Emagrecer é difícil. Permanecer magro é mais complicado ainda, principalmente nas primeiras fases da mudança, quando você ainda está se ada...


Emagrecer é difícil. Permanecer magro é mais complicado ainda, principalmente nas primeiras fases da mudança, quando você ainda está se adaptando à nova condição. Precisa ter muita fora de vontade para manter uma alimentação correta, afirma a nutricionista do MinhaVida, Karina Gallerani.

Com a pressa que toma conta da rotina, os problemas só aumentam. Falta tempo para cozinhar e o jeito é comer fora, o número de refeições diminui e o consumo excessivo de alimentos em uma refeição noturna é comum, graças aos compromissos de trabalho ou escolares.

Comer demais é um erro que se dissolve no nosso dia-a-dia , afirma Karina. Para evitá-lo, o melhor jeito é se prevenir das situações que nos forçam a exagerar na dose . Para ajudar você a mudar de atitude, a nutricionista mapeou as principais ocasiões que ameaçam o seu regime. Fique de olho!

Pular refeições
Quem fica sem comer achando que isso emagrece vai sofrer quando se pesar da próxima vez. Isso porque a fome acumula e você exagera na dose. Além disso, uma dieta pobre prejudica a produtividade no trabalho e desencadeia sérios problemas à saúde. Deixar de ter um bom café da manhã, por exemplo, é um erro comum que acaba levando a pessoa a não ter energia durante o dia e favorece o consumo de lanches calóricos que fazem engordar. Uma alimentação balanceada requer refeições a cada 4 horas, garantindo maior saciedade e possibilitando melhor controle metabólico e nutricional.

Assistir à televisão enquanto se alimenta
Assistir à televisão por longos períodos é um forte fator para a obesidade. Seu coração, pressão sanguínea e metabolismo diminuem. Isso favorece o acúmulo de gordura, até porque os alimentos que acompanham esse hábito não são nada saudáveis. Comer assistindo televisão, lendo uma revista, falando ao telefone, entre outras atividades, distrai e facilita os excessos alimentares. O ideal é sentar-se à mesa, num ambiente tranqüilo. Alimente-se devagar, descansando os talheres sobre a mesa entre uma porção e outra. Faça um teste e perceba que você necessita de uma porção muito menor para se sentir saciado.

Consumir muitos carboidratos simples
Eles são deliciosos. Mas, digeridos mais rapidamente, e elevam os níveis de açúcar no sangue. Balas, doces, chocolates pães e bolos de farinha branca levam o pâncreas a bombear quantidades ainda maiores de insulina para ajudar a restabelecer os níveis normais de açúcar no sangue. Quando isso acontece, o estômago e o cérebro enviam sinais de fome, reiniciando o ciclo. Se, mais uma vez, você satisfizer o apetite com carboidratos simples, você vai desejar ainda mais doce. Mas ao invés de sentir-se cheio e satisfeito, você se sentirá constantemente faminto. Isto significa que uma dieta que contém muito carboidrato simples pode levá-lo a um ciclo vicioso onde se come mais e mais.

Pagar para comer à vontade
Outro erro muito comum é se alimentar em excesso ao realizar as refeições em restaurantes que possuem um preço fixo para comer à vontade. Não é preciso limpar o prato só porque pagou por ele, o ideal é parar de comer quando estiver satisfeito.

Comer muito rápido
Esse é um hábito cada vez mais comum, principalmente em cidades grandes. Comer rapidamente faz com que você coma muito antes de perceber que já está satisfeito. O cérebro leva um tempo para começar a enviar sinais de satisfação. Mastigar mal os alimentos prejudica a digestão e é fator de risco para uma síndrome metabólica, uma combinação de sintomas como pressão alta, obesidade, colesterol alto, e resistência à insulina.

Beliscar
Durante as atividades do dia-a-dia, este hábito aumenta as chances de ficar acima do peso. A vontade de beliscar toda hora vem quando não nos alimentamos corretamente durante as refeições estipuladas ou quando os alimentos que compõem essas refeições são de baixo valor nutricional. Sabendo distinguir a fome da vontade de comer e marcando horários fixos para as refeições,sem intervalos muito grandes entre elas, a vontade de beliscar passa e você come menos. Evite deixar doces, bolos, chocolates e petiscos nos armários de casa.

O gengibre é uma planta herbácea com muitos benefícios à saúde. Como planta medicinal, o gengibre é uma das mais antigas e populares do mun...


O gengibre é uma planta herbácea com muitos benefícios à saúde. Como planta medicinal, o gengibre é uma das mais antigas e populares do mundo. Suas propriedades terapêuticas são resultado da ação de várias substâncias, especialmente do óleo essencial, que contém canfeno, felandreno, zingibereno e zingerona.

O gengibre possui sabor picante e pode ser usado tanto em pratos salgados quanto nos doces. Pode ser usado em diversas formas: fresco, seco, em conserva, em capsulas (em pó) ou cristalizado.

Benefícios do Gengibre
Ele é bastante indicado para programas de desintoxicação do organismo, além de ser considerado um poderoso anti-inflamatório, anticoagulante, antioxidante e antibactericida.

O gengibre é utilizado para tratamento de náuseas, vômito, dor de cabeça, congestão do peito, cólera, gripe, diarreia, dor de estômago, reumatismo e doenças nervosas. Essa planta é um excelente remédio para inflamação da garganta, asma, bronquite, além de ser excelente no combate ao câncer.

O gengibre pode ser utilizado como antibiótico, além de possuir componentes que tratam a depressão. Os extratos de gengibre estimulam os centros vasomotor e respiratório.

Gengibre em pó


O gengibre em pó tem o sabor mais suave e diferente do fresco. Por isso, o gengibre em pó não pode substituir o gengibre cru, como em receitas por exemplo. É muito usado em confeitarias e padarias para fazer bolos diversos, pães, biscoitos e tortas. Também combina com frutas e legumes e faz parte de várias misturas de temperos.

O gengibre em pó pode ser feito em casa: Deixe secar o gengibre, retire a casca e moa-o inteiro. Ou você pode comprar pronto em pacotes ou em forma de cápsulas.

Como fazer o chá de gengibre


Aqueça ½ litro de água; não precisa ferver. (O gengibre perde as propriedades em água muito quente).
Despeje o líquido sobre 2 colheres (sopa) do gengibre cru, ralado ou esmagado.
Tampe e deixe em repouso por cerca de dez minutos.
O chá de gengibre ajuda a emagrecer?
O chá de gengibre poderá ajudar na sua dieta, pois estimula a digestão, alivia a constipação e é um tônico cardíaco. Ele trata a obesidade, pois ajuda acelerar o metabolismo e queima calorias.

