoxicação: retenção de líquido, fadiga, problemas de digestão, dores de cabeça, pele sem viço, queda de cabelo e, claro, ganho de peso.

Dieta com disciplina

No livro Dietas da nutricionista francesa Marie-Laure André, há um capítulo chamado "As dietas das frutas". Nele, ela explica que, desde a década de 80, existem programas alimentares para emagrecer que indicam o consumo exclusivo desses alimentos. A perda de peso é significativa.
Você pode desinchar rapidamente, porque essas dietas fornecem muita água, potássio e pouco sal. Então, o efeito diurético é garantido", escreve a autora. No entanto, ela diz que fazer o regime por mais de um dia pode prejudicar a saúde, pois trata-se de uma alimentação restritiva. E as frutas são fontes de glicídios (açúcares), que em exagero podem fazer engordar. Por isso, não passe mais de 24 horas se alimentando apenas com elas.

Se uma única vez não for suficiente para perder o peso extra, repita a dieta após uma semana. Ou seja, alimente-se só com frutas em um dia da semana. Mas esse procedimento só pode ser feito por um mês. Depois, só em casos de emergência mesmo. O ideal é incluir as frutas no seu cardápio diário, nos intervalos das refeições.
Confira as dicas dadas pela nutricionista Marie-Laure André para tirar o máximo proveito dessa dieta:

- É preferível comer a fruta a tomar o suco. Os sucos contêm menos fibras e não têm o mesmo poder de saciar o organismo.
- Não descasque as frutas, pois a casca concentra a maior parte das vitaminas, dos minerais e das fibras.
- Lave-as muito bem e dê preferência às frutas orgânicas, cultivadas sem o uso de produtos químicos.

As frutas mais indicadas

A nutricionista Andressa Edde seleccionou as frutas mais interessantes para quem quer emagrecer e se desintoxicar. Decida qual será o próximo sabor do seu regime e tenha um bom emagrecimento!

- Cereja, framboesa e morango contêm antioxidantes e ajudam a desintoxicar o organismo. Têm baixo teor de açúcar e poucas calorias.

- A uva melhora a circulação do sangue e é antioxidante. Mas é necessário tomar cuidado com as quantidades, porque essa fruta contém bastante açúcar.

- Frutas cítricas ajudam a limpar e a desintoxicar o fígado. Geralmente, elas têm poucas calorias - principalmente o limão.

- A ameixa também tem poucas calorias. Além disso, melhora o funcionamento do intestino, porque contém bastante fibra. É considerada uma fruta de baixo índice glicêmico, ou seja, seu açúcar é absorvido lentamente. Isso evita o acúmulo de gordura.

- O abacaxi auxilia na digestão, especialmente da gordura, e é diurético. Não apresenta muitas calorias, mas em excesso pode engordar.

- A maçã contém antioxidantes, é desintoxicante e tem pouquíssimas calorias. Como a ameixa, tem baixo índice glicêmico.

  Com a chegada do Verão, aumenta muito o nosso consumo de refrigerantes. De sabor agradável e refrescantes, são uma das nossas bebidas favo...

 
Com a chegada do Verão, aumenta muito o nosso consumo de refrigerantes. De sabor agradável e refrescantes, são uma das nossas bebidas favoritas em época de calor.
Mas nem tudo é bom quando falamos de refrigerantes!
Se está determinado(a) em chegar ao verão com aqueles quilos a menos, então, os referigerantes são uma das primeiras coisas a evitar!
Mas porquê?
Aqui fica uma lista de razões válidas para evitar este tipo de bebida:

1. A sacarose (açúcar comum) contida na bebida pode provocar hipoglicemia e fome compulsiva.

2. O açúcar comum, por ser de absorção muito rápida, gera intenso estímulo no pâncreas que pode secretar insulina além do normal.

3. Mesmo não contendo calorias, os refrigerantes diet e light têm muitas substâncias que prejudicam a saúde. Os sucos de frutas têm calorias, é verdade, mas são muito mais saudáveis.

4. O uso constante de bebidas gaseificadas provoca a sensação de peso no estômago, além de azia e queimação.

5. O consumo em demasia também é culpado pelo aumento das gorduras no sangue (colesterol e triglicéridos).

6. Em relação aos adoçantes artificiais usados nas versões light ou diet, há ainda controvérsias, assim como os corantes e outros componentes químicos, ainda mal estudados. Portanto, o efeito a longo prazo ainda é desconhecido.