Para facilitar a digestão, queimar calorias e reduzir peso, o recomendado é tomar ½ litro da bebida por dia, dividido em cinco doses iguais. Tome o chá sempre depois das refeições.

Hoje eu quero falar de um assunto bem interessante que muitas pessoas não dão atenção. As pessoas costumam se preocupar com os raios UVA e ...


Hoje eu quero falar de um assunto bem interessante que muitas pessoas não dão atenção. As pessoas costumam se preocupar com os raios UVA e UVB, mas ninguém se preocupa com a luz visível.

A luz visível é transmitida por lâmpadas fluorescentes, como as que iluminam ambientes internos, ou a luz do computador e da claridade que entra através da janela.

O que a luz visível causa na pele?
A luz do computador e de lâmpadas fluorescentes podem causar pigmentação e melasmas (manchas escuras na pele) e também envelhecimento. A luz visível é capaz de produzir radicais livres, que provocam alterações nas células, principalmente nos melanócitos (células da pigmentação) e nos fibroblastos (produtores de colágeno).

Embora a exposição à luz visível de ambientes fechados seja muito menos prejudicial do que a exposição à luz solar, os especialistas afirmam que todos devem se proteger, principalmente pessoas que estão sob tratamentos de pele (como peeling e laser) ou que têm doenças desencadeadas pelo sol (como o lúpus).

É claro que se você ficar um dia ou outro sem proteção, não vai causar nenhum dano a sua pele. O problema é essa exposição sem proteção a longo prazo.

O que usar para se proteger da luz visível?


A maioria dos protetores solares protegem apenas contra os raios ultravioletas UVA e UVB, e não protegem da luz visível. O único tipo de produto que bloqueia o efeito da luz visível na pele são os filtros físicos, que refletem e dispersam a energia da luz, construindo uma barreira física às radiações solares.

Pode ser uma base ou aquele filtro mais grossinho (que deixa branco), que tem partículas de zinco e funciona como um filme protetor que impede que a radiação ultrapasse a pele. A pomada Hipoglós também protege contra luz visível.

Além da base também pode ser usado pó ou base em pó. O ideal é que a maquiagem tenha um fator de proteção entre 10 e 20 — não precisa mais do que isso. Mas caso você se exponha à luz solar, aí sim: fator de proteção 30 ou mais!

É isso aí, mulherada: vamos usar base então! Tenho uma tia que tem uma pele linda e sem rugas, ela usou base a vida inteira…

Sei que tem meninas que não tem o hábito de usar base, mas saibam que a base — quando de boa qualidade — protege contra o sol, luz visível, poluição, vento, frio e ainda hidrata e deixa a sua pele mais bonita.

Como usar a base?
Lave o rosto com sabonete específico.Passe um hidratante (se houver necessidade; algumas bases já tem agentes hidratantes).Se durante o dia você se expuser à luz solar, passe filtro solar.Passe a base facial.Para garantir uma boa proteção, passe um pouquinho de pó facial para finalizar.Trabalha o dia todo em frente do computador? Então proteja sua pele com base facial!

Mitos sobre gravidez. Quem nunca ficou em dúvida ouvindo histórias sobre gravidez contadas por amigas ou navegando na internet? De olho n...


Mitos sobre gravidez. Quem nunca ficou em dúvida ouvindo histórias sobre gravidez contadas por amigas ou navegando na internet?

De olho nesse perigo, o Centro Latino-americano para a Saúde da Mulher (CELSAM) elaborou com os erros mais comuns ligados à contracepção nas relações sexuais. Veja a lista:

Mito: Ninguém engravida na primeira vez
Depois de menstruar pela primeira vez, significa que a garota está ovulando, ou seja, está com suas funções reprodutivas normais.

Se a relação sexual ocorrer durante a ovulação, qualquer mulher pode engravidar, mesmo em sua primeira relação. Ainda que o corpo de uma adolescente ainda não esteja plenamente desenvolvido para sustentar uma gravidez, ela pode acontecer desde a primeira ovulação (que ocorre cerca de 15 dias antes da primeira menstruação).

Mito: É seguro fazer tabelinha
Esse método consiste em prever o dia em que a mulher está ovulando e, dessa forma, evitar relações sexuais neste período. Como o ciclo mentrual varia bastante de mulher para mulher, não é nada fácil adivinhar o dia da ovulação com uma tabela pré-montada.

Além de ser difícil de prever o dia da ovulação, a “tabelinha” tem outra falha: cada ejaculação libera em torno de 300 a 400 milhões de espermatozóides, que podem viver dentro do corpo da mulher por até 7 dias. E, se a ovulação ocorrer em algum dessas dias, é possível que aconteça a gravidez. E, acima de tudo, esse método não evita que se contraia uma DST.
 
Continuando a série sobre mitos sobre gravidez, trazemos mais algumas dicas elaboradas pelo Centro Latino-americano para a Saúde da Mulher (CELSAM) elaborou com os erros mais comuns ligados à contracepção nas relações sexuais:

Mito: É preciso interromper o uso de pílula
Algumas pessoas dizem que de tempos em tempos é necessário parar de usar pílula por um tempo. Mas não há motivos médicos que justifiquem esta prática.

O uso só deve ser interrompido se a mulher apresentar problemas decorrentes do uso da pílula, esta deve ser trocada, ou mesmo substituída por outro método anticoncepcional. Entretanto, o uso da pílula, assim como sua interrupção, devem ser indicados pelo médico ginecologista.


Mito: Coito interrompido é seguro
Coito interrompido, ou o famoso “gozar fora”, é um dos métodos anticoncepcionais mais antigos, mas também um dos menos seguros que existem.

O líquido lubrificante expelido pelo homem no começo da relação já tem espermatozóides, ou seja, não é apenas o sêmen expelido na ejaculação que pode engravidar.Cada gota deste líquido, chamado de “prostático”, contém cerca de cem mil espermatozóides – e, para haver fecundação, só é necessário um.

Mito: Pílula anticoncepcional dá câncer
Qualquer remédio que entra no mercado passa por inúmeros testes que assegurem a segurança de seu consumo. Não poderia ser diferente com a pílula anticoncepcional, que – além de ser bastante segura – teve sua fórmula melhorada ao longo das décadas.

Ao contrário do que se pensa, o que está provado é que a pílula tem efeitos benéficos na prevenção de alguns tipos de câncer, como o de ovário e do endométrio.

O corpo muda depois da primeira vez. Muitas meninas que estão iniciando sua vida sexual têm muito medo do que as demais pessoas podem pensa...


O corpo muda depois da primeira vez. Muitas meninas que estão iniciando sua vida sexual têm muito medo do que as demais pessoas podem pensar, principalmente os pais. Uma das grandes dúvidas é se nossa mãe “percebe que nos masturbamos” e a pior; se nosso corpo muda depois da nossa primeira relação sexual.

A resposta para ambas as perguntas é não. Ninguém (nem sua mãe, nem o médico, nem o vizinho) pode saber se você costuma masturbar-se ou não. De todos os modos, essa prática não deve ser vista como proibida ou errada, ao contrário, é o caminho que poderá te levar a ter uma vida sexual plena.


Após a primeira relação sexual também não há nenhum alteração física no corpo. Ninguém é capaz de descobrir que você transou apenas olhando para seu rosto e corpo. Muitas meninas nem sequer sangram na primeira vez!

Acredito que a principal mudança talvez seja na nossa cabeça, eu particularmente me sentia mais mulher, mais feminina e por isso talvez tenhamos a sensação que existem mudanças. A mudança é de dentro para fora.

Uma coisa é certa: para curtir uma relação intima com seu namorado não se esqueça jamais do uso de preservativos para evitar não somente uma gravidez nada desejada e também as conhecidas DSTs.

A vasectomia é um método contraceptivo, recomendado pelos urologistas quando o assunto envolve planejamento familiar. Porém, ainda é um t...




A vasectomia é um método contraceptivo, recomendado pelos urologistas quando o assunto envolve planejamento familiar. Porém, ainda é um tópico que desperta medos reais em muitos homens, por causa de mitos e desinformação, como o receio da impotência sexual após a cirurgia.

Para superar esses temores, o melhor remédio é buscar esclarecimentos que desmistifiquem o procedimento. O Dr. Oskar Kaufmann, Membro da Sociedade Brasileira de Urologia e integrante do corpo clínico do Hospital Albert Einstein, elaborou uma lista com itens que relatam os principais mitos que o público masculino tem sobre o assunto. Confira alguns abaixo!

1. A cirurgia é muito simples.
Sim, a vasectomia é um procedimento simples, principalmente quando se compara com o ligamento das trompas realizado nas mulheres. Nos homens, o cirurgião irá cortar os canais deferentes, que são os dois canais que transportam o esperma dos testículos para a uretra. As duas extremidades são seccionadas e, então amarradas. Com a interrupção dos dutos deferentes, o sêmen fica sem espermatozóides.

2. A vasectomia significa a esterilização definitiva do homem.
Em termos, porque existe possibilidade de reversão. As opções de controle de natalidade para as mulheres são grandes. Elas podem escolher entre pílulas, emplastros, injeções, DIU, entre vários outros métodos. Porém, além do preservativo, a vasectomia é o procedimento da medicina moderna que chegou mais próximo da eficiência na contracepção masculina. É uma cirurgia que tende a ter resultados definitivos, mas que, em função da evolução da técnica cirúrgica, pode ser revertida.

3. Após a cirurgia de vasectomia, o homem não ejacula mais e, por isso, perde a libido.
Isso é um mito. O homem continuará a ejacular, mas o líquido seminal não conterá mais espermatozóides. Ainda hoje, esse é um dos principais mitos relacionados à vasectomia, pois dizem que os homens submetidos a esse tipo de tratamento perderão a sua masculinidade ou diminuirão a libido. O homem precisa saber que grande parte do liquido seminal ejaculado vem das vesículas seminais e não dos ductos deferentes. Ou seja, praticamente não ocorrerá mudança na quantidade de liquido ejaculado. Não existe relação entre vasectomia e diminuição da libido.

4. A vasectomia é irreversível.
A vasectomia é considerada uma forma permanente de método contraceptivo, porém alguns homens optam por revertê-la. Essa reversão é realizada por meio de um procedimento conhecido como vasovasostomia, que terá mais chances de sucesso se realizada até 10 anos após a cirurgia.

5. A vasectomia é igual a um processo de castramento e o órgão sexual masculino é mutilado.
Isso é um mito. A vasectomia é uma operação que se faz geralmente com anestesia local, onde são feitos dois cortes muito pequenos no escroto (e não no pênis), que são no final fechados com pontos. Portanto, não existe a menor relação entre dor no pênis e vasectomia. Como o pênis não participa do procedimento, ou seja, a cirurgia não envolve esse órgão, não há risco de qualquer tipo de mutilação.

Homens e transtornos alimentares. Distúrbios ligados a auto- imagem, dietas restritivas, vômitos propositais e abuso de suplementos aliment...


Homens e transtornos alimentares. Distúrbios ligados a auto- imagem, dietas restritivas, vômitos propositais e abuso de suplementos alimentares não são problemas ligados apenas ao universo feminino. Ao contrário do que se pensa, doenças que parecem ser exclusivamente femininas são cada vez mais frequentes nos homens.

De acordo com Maria Del Rosario, médica nutróloga e diretora da Associação Brasileira de Nutrologia a obsessão masculina com a estética corporal e com a balança é resultado da pressão – que, se antes não existia, pelo menos não era tão comum – por um corpo perfeito, seja ele magro ou musculoso.

“Tanto nos homens quanto nas mulheres, inúmeros fatores, sejam biológicos, genéticos, ambientais, socioculturais ou psicológicos, podem desencadear transtornos alimentares”, explica a médica.



Segundo ela, os homens possuem alguns agentes de risco. No aspecto biológico, a puberdade e a obesidade podem influenciar. Já nos socioculturais e psicológicos, a pressão da mídia, dos pais e amigos, e de algumas profissões, assim como perfeccionismo ou o uso de álcool e drogas, favorecem o desenvolvimento do distúrbio alimentar.

Segundo a médica, os transtornos mais comuns no sexo masculino são a manorexia (termo usado para a anorexia nervosa nos homens), bulimia nervosa, transtorno da compulsão alimentar periódica e vigorexia, transtorno alimentar dismórfico. Todos esses distúrbios exigem acompanhamento médico multidisciplinar.

Padrões de beleza podem causar doenças? A 28ª edição da São Paulo Fashion Week mal terminou e já recebeu críticas. O excesso de magreza ...