7. Os refrigerantes, assim como os fast-foods, são os grandes responsáveis pelo sobrepeso e a obesidade.

Agora já sabe, beba água, fonte de vida!

Todoooo cabelo sofre, mesmo que essa não seja nossa intenção... Mesmo que nosso cabelo não tenha nenhuma química. No verão o sol é o grande...


Todoooo cabelo sofre, mesmo que essa não seja nossa intenção... Mesmo que nosso cabelo não tenha nenhuma química.
No verão o sol é o grande responsável... No inverno o vilão é o tempo seco, água quente, etc...
A maior queixa das mulheres ter danificado o cabelo das agressões externas, tais como tintas, secador de progressiva, Babyliss, luzes, iluminação, sombreamento, estilo de cabelo e muitos outros fatores que danificam a estrutura do fio, deixando sem vida, suavidade brilho, causando grande insatisfação. Botox é geralmente indicado para todos os cabelos danificados, o que é seco pelo sol, cloro, mar, sem nutrientes, a força e vitalidade.
Com isso o que não falta hoje no mercado e nos salões são opções para cuidarmos das nossas madeixas - por qualquer motivo: diminuir o volume, o frizz, o ressecamento...
Com base nesse cuidado que tanto buscamos, chegou ao mercado o botox capilar - que, assim como o botox facial, ele preenche as 'rugas' dos cabelos, mas calma! Ninguém vai enfiar uma agulha na sua cabeça!


Ele é um tratamento estético que dá ao cabelo uma aparência mais jovem (os cabelos mais jovens sempre têm uma aparência mais bonita - justamente por terem 'sofrido' menos agressões externas - dai vem à ideia do nome botox - rejuvenescer os fios, deixando-os menos volumosos, sem frizz e hidratados).
A técnica ainda fecha por completo as escamas do cabelo.
Quando ouvi falar nessa técnica através da cabelereira Erika terra. Do salão: Erika terra; achei o máximo!!!!
Ela me deu de presente um botox capilar. Que chique.
Chegando ao salão, me perguntaram se eu o queria mais liso ou menos volumoso ou natural (com cachos).
Bem é claro que respondi que queria ele o mais liso possível.
Enfim; sai de lá parecendo uma índia, de tão liso, amei!!!!!!
Afinal todos sabem que eu gosto do meu cabelo liso, apesar dele ser cacheado, e o mais legal de tudo, super hidratado, natural, com um brilho intenso. Até falei pro meu noivo que era pra ele colocar um óculos de sol, afinal o brilho do cabelo  estava mais forte que o sol, kkkkk.  E o legal é que ele adorouuuuuuuuuuu meu cabelo, gente e o cheiro, uma delícia. Muito bom. Eu usei e gostei demais. Eu já perguntei quando posso fazer de novo, afinal tudo que dar resultado é sempre bom repetir. Eu recomendo mulheres que querem ficar com o cabelo restaurado, façam botox capilar; mas, por favor, com um bom profissional, tenham cuidado não entregue seus cabelos a qualquer um, cabelo é coisa séria!!!
Pra quem ficou a fim de fazer lá no salão que eu fiz: salão Erika terra o endereço: Rua Henrique laranja nº58 loja 09 centro de vila velha, espírito santo.

Contato: (027) 3289-0254
E-mail: erikahairdesing@hotmail.com
Vocês vão amar ir lá!!!!!
Bom, pesquisando na net descobri duas marcas que disponibilizam esse tratamento já! Para quem quer se jogar de imediato.

Ybera

Como age: por meio da ação da toxina botulínica - a mesma usada em no preenchimento de rugas no rosto.
Aplicação: o profissional lava os fios, aplica o produto e usa uma fonte de calor (chapinha ou secador) para fixar o ativo. Então, utiliza dois produtos para tratar os fios antes de finalizar com a escova.
Vantagens: hidrata, diminui o frizz e o volume. Caso queira fios lisos, peça ao cabeleireiro usar chapinha durante o procedimento. Se optar pelo difusor, é possível definir os cachos.
Duração: 1h30.
Manutenção: entre 40 á 60 dias.
Contraindicação: mulheres com fios muito loiros, os cabelos podem desbotar se a chapinha for usada acima de 170°.