Padrões de beleza podem causar doenças? A 28ª edição da São Paulo Fashion Week mal terminou e já recebeu críticas.

O excesso de magreza exibido pelas modelos durante os desfiles, realizados em janeiro, teve desaprovação não só por parte dos profissionais de saúde, como da própria organização do evento, que expressou através de um comunicado sua preocupação com as meninas muito magras, solicitando que “os atuais padrões estéticos sejam revertidos”.

De acordo com a psiquiatra Angélica Claudino, da Comissão Técnica de Transtornos Alimentares da Associação Brasileira de Psiquiatria, estudos mostram que existe um impacto gerado sobre as imagens veiculadas na mídia nas quais a magreza representa um símbolo de beleza. Além disso, a especialista aponta os graves prejuízos dessa influência. “Esses padrões favorecem o surgimento de insatisfação com a imagem corporal e causam baixa auto-estima no jovem, gerando um cenário propício ao desenvolvimento de transtornos alimentares”, revela a médica.

Doenças como anorexia e bulimia nervosa são exemplos de transtornos alimentares, que podem surgir em decorrência do impacto deste “culto à magreza” e de uma alimentação inadequada, em indivíduos vulneráveis. Quando não diagnosticadas e tratadas corretamente, levam a consequências fatais. “Em casos de desnutrição grave ocasionados por uma anorexia nervosa, pacientes não tratados podem cronificar a doença e há sérios riscos de morte por complicações médicas, como arritmias cardíacas, infecções etc.”, alerta Angélica Claudino.

Em um lugar e época em que achamos (e olha que as brasileiras até que nem tanto) que o padrão de beleza é a profunda magreza, ideal complet...


Em um lugar e época em que achamos (e olha que as brasileiras até que nem tanto) que o padrão de beleza é a profunda magreza, ideal completamente contra natura, muitas mulheres e principalmente meninas ainda em fase de crescimento sofrem a conseqüência de se render a essa moda.Expomos a seguir algumas das conseqüências de uma magreza extrema:- A fadiga e debilidade permanente- Falhas no sistema imunológico e constantes infecções- Sensação constante de frio- Falta de menstruação e infertilidade- Caída do cabelo, unhas frágeis, pele seca- Alterações constantes do sistema digestivo-Diminuição de órgãos importantes como o cérebro, fígado, coração, etc. e todas as consequências decorrentes, entre elas inclusive insuficiência cardíaca- Depressão- Hipotiroidismo e outras alterações hormonais relacionadas com o enlentecimento do metabolismo- Transtornos psicológicosMagreza extrema, problemas de saúde, metabolismo, órgãos, ideal de beleza

Em um lugar e época em que achamos (e olha que as brasileiras até que nem tanto) que o padrão de beleza é a profunda magreza, ideal completamente contra natura, muitas mulheres e principalmente meninas ainda em fase de crescimento sofrem a conseqüência de se render a essa moda.

Expomos a seguir algumas das consequências, até assustadoras, de uma magreza extrema:


- A fadiga e debilidade permanente

- Falhas no sistema imunológico e constantes infecções

- Sensação constante de frio

- Falta de menstruação e infertilidade

- Caída do cabelo, unhas frágeis, pele seca

- Alterações constantes do sistema digestivo

- Diminuição do tamanho de órgãos importantes como o cérebro, fígado, coração, etc. e todas as consequências decorrentes, entre elas inclusive insuficiência cardíaca

- Depressão

- Hipotiroidismo e outras alterações hormonais relacionadas com o enlentecimento do metabolismo

- Transtornos psicológicos

Pregorexia, transtorno alimentar durante a gravidezUm novo tipo de transtorno alimentar está assustando os especialistas, a pregorexia, um...



Pregorexia, transtorno alimentar durante a gravidezUm novo tipo de transtorno alimentar está assustando os especialistas, a pregorexia, uma variante macabra da anorexia que atinge mulheres grávidas que com medo de ganhar peso durante a gravidez começam a comer pouco e usar estratégias para emagrecer como uso de laxantes.O transtorno costuma aparecer em mulheres jovens que já apresentavam outros transtornos alimentares, principalmente a bulimia, antes de engravidarem. O medo na pregorexia fica muitas vezes ainda mais intenso, já que o ganho de peso é – ao menos em condições normais – constante.A preocupação também deveria ser maior, já que a desnutrição a que produzida pela doença afeta não só a mãe, mas também o bebe que está sujeito a inúmeras complicações existindo até a possibilidade de aborto.Mas como diagnosticar a pregorexia? Segundo os especialistas além dos sinais comuns com a bulimia e a anorexia (ir ao banheiro depois da refeição, uso de laxantes, excesso de exercício físico depois de uma comida e preocupação exagerada com o peso) tem também outros sinais como o fato das pacientes não ganharem peso de consulta em consulta e o lento desenvolvimento do feto.Pregorexia, transtorno alimentar, gravidez, medo a ganhar pesoUm novo tipo de transtorno alimentar está assustando os especialistas, a pregorexia, uma variante macabra da anorexia que atinge mulheres grávidas que com medo de ganhar peso durante a gravidez começam a comer pouco e usar estratégias para emagrecer como uso de laxantes.

O transtorno costuma aparecer em mulheres jovens que já apresentavam outros transtornos alimentares, principalmente a bulimia, antes de engravidarem. O medo na pregorexia fica muitas vezes ainda mais intenso, já que o ganho de peso é – ao menos em condições normais – constante.


A preocupação também deveria ser maior, já que a desnutrição a que produzida pela doença afeta não só a mãe, mas também o bebe que está sujeito a inúmeras complicações existindo até a possibilidade de aborto.

Mas como diagnosticar a pregorexia? Segundo os especialistas além dos sinais comuns com a bulimia e a anorexia (ir ao banheiro depois da refeição, uso de laxantes, excesso de exercício físico depois de uma comida e preocupação exagerada com o peso) tem também outros sinais como o fato das pacientes não ganharem peso de consulta em consulta e o lento desenvolvimento do feto.

Em geral muitas são as virtudes esperadas de um homem: inteligência, humor, liderança, enquanto que da mulher é a beleza. A maneira como o...



Em geral muitas são as virtudes esperadas de um homem: inteligência, humor, liderança, enquanto que da mulher é a beleza. A maneira como os meios de comunicação e a própria sociedade apresentam a beleza e valorizam cânones pouco reais e estritos, faz com que a mulher tenha a sensação de que está obrigada a ser estereotipadamente “bela”, a se enquadrar, como única forma de influir em seu ambiente.