L'Oréal
Como age: neste caso, a responsável pela reestruturação do fio é a molécula Intra-Cylane - consiste num preenchimento capilar, agindo no interior da fibra, aportando matéria e devolvendo força, vitalidade, resistência e saúde aos fios.
Aplicação: depois de lavar os cabelos, o profissional passa o produto nas mechas. Então, massageia bem os fios e aplica uma máscara reconstrutora. Em seguida, enxágua e espalha um creme para proteger as madeixas antes de começar a fazer a escova.
Vantagens: diminui o frizz e o volume característicos de cabelos danificados. Dessa forma, ao tratar os cabelos, eles retomam sua forma original. Portanto, ficam mais lisos ou, então, com cachos bem definidos.
Duração: 20 minutos.
Manutenção: a cada dez lavagens.
Contraindicação: não realize este procedimento no mesmo dia em que fizer alisamento ou escova progressiva.


Lembrando que assim, como a progressiva, o tempo de duração não é regra e não depende só de quantas lavagens você faz, mas também do quanto seu cabelo está hidratado.
Vale ressaltar também que o botox capilar varia de acordo com marca e salões - alguns garantem que o método não hidrata os fios, outros já hidratam... Alguns deixam os fios lisos, outros os fios cacheados (se esse já for o 'modelo' do seu cabelo).
Então antes de optar por deixar seus fios mais jovens pesquise e veja o que você realmente você quer.
Outra coisa que observei foi que no final das contas o botox funciona mais ou menos com essas escovas marroquinas, chocolate etc... A única diferença é que ao invés de usar formol na fórmula para moldar a estrutura do fio, o botox capilar usa tioglicolato de amônia ou toxina botulínica.

O cabelo é umas das partes que as mulheres mais se preocupam e que mais cuidam. São diversos cremes, xampus, condicionadores, trata...

O cabelo é umas das partes que as mulheres mais se preocupam e que mais cuidam.
São diversos cremes, xampus, condicionadores, tratamentos, tudo para que os cabelos fiquem ainda mais bonitos, cheios de vida e com um ótimo aspecto.
Mas existe um problema que atrapalha muito as mulheres, e também os homens, é a queda de cabelos.
Essa queda deixa os fios mais ralos, em pequena quantidade, quebradiço e ainda por cima, com um aspecto de mal cuidado.
Porém, existem diversos tratamentos para fazer com que a queda seja muito menor.
São tratamentos capilares, que podem ser feitos em diversos centros estéticos e além disso existem também, os tratamentos caseiros, e para ajudar, temos ótima receita, que promete fazer com que a queda de cabelos diminua.
Para fazer essa receita caseira, você vai precisar de:

Folhas de amoreira, água e algodão.

O modo de preparo é o seguinte:

Pegue uma xícara (chá) e coloque 2 colheres (sopa) de folhas de amoreira bem picadas e lavadas.

Junte com 1 xícara (chá) de água fervente nas folhas, abafe ate o chá esfriar.

Depois de frio, coe o chá, e aplique em todo o couro cabeludo com a ajuda de um algodão.

Massageie bem devagar o couro cabeludo, com a ajuda da ponta dos dedos.

Deixe agir por aproximadamente 30 minutos e lave em seguida.

Repita essa aplicação 3 vezes por semana.

Se o problema persistir, procure um médico especialista.

  A função das máscaras capilares sempre foi a de recuperar os cabelos danificados e ressecados. Agora, existem diversos produtos no mercad...