Se essa atitude já não é saudável, imagine quando se torna uma obsessão e até uma psicose. Pois isso é possível e se denomina dismorfofobia, é uma aversão exagerada e irracional a algum defeito no próprio corpo, que é em geral imaginário. Ela pode se apresentar sozinha ou como sintoma em transtornos como a anorexia e a bulimia nervosa, e não afeta só mulheres.

É uma condição muito grave, e é indispensável consultar profissionais da saúde mental como o psicólogo clínico e o psiquiatra. O tratamento psicológico vai depender da complexidade do quadro, mas em geral é preciso trabalhar as idéias irracionais e a autoestima, é preciso conhecer capacidades próprias, aquilo que realmente vai ajudar a cumprir objetivos.

A educação é um fator importante de prevenção, não só o conhecimento do próprio transtorno, mas também, o sistema de valores sociais, os esquemas pré-estabelecido, o conceito da mulher através da história. Tudo bem que gostamos de nos enfeitar, nos dedicarmos a temas leves de vez em quando, isso é saudável no combate ao estresse e para a autoestima, mais saber que isso não é tudo é essencial.

Uma rotina de exercícios físicos pode ser difícil de organizar – afinal, depende de abrir mais um espaço na agenda durante o dia – e deve s...


Uma rotina de exercícios físicos pode ser difícil de organizar – afinal, depende de abrir mais um espaço na agenda durante o dia – e deve ser pensada como algo individualizado, fugindo-se das generalizações. E alguns mitos sobre o que esperar dessas rotinas pode levar a erros e afastar algumas pessoas do caminho do bem-estar e da saúde física.

• Sem dor, sem ganhos

Uma boa rotina de exercícios físicos não precisa causar dor para ser boa. Na verdade, se você sente alguma dor – algo que é diferente de cansaço ou fadiga muscular – é porque provavelmente você está se machucando.

Claro que algum incômodo nos músculos pode aparecer assim que você “esfriar” dos exercícios, mas caso isso seja muito intenso, não quer dizer que você está progredindo, mas ao contrário, está provavelmente fazendo algo errado. Tenha sempre um profissional de educação física acompanhando suas evoluções e troque ideias com colegas de academia ou outras pessoas que fazem o mesmo exercício que você para poder saber onde e como você está errando.

• Abdominais queimam calorias

Os exercícios abdominais (são vários os tipos) fortalecem os músculos do abdome, mas isso não quer dizer que a gordura localizada na barriga vai sumir. Ela pode diminuir de tamanho, claro, afinal, os músculos ficam mais tensionados, mas a gordura vai continuar lá.

• O exercício está funcionando? Então, em time que está ganhando não se mexe

Quanto mais exercícios você faz, mais eficiente ficam seus músculos. E um dos benefícios da eficiência muscular é o fato de que eles gastam menos energia para fazer os mesmos movimentos. Por isso, o ideal é mudar as sequências da musculação ou então o tipo de treino de corrida, por exemplo.

• Para fazer efeito é preciso fazer exercícios por mais de uma hora

O sucesso de um exercício físico é a combinação entre duração, frequência e intensidade. Então, na hora de calcular os efeitos, faça as contas considerando essas três variáveis. Fazer 20 minutos todos os dias da semana pode ser tão bom quanto 2 horas a cada três dias, digamos.


• Para queimar mais calorias é bom não comer antes dos exercícios

Para se movimentar você precisa de energia. Pequenas porções de carboidratos – pães e massas, por exemplo – algum tempo antes de ir para a academia ou correr (30 minutos antes, aproximadamente), pode ajudar seu corpo a funcionar melhor e evitar que você tenha problemas como a baixa repentina do açúcar no sangue.

• Natação é um exercício completo

Quase. Apesar de ser um exercício aeróbio ótimo, movimentar todos os membros do corpo, não impactar as juntas e aumentar a capacidade respiratória, só há uma coisa que a natação não exercita: o equilíbrio. E para isso você vai ter de encontrar um exercício complementar (que pode ser andar de bicicleta ou mesmo uma dança de salão, por exemplo).

• Correr na esteira é tão bom quanto correr ao ar livre

São exercícios similares, mas não iguais. Os exercícios ao ar livre têm maior impacto, mas o tipo de movimento necessário é mais “natural” e, portanto, mais completo. Há também mudanças nos terrenos, e consequente necessidade de exercitar o equilíbrio do corpo.

Correr em espaços abertos também aumenta a sensação de bem-estar, pois sua mente fica mais “descansada”, afinal, não há música alta – como na maioria das academias – nem outras pessoas conversando ao redor constantemente. A parte ruim é que também não há ar-condicionado nem um bebedouro por perto quando se precisa.

O emagrecimento deve sempre ser feito de forma natural e saudável. O importante é fazer refeições saudáveis, saborosas e que permitam perde...


O emagrecimento deve sempre ser feito de forma natural e saudável. O importante é fazer refeições saudáveis, saborosas e que permitam perder peso e atingir as medidas desejadas. Esta conquista é possível graças à alimentação funcional, que faz com que alguns alimentos ajam no organismo como verdadeiros remédios. Conheça alguns alimentos que ajudam acelerar o metabolismo e emagrecer.

Chá verde
O chá verde é um ótimo produto para quem deseja perder peso. Reduz a absorção de açúcar no sangue, acelera o trânsito intestinal e aumenta o metabolismo, ajudando a queimar gorduras.

Linhaça
A linhaça é excelente para quem quer emagrecer. Rica em fibras, proteínas e gorduras boas ajuda acelerar o metabolismo e absorver as gorduras do organismo. Esse alimento funcional auxilia na perda de peso, melhora a digestão, ajuda no bom funcionamento do intestino e não deixa o organismo reter líquidos. A linhaça deve ser consumida moída.

Abacaxi
O abacaxi é um fruto ótimo para a dieta, pois é pouco calórico e possui bastante água em sua composição — o que o torna diurético. Ajuda a controlar o apetite, fazendo com que saciados com apenas uma rodela. É também um excelente hidratante corporal. Além disso, possui muitas fibras solúveis, que são grandes aliadas no processo digestivo.

Banana
A banana é rica em triptofano, um aminoácido importante que ajuda a combater a ansiedade e a compulsão por comidas que estragam qualquer dieta, como doces e massas. Além disso, a fruta tem vitamina B6 que ajuda na absorção de gordura ingerida na refeição. Por fim, a banana tem fibras solúveis, que controlam o apetite por algumas horas.

Arroz Integral
Nessa versão, a película que reveste o grão é mantida e, com ela, são preservadas fibras, vitaminas e os minerais desperdiçados quando o arroz é polido. As fibras melhoram a qualidade da digestão.

Feijão
O feijão é uma leguminosa rica em fibras, minerais e proteínas, e totalmente livre de gorduras saturadas. Além de poder comer à vontade (pois não tem colesterol), ele ajuda a saciar a fome, evitando que se coma outros alimentos.

Tomate
O tomate é um alimento indispensável na dieta de quem quer perder peso e se manter saudável. O alimento mais consumido na Europa Mediterrâneo, local onde a população é famosa pela sua juventude e vida longa. O tomate previne vários tipos de câncer, até mesmo o de próstata.

Aveia
A aveia é rica em fibras e pode ser consumida em flocos, batida ou moída. Ela ajuda na formação do bolo fecal, auxiliando a digestão. Graças à sua riqueza em ácidos, fibra e lecitina, a aveia ajuda a reduzir os níveis de LDL no sangue.

Pepino
Rico em muitas vitaminas ele é um alimento rico em água, ou seja, um excelente diurético. Ajuda a eliminar as toxinas do organismo e é antiinflamatório.

Melancia
A melancia é também uma fruta essencial na dieta de quem quer perder peso. A grande quantidade de água desse alimento ajuda a baixar os níveis de açúcar no sangue e reduz a quantidade de insulina. Quando a insulina cai, o corpo passa a queimar seus estoques de gordura. E ele começa a fazer isso justamente com os estoques da barriga.

O ideal é que esses alimentos sejam consumidos em conjunto. Não adianta usar um ou outro e apenas de vez em quando. Inclua aos poucos cada um deles na sua alimentação diária, e é claro, não esqueça dos exercícios físicos.

TPM, ansiedade, stress, alterações hormonais, perda de músculos... A cada década, o corpo tem suas razões para resistir ao emagrecimento. A...


TPM, ansiedade, stress, alterações hormonais, perda de músculos... A cada década, o corpo tem suas razões para resistir ao emagrecimento. A boa notícia é que mudanças na dieta ajudam você a virar esse jogo. Por isso, invista em alimentos integrais, antioxidantes e anti-inflamatórios: eles driblam as alterações que emperram a balança. E siga o cardápio certo para sua idade – dá para perder cerca de 1 quilo por semana!
por Eliane Contreras

20 anos
É fácil perder peso Quem está acima do peso nessa fase tem a vantagem de o organismo responder mais facilmente às mudanças nos hábitos alimentares. É só reduzir a pizza, o refrigerante e o salgadinho para o excesso na cintura e no culote ir embora. Ok, por causa dos hormônios sexuais a mil, é comum você sentir mais fome. A nutricionista Marcella Amar e a cardiologista adepta da terapia ortomolecular Heloísa Rocha, ambas do Rio de Janeiro, sugerem alimentos que você deve colocar no prato para controlar melhor o apetite e vencer os desconfortos típicos dessa fase da vida.
• Arroz, massa e pão integrais: as fibras presentes nesses alimentos aumentam o tempo de absorção dos nutrientes da refeição, prolongando a saciedade. Elas também estimulam o intestino, desde que você beba água (oito copos por dia) – fibra sem água faz você ir menos ao banheiro.
• Leite, iogurte e queijo com baixo teor de gordura: garantem cálcio, que, entre os vários benefícios, ameniza os sintomas da TPM, como irritabilidade e ansiedade. Menos ansiosa, você controla melhor a vontade de doce.
• Feijão, lentilha, grão-de-bico e carne vermelha magra: são boas fontes de ferro, que, nessa faixa etária, costuma ficar em baixa por causa do fluxo menstrual intenso. Além de anemia e fraqueza, a carência do mineral pode desencadear a Síndrome da Fome Oculta – distúrbio que faz você comer muito e não se sentir satisfeita. Resultado: emagrecer fica cada vez mais difícil.
• Frutas cítricas e folhas escuras: oferecem vitamina C, importante para favorecer a absorção do ferro. Por ser um poderoso antioxidante (neutraliza os radicais livres), essa vitamina ainda é capaz de manter a pele jovem por muito mais tempo.


30 anos
Ansiedade engorda Nesta década, o metabolismo começa a tirar o pé do acelerador (estima-se que, a partir daqui, o ritmo diminui naturalmente 4% a cada década). O corpo também passa a perder massa magra gradativamente (cerca de 1% por ano), o que diminui ainda mais a velocidade do metabolismo. Conclusão: emagrecer não é tão fácil quanto aos 20 anos. Para completar, a ansiedade e o stress provocados pelas cobranças profissionais fazem com que o organismo produza menos serotonina. A carência desse neurotransmissor, capaz de aumentar a saciedade e o bem-estar, faz você comer mais, especialmente doce.
Veja o que Heloísa e Marcella recomendam colocar no prato para virar esse jogo.
• Atum, camarão, castanha-do-pará: ricos em selênio, eles minimizam a perda de músculos (massa magra), importantes para manter o metabolismo acelerado e facilitar a queima de calorias. O selênio ainda preserva a integridade das células, mantendo a pele lisinha.
• Quinua e cogumelo: os dois têm proteína de alto valor biológico e, por isso, são boas opções para manter os músculos. A quinua também tem carboHidrato de baixo índice glicêmico. Ou seja, leva mais tempo para ser transformado em açúcar no sangue, mantendo a produção de insulina sob controle. Em excesso, esse hormônio resulta em gordurinhas extras.
• Batata, berinjela, peito de peru, tomate: são alimentos com substâncias que participam da produção de serotonina. Com isso, você evita o ciclo vicioso ansiedade, menos serotonina, mais compulsão a doce.
• Chá verde, branco e vermelho: ricos em antioxidantes, ajudam a desintoxicar, desinchar e acelerar o metabolismo. Além disso, são grandes aliados contra as ruguinhas precoces.