 
A função das máscaras capilares sempre foi a de recuperar os cabelos danificados e ressecados. Agora, existem diversos produtos no mercado com finalidades específicas. As máscaras hidratam, amaciam, proporcionam brilho e protegem os fios.
Para cada tipo de cabelo, uma máscara específica. Abaixo, algumas dicas e a ação de cada uma delas no cabelo:
Cabelos normais: apresentam grau equilibrado de hidratação e oleosidade. Produtos derivados de silicone e lanolina, proteínas, ceramidas, papaia, pantenol e algas aumentam a maleabilidade do cabelo e ajudam a protegê-lo contra o sol, o mar, o vento e a poluição.
Cabelos oleosos: as glândulas sebáceas do couro cabeludo produzem gordura em excesso, deixando a raiz oleosa. Nos cabelos longos, entretanto, as pontas podem ficar ressecadas. Produtos com extrato de frutas (morango e papaia), hamamélis, algas, argila, derivados de silicone, calêndula e camomila removem a oleosidade excessiva e hidratam o fio.
Cabelos ressecados: fatores externos, como água do mar, sol, piscina e poluição removem a hidratação natural dos fios, deixando-os desidratados, opacos, sem volume, quebradiços e com pontas duplas. Produtos derivados de silicone, colágeno e de elastina, proteínas, óleos e extratos vegetais, ceramidas, vitamina E e pantenol repõem nutrientes e ajudam a unir as pontas duplas.
Cabelos danificados: processos químicos (tintura, alisamento e permanente) abrem as escamas que compõem a camada externa do fio, deixando-o desprotegido. Ocorre perda de água e proteínas, os cabelos ficam opacos e finos e com pontas duplas. Máscaras com óleos vegetais, proteínas, pantenol, ceramidas, vitamina E, esqualano, uréia e derivados de silicone e lanolina amenizam o aspecto quebradiço dos cabelos.
Cabelos crespos: normalmente ressecado e quebradiço, pois a gordura liberada pelas glândulas sebáceas no couro cabeludo não consegue se espalhar de forma uniforme até as pontas. Com isso, não se forma a capa que protege o fio e impede a perda de água. Óleos vegetais, derivados de silicone e de lanolina, vitamina E e proteínas repõem nutrientes, fecham as escamas e evitam a perda de água.
Cabelo afro: é naturalmente muito ressecado. Por causa dos cachos, a gordura do couro cabeludo não se distribui adequadamente ao longo de todo o fio. Além disso, esse tipo de cabelo é submetido a processos químicos frequentes, como relaxamento e alisamento, que removem a hidratação natural e quebram o fio.

Durante o ano todo, seu cabelo sofre uma série de agressões. Mas é no verão que a situação piora, porque os fios ficam mais expostos ao sol...


Durante o ano todo, seu cabelo sofre uma série de agressões. Mas é no verão que a situação piora, porque os fios ficam mais expostos ao sol, à água do mar e da piscina, às lavagens freqüentes, ao ar-condicionado… Se você não ficar atenta, as conseqüências poderão ser desastrosas: veja abaixo algumas recomendações ….
:: No sol, por exemplo, os riscos são de os raios ultravioleta degenerarem a queratina, proteína que forma o fio, e as cutículas, escamas que funcionam como uma película protetora. Além disso, durante a exposição ao sol acontece uma reação química que altera a melanina, o pigmento que define a cor. Conseqüência: ressecamento e mudanças no tom.
:: No mar, o sal da água absorve a água do couro cabeludo e do fio, provocando ressecamento
:: O cloro da piscina também penetra no fio, alterando quimicamente sua estrutura e deixando-o quebradiço, por causa das reações químicas provocadas pelas substâncias usadas no tratamento da água.

Felizmente os banhos de creme são capazes de recuperar os fios. Se o seu cabelo for seco, o ideal é repeti-lo uma vez por semana. Para os oleosos recomenda-se um banho de creme por mês. Faça a aplicação depois que lavar os fios, massageando-os ou penteando-os para que absorvam bem o líquido. Ficou interessada? Então aposte em uma das receitas abaixo e garanta a saúde do seu cabelo!
:: Creme de mamão ::
(Para todos os tipos de cabelo)

1 mamão papaia
200 ml de água mineral

No liqüidificador, bata a polpa do mamão com a água e aplique no cabelo limpo. Lave com água morna depois de aguardar 20 minutos.
:: Creme de amêndoas ::
(Para cabelos ressecados)

1 colher (sopa) de óleo de amêndoas
1 abacate pequeno

No liqüidificador, bata o óleo e o abacate e espalhe nos cabelos úmidos e limpos. Deixe agir por 30 minutos. Enrole a cabeça com papel alumínio. Enxágüe bem.
:: Creme de manga ::
(Para cabelos normais)

1 manga
1 clara de ovo

Misture a manga com a clara no liqüidificador e passe nos fios logo após lavar. Deixe agir por 20 minutos e enxágüe com água morna.
:: Creme de queratina ::
(Para cabelos danificados)

1 abacate
1 colher (sopa) de mel
1 ampola de queratina

Bata tudo no liqüidificador e espalhe pelos fios após o xampu. Espere 20 minutos. Retire com água morna e, para dar brilho, dê um último enxágüe com 1 colher (chá) de vinagre de maçã diluída em 1 litro de água.

"A Lipoplastia dos membros inferiores ganhou popularidade nas últimas duas décadas. Este procedimento já foi considerado uma área repl...


"A Lipoplastia dos membros inferiores ganhou popularidade nas últimas duas décadas. Este procedimento já foi considerado uma área repleta de complicações e resultados insatisfatórios, mas os inúmeros avanços técnicos ocorridos no final dos anos 90, associados a ênfase cada vez maior na estética perfeita, conduziram a lipoplastia dos membros inferiores, de volta a um lugar de destaque."
Introdução
Em 1964, Schrudde realizou procedimentos estéticos no tornozelo, utilizando pequenas incisões. A lipossucção dos membros inferiores (MMII) ou aspiração da gordura local, foi popularizada por Illouz em 1977, que recomendava esculpir cirurgicamente as faces interna e externa das coxas.
Em 1994, Gasperoni e Salgarello, utilizando cânulas pequenas e incisões mínimas, popularizaram a lipossucção superficial 1-2 mm abaixo da pele. Em anos mais recentes, Rohrich e colaboradores desenvolveram técnicas de lipossucção assistida por ultra-som, melhorando o resultado da lipoplastia dos Membros inferiores.
Indicações e Contra-Indicações
A lipoescultura é um complemento importante em muitos procedimentos de cirurgia plástica. O candidato ideal, para redução de acúmulos localizados na coxa, possui um peso levemente acima do ideal e uma coxa com aparência pesada, porém mal-definida medial e lateralmente.
O paciente ideal deve estar com uma boa saúde geral e com um bom tônus e elasticidade cutânea.
Contra-indicações
É importante avaliar o paciente quanto à presença de padrões vasculares superficiais e insuficiência venosa. Pacientes com passado de flebite ou varizes periféricas podem apresentar inchaço de resolução mais demorada no pós-operatório. O resultado estético também tende a ser pior.
Aspectos Técnico-Cirúgicos
Como em qualquer outro procedimento cirúrgico, o paciente deve ser orientado a suspender o uso de aspirina, antiinflamatórios, vitamina E, álcool e tabaco, além de reduzir o consumo de sal nas duas semanas que antecedem a intervenção.
Detalhes pré-operatórios
As marcações nos MMII devem ser feitas com o paciente sentado, permitindo uma boa diferenciação dos depósitos de gordura, da musculatura e dos tendões subjacentes. Primeiramente, devem ser delineados os limites dos principais acúmulos gordurosos na região dos tornozelos.
As marcas para incisão (quatro ao todo) devem ser feitas lateral e medialmente no tornozelo e no joelho. Podem ser feitas marcas para incisões adicionais (p.ex.: na raiz da coxa e na prega das nádegas) para obter um contorno melhor.
Detalhes da cirurgia
O paciente é colocado deitado de barriga para cima. A lipossucção da face anterior deve ser feita com as pernas estendidas, ao passo que a lipossucção da porção interna das coxas deve ser realizada com as pernas dobradas (posição de "sapo").
A abordagem da face lateral da coxa pode ser feita com o paciente em deitado de lado. A face posterior pode ser abordada, dobrando-se as pernas sobre o abdome ou girando-se o paciente.
Os princípios importantes para obter um resultado satisfatório incluem utilizar técnicas anestésicas locais e cânulas apropriadas.
Na coxa, a lipossucção de depósitos localizados pode ser realizada do modo habitual. Contudo, para lipoaspirar circunferencialmente a coxa, o procedimento deve ser realizado em 3 níveis. Primeiro, a cânula deve ser posicionada profundamente, 1-2 cm abaixo da pele. Após este tempo, a lipossucção deve ser feita em um nível intermediário, a 0,5-1 cm, na base da gordura subdérmica. Finalmente, a lipossucção deve ser realizada 1-2 mm abaixo da pele, com o orifício da cânula voltado para baixo.
Para a região lateral da panturrilha, o paciente deve ser posicionado de lado e a sucção direcionada para baixo e então também circunferencialmente.
A lipoaspiração dos tornozelos deve ser feita através de duas incisões mediais e duas incisões laterais. A cânula nunca deve ser posicionada sobre o tendão de Aquiles.
Detalhes pós-operatórios
Mladick propôs algumas manobras intra-operatórias para reduzir o inchaço do pós-operatório. Após a lipossucção do primeiro membro, o acúmulo de líquido deve ser "ordenhado" através da incisão e a perna deve ser envolvida em uma banda elástica. Terminada a lipossucção do segundo membro, ambas pernas devem ser desenfaixadas, medidas e avaliadas quanto à simetria do contorno. Após este re-exame, as pernas devem ser novamente enfaixadas.
Na sala de recuperação, as pernas devem ser mantidas elevadas. O paciente deve deambular até o banheiro no primeiro dia pós-operatório, aumentando progressivamente o nível de atividade física. Os curativos são trocados no quarto dia de pós-operatório e o paciente deve utilizar meias de média-compressão por cerca de 2 meses.
Complicações e Prognóstico
Podem ocorrer ruptura da cápsula articular do joelho, a qual deve ser tratada com bandagens elásticas e antibióticos.
Podem ocorrer também manchas na pele e ruptura de pequenos vasos superficiais e depressões no tornozelo. Lesões superficiais no tendão de Aquiles são raras.
Infecção, flebite, tendinite pós-traumática e artrite são complicações incomuns. Cerca de 10% dos pacientes apresentam um espessamento persistente na região dos tornozelos. Deformidades no contorno dos MMII podem ocorrer, assim como em qualquer outra região submetida à lipoaspiração.
Conclusão
Apesar da lipoaspiração dos membros inferiores não ser isenta de complicações, avanços recentes levaram a um aumento na satisfação dos pacientes submetidos ao procedimento. As complicações costumam ser mínimas, apesar do período de recuperação prolongado.