40 anos
Músculo é essencial É aqui que o corpo revela os cuidados recebidos nas décadas anteriores. Além disso, é a fase que o padrão hormonal começa a mudar. O estrogênio e a progesterona (hormônios femininos) são produzidos em menor quantidade por causa da aproximação da menopausa e, com isso, a testosterona (hormônio masculino) se mantém em maior proporção. Resultado: o metabolismo entra num ritmo ainda mais lento e o volume de massa magra em declínio. Percebeu por que as mulheres na faixa dos 40 têm que batalhar mais que as de 30 para emagrecer? Pode ser pior se você abusou dos alimentos superindustrializados, do cigarro e se expôs muito ao sol e à poluição. Ao longo do tempo, eles inflamam as células, deixando o corpo ainda mais resistente à perda de peso. Mas dá para amenizar essas mudanças incluindo alimentos proteicos e anti-inflamatórios na dieta.
• Soja e linhaça: o grão e a semente têm substâncias (fito-hormônios) capazes de reequilibrar os hormonas femininos, amenizando os efeitos negativos acarretados pelas falhas de estrogênio e progesterona, como redução de músculo e ganho de gordura.
• Proteína magra (frango, peixe): é indispensável para compensar a redução de massa magra (músculos) – importantíssima para manter o metabolismo acelerado. Está comprovado que uma dieta protéica e exercício são fundamentais para a mulher nessa faixa etária se manter magra, durinha e com visual saudável.
• Frutas vermelhas (amora, açaí, morango) e chá verde: ricos em antioxidantes com ação anti-inflamatória, combatem a inflamação nas células. A partir disso, tudo no organismo funciona melhor, inclusive o metabolismo. O inhame também tem o poder de desinfectar.

Três passos para acelerar a dieta O alimento que você não pode deixar de incluir no cardápio, mudanças importantes no estilo de vida e um suplemento. Coloque em prática essas sugestões para emagrecer mais facilmente
20 anos
Lentilha
Está na lista dos alimentos que contêm ferro. Ainda tem a vantagem de oferecer fibras insolúveis, que dão saciedade e melhoram o funcionamento do intestino. Como não são absorvidas pelo organismo, essas fibras aumentam o volume das fezes, facilitando sua eliminação. Nesse processo, levam as toxinas que dificultam a perda de peso.
É bom evitar:
Comer chocolate em excesso e transformar o fast food num hábito. Além disso, maneire no chope (um copo de 300 ml tem as mesmas calorias de um pão francês) da happy hour. E, claro, deixe a vida sedentária de lado para ganhar mais músculos desde já – vai facilitar (e muito!) sua relação com a balança aos 20, 30, 40...
Cápsula de vitamina C
Caso você não consiga aumentar o consumo de frutas (laranja, kiwi, acerola) e vegetais (couve, couve-de-bruxelas) que oferecem essa vitamina, recorra às cápsulas. A dose recomendada é 500 mligramas por dia. Essa vitamina favorece a absorção de ferro, combatendo anemia, além de neutralizar os radicais livres – inimigos da pele jovem.
30 anos
Cogumelo
Estudos revelam que o sabor desse alimento aciona uma espécie de centro de recompensa do nosso sistema nervoso. Ativado, esse centro manda uma mensagem de saciedade ao cérebro. Ainda contém vitaminas, fibras, minerais e alto valor protéico – quatro colheres de sopa de shiitake equivalem a um filé pequeno de carne vermelha.
É bom evitar
Intervalos longos (mais de três horas) sem comer. Está mais do que comprovado que fazer pequenos lanches entre as refeições é o pulo-do-gato para manter o metabolismo trabalhando contra as gordurinhas. Mude também o hábito de colocar mais de um carboidrato (arroz e batata ou arroz e milho ou macarrão e cenoura) no prato.
Levedo de cerveja
Essa substância natural, resultante da fermentação da cerveja, é rica em fibras e proteínas – dupla que reduz a resistência à insulina. Resultado: menos estoques de gordura. Fonte de vitaminas do complexo B, o levedo também estimula o metabolismo – outro ponto a favor da dieta. Recomendação: dois tabletes por dia.
40 anos
Inhame
Tem o poder de amenizar os efeitos negativos do hormônio cortisol, em especial a inflamação nas células. Um dos prejuízos dessa alteração é a diminuição do GH (hormônio do crescimento, que, no adulto, favorece a queima de gordura). “Faltam estudos revelando por que o inhame tem efeito anti-inflamatório. Mas as experiências clínicas mostram que ele é eficiente”, diz Marcella.
É bom evitar
Comer na mesma quantidade que aos 20 ou 30 anos, principalmente se você não malha. “A recomendação é diminuir 10% das calorias diárias”, diz Heloísa Rocha. Fracionar mais a alimentação, realizando seis pequenas refeições no dia, e apostar nas proteínas são estratégias que ajudam você a sentir menos fome.
Whey protein
A proteína isolada do soro do leite é absorvida facilmente pelo organismo e, por isso, é uma grande aliada para o aumento de massa magra – importante para manter o metabolismo acelerado. O ideal é consumir essa proteína até uma hora após o exercício, na medida recomendada na embalagem (dois dosadores por dia).

 Da água à respiração, passando pelo telefone, você tem à mão mais aliados do que imagina para segurar aquela vontade incontrolável de comer...

 Da água à respiração, passando pelo telefone, você tem à mão mais aliados do que imagina para segurar aquela vontade incontrolável de comer. A seguir, dez truques simples e infalíveis para manter os seus desejos sob controle, pelo menos até a próxima refeição
por Kátia Cardoso

1. Água para a sua fome
A água pode ser uma grande amiga quando você quer despistar a vontade de comer. Às vezes, a falta de hidratação é entendida pelo nosso cérebro como fome e, aí, beber um copo de água pode hidratar o seu organismo e desaparecer com o desejo por comida. Outra vantagem é que a água enche o estômago, dá uma sensação de saciedade e diminui a vontade de comer. Se, mesmo sabendo disso, você acha a água uma bebida muito insossa, experimente aromatizá-la. “Use hortelã ou alecrim fresco que são ervas nada calóricas e muito refrescantes”, diz Cinthya Maggi, nutricionista de São Paulo, especialista em gastronomia light e diet. Basta colocar um ramo limpo da erva escolhida em um litro de água e deixar na geladeira até o dia seguinte. Depois é coar e beber.

2. legumes? por que não?
Os alimentos crus também dão uma bela forcinha quando a idéia é segurar a fome. Aliás, alimentos sólidos satisfazem mais do que os líquidos. Sempre que puder, abuse das verduras e dos legumes crus. Mas os legumes não precisam ser ingeridos apenas nas refeições principais. Eles podem ser seu lanchinho durante o dia. Resultado: você fica satisfeita por mais tempo e demora mais para comer. Minicenoura, tomate-cereja e pepino até podem ser levados para o trabalho. E são pouco calóricos. Uma cenoura média (50 g) tem 25 calorias e um pepino pequeno em rodelas ou em palitos apenas 8 calorias. Se estiver em casa, use palmito e blanquet de peru para o lanche. “Um bastão de palmito em conserva enrolado em duas fatias finas de blanquet de peru tem 50 calorias”, conta a nutricionista Cinthya Maggi.

3. não se reprima
Deu vontade de comer algo especial e um pouquinho mais calórico? Coma. Segundo o endocrinologista Alfredo Halphern não é uma boa idéia passar vontade. Se exagerar, compense no dia seguinte. É melhor comer um alimento de desejo com moderação do que ficar cheia de desejos e insatisfação, o que pode desanimar qualquer um a continuar na dieta. Mas nunca fique muito tempo sem comer ou em jejum. Se você fizer isso, abrirá uma brecha para a hipoglicemia (queda de açúcar no sangue) e a compulsão a comida ficará incontrolável.

4. sentidos à mesa
Aprenda a comer com todos os sentidos. Parece loucura? Mas não é. Ao pegar uma fruta, por exemplo, sinta seu aroma e sua textura antes de morder. Ao mordê-la, mastigue devagar sentindo seu sabor. Ouça o barulho que o alimento faz na sua boca. “Ao estimular os sentidos, você valoriza o alimento que está ingerindo e a degustação fica cheia de prazer”, diz Alfredo Halphern, endocrinologista de São Paulo e autor do livro A Dieta dos Pontos. Seguindo essa regra, nada de comer enquanto está no carro, ao telefone ou vendo televisão. Ao fazer uma refeição junto com outra atividade, você nem percebe o que está comendo e o risco de exagerar – sem nenhum prazer – é maior.

5. frutas secas na bolsa
Outra estratégia infalível para tapear a fome é ter sempre à mão, na bolsa ou na gaveta do escritório, um saquinho com frutas secas como ameixa (10 unidades têm 200 calorias), damasco (10 unidades têm 260 calorias) e uva passa (uma colher de sopa cheia tem 60 calorias). “Além de muito gostosas, essas frutas são energéticas e cheias de fibras, o que aumenta a saciedade e ajuda você a chegar bem até a próxima refeição. Só não exagere, pois são calóricas. Se a fome é pequena, basta uma porção com três unidades”, diz Luciana Setaro, nutricionista de São Paulo.

6. precisa de um docinho?
Se a sua fome vem com um desejo quase incontrolável de açúcar, opte por alimentos adocicados que não comprometam o corpinho. Bata no liquidificador um iogurte desnatado (200 gramas) com duas ameixas sem caroço ou com dois damascos secos, que – acredite! – só têm 100 calorias. Ou ainda: um iogurte desnatado misturado a duas colheres de suco em pó diet do seu sabor preferido. Misture bem e consuma apenas 75 calorias. Mais fácil ainda é comer dois biscoitos do tipo água e sal com duas colheres (chá) de geléia dietética (75 calorias), acompanhadas de seu chá preferido. “São opções rápidas, saudáveis e capazes de controlar o desejo por doce”, explica Cinthya Maggi.

7. vá de chazinho calmante

“Sempre que sentir fome entre as refeições, tome chá frio de melissa ou de camomila, calmantes naturais”, sugere a culinarista Elizabete Presa. A fome pode estar ligada à ansiedade e esses chás ajudam a controlá-la.

8. biscoitos, sim, mas integrais
Enjoada das barras de cereais, cada vez mais doces, com mais flocos de arroz e com menos frutas? Pois aposte na enorme variedade dos deliciosos biscoitos integrais. Se você ama doce, há dezenas de lançamentos com sabores diferentes. As versões salgadas podem ser picadas e acrescentadas à salada verde. “Se você sabe que terá um evento à noite, abuse da salada verde durante o dia, mas misture a ela algum biscoito integral picado para substituir outros tipos de carboidratos”, diz Elizabete Presa, técnica em nutrição e culinarista, de São Paulo. Para não correr o risco de comer o pacote todo, compre potinhos plásticos e leve na bolsa porções de quatro a seis biscoitos, para não ultrapassar as 100 calorias.

9. corra para o telefone
“Na dúvida se está ou não com fome, desvie o foco da comida”, diz Luciana Setaro. Beba água, leia uma revista, navegue na internet ou apenas converse com uma amiga. Olha só que bom: você fica por dentro das notícias e coloca o papo em dia. Assim, a vontade de comer vai passar sem que você ataque aquele pacote de biscoito de chocolate recheado que está na cozinha.

10. respiração poderosa

Sabia que é possível diminuir a sensação de fome com um exercício bem simples de respiração? Feche a boca, deixando os lábios entreabertos, e encoste a ponta da língua na parte interna dos dentes. Em seguida, inspire pela lateral da boca e expire pelas narinas. Repita esse exercício por três minutos, algumas vezes ao dia. “Como a respiração está ligada às emoções, com esse exercício você relaxa e sente uma sensação de refrescância na boca”, explica Anderson Allegro, diretor da Aliança do Yoga. Você se equilibra e sente um profundo bem-estar. “Assim, pode perceber se está com fome ou se é ansiedade e gula”, diz.
Boa forma

A dieta onde se conta as calorias diárias consumidas é muito antiga. É uma das mais disseminadas e até hoje permanece. Vira e mexe volta à...

A dieta onde se conta as calorias diárias consumidas é muito antiga. É uma das mais disseminadas e até hoje permanece. Vira e mexe volta à moda. Mas será que realmente funciona?

Sim, ela pode fazer efeito. Mas não simples. Não quer dizer que só porque você comeu 2 mil calorias, conforme lhe foi imposto, você vai ficar mais magro. Tudo vai depender de vários fatores.

Em primeiro lugar existe o bom e velho exercício físico. Não é necessário repetir que para perder peso com saúde, deve-se incluir uma atividade em nossa rotina. Do contrário, fica muito difícil emagrecer.

Outra coisa importante a ser verificada é a contagem. Não adianta nada saber de cor as calorias deste ou daquele alimento e deixar de lado algumas outras. Deve-se ter em mente que qualquer coisinha que se coma, até mesmo aquela inocente barra de cereal deve contar.

Além disso, deve-se ter muito cuidado com o que vai ser ingerido. O ideal é fazer várias pequenas refeições diárias com alimentos nutritivos, pertencentes a diversos grupos alimentares. De nada