Assim como pode ser feito lipoaspiração, a gordura retirada pode ser reinjetada em outras zonas do corpo. Costuma utilizar-se o termo lip...



Assim como pode ser feito lipoaspiração, a gordura retirada pode ser reinjetada em outras zonas do corpo.
Costuma utilizar-se o termo lipoescultura quando a cirurgia consiste na retirada de gordura de determinadas zonas e reinjeçao em outras zonas deprimidas.
A gordura reinjetada sofre um processo de absorção. Aproximadamente 30% desta gordura injetada é absorvida pelo organismo, de maneira que é necessária uma correção exagerada (em 30%), para que o resultado final seja adequado. É claro que nesta circunstância também será necessário aguardar um tempo de até 1 ano para que ocorra a integração e acomodação deste tecido transplantado na sua nova posição.
Como é muito difícil para o cirurgião avaliar exatamente a quantidade de gordura que está sendo retirada e a que está sendo deixada em seu lugar, existe uma grande percentagem de casos em que é necessário fazer-se uma correção (ou retoque) no período pós-operatório. Pequenas quantidades de gordura podem manifestar-se como saliências mais ou menos evidentes na superfície externa, após a cirurgia.
Em geral estas cirurgias de retoque pós-operatório são bastante mais simplificadas que as cirurgias de lipoaspiração convencional. Podem ser realizadas com anestesia local, e freqüentemente são associadas à lipoaspiração de outras regiões que não haviam sido realizadas no primeiro procedimento.

Anestesia
Existem diferentes técnicas anestésicas para a realização de lipoaspiração. Ela pode ser realizada com:
Anestesia geral
Anestesia local
Um bloqueio peridural
Quando o procedimento a ser realizado é muito prolongado ou a quantidade de gordura localizada a ser retirada é bastante grande, a maioria dos cirurgiões prefere a anestesia geral. Nesta técnica o paciente é mantido, pelo anestesista, sem consciência e sem dor para que a cirurgia possa ser realizada com tranqüilidade. Quando o procedimento cirúrgico termina o paciente é acordado e mantido com analgésicos para evitar a dor pós-operatória imediata. Depois de algumas horas a medicação para evitar a dor pode ser diminuída pois o procedimento cirúrgico realizado não desencadeia dor prolongada.
Quando as zonas a serem lipoaspiradas são pequenas e o paciente tem condições psicológicas de tranqüilidade para suportar o procedimento cirúrgico, este pode ser realizado sob anestesia local. Algum tipo de sedação pode também ser associado.
Existem alguns cirurgiões que preferem a anestesia do tipo bloqueio peridural. Nestas circunstâncias, o paciente é submetido a um tipo de anestesia que permite que ele fique consciente ou com sedação, sem nenhum tipo de sensibilidade em certas zonas que deverão ser trabalhadas pela lipoaspiração
Cada caso deve ser avaliado cuidadosamente em entrevista tranqüila entre o cirurgião e o paciente para discussão e escolha do melhor tipo de anestesia.

Expectativas do Paciente
Freqüentemente os pacientes têm uma expectativa de correção completa de todas as suas irregularidades de depósito de gordura do subcutâneo.
É necessária uma entrevista franca entre cirurgião e paciente, para que se possa dirimir as dúvidas e desfazer as fantasias que porventura possam ainda existir no imaginário do paciente. Não é infreqüente que o paciente chegue ao consultório do cirurgião com um desejo de retirada de todos os excessos gordurosos (em muitas regiões do corpo).
A quantidade total de gordura a ser retirada não deve ser exagerada pois existe uma determinada quantidade de sangue que é também aspirada durante o procedimento de lipoaspiração. Se a lipoaspiração for muito volumosa, a perda sangüínea também poderá ser, causando anemia no paciente.
Na situação de engorde e emagrecimento, as células gordurosas aumentam ou diminuem como um balão cheio ou vazio. Nas zonas lipoaspiradas, há a retirada do contingente celular que permite o funcionamento do tipo balão, portanto uma vez lipoaspiradas adequadamente com a retirada de grande parte das células, nestas zonas não há mais a possibilidade de engorde.
É claro que se o aporte nutritivo for hipercalórico (com grande quantidade de gordura e açúcares), outras dezenas de zonas do corpo estariam capazes de ser aumentadas e o engorde ocorreria novamente.

Complicações da Cirurgia
Freqüentemente houve-se falar em complicações da lipoaspiração. Sem dúvida é um procedimento delicado que exige todo o cuidado da equipe médica envolvida no procedimento.
Entretanto é necessário fazer-se uma diferenciação entre as complicações da lipoaspiração propriamente dita e as do procedimento anestésico envolvido no procedimento cirúrgico.
As complicações da lipoaspiração propriamente dita estão relacionadas com perfurações ou trauma das estruturas profundamente situadas às zonas lipoaspiradas. Outra complicação da lipoaspiração propriamente dita seria a presença de irregularidades na superfície trabalhada. Em determinadas situações de lipoaspiração bastante superficial, podem resultar também zonas de hipercromia (zonas mais escuras), que podem ser corrigidas com substâncias descolorantes. Esses procedimentos de descoloração muitas vezes são prolongados.
Não é infreqüente ouvir-se falar em parada cardíaca e morte durante a lipoaspiração.
É necessário entender que o procedimento anestésico (do tipo anestesia geral, anestesia local, ou bloqueio peridural), pode desencadear estas complicações.
Portanto, como já se mencionou, é indispensável a diferenciação entre as complicações da lipoaspiração propriamente dita e as complicações dos procedimentos anestésicos envolvidos.
As irregularidades maiores ou menores podem ser corrigidas com uma lipoaspiração secundária conforme foi afirmado anteriormente. Se houver perfuração de uma estrutura profunda, o tratamento específico deve ser estabelecido assim que for feito o diagnóstico.
As complicações anestesiológicas também devem ter tratamento imediato assim que for feito diagnóstico.
Em todas essas situações de complicações é importante levar-se em consideração que a profilaxia (evitar), é da maior importância. O extremo cuidado pode ajudar a evitar complicações mais ou menos severas.
A cirurgia da lipoaspiração pode ser realizada ambulatorialmente se a quantidade de gordura a ser a retirada é relativamente pequena, ou com o paciente baixado, se a quantidade de gordura a ser retirada for de maior volume.
Lipoaspiração Associada a outros Procedimentos
A lipoaspiração pode ser associada a alguns procedimentos cirúrgicos.
Por exemplo, quando se faz uma cirurgia de diminuição da mama muitas vezes é necessário fazer-se lipoaspiração nas saliências gordurosas ao redor da glândula mamária. Para a complementação do aspecto estético desta cirurgia, muitas vezes a retirada de porções de gordura da zona inferior à axila, ou da zona da linha média, entre as duas mamas, pode a complementar o aspecto estético global da mama operada.
Na cirurgia do abdômen também a lipoaspiração pode ser associada. Nas zonas laterais da parede abdominal, uma lipoaspiração pode provocar um processo de acinturamento.
Tecnologia do Blogger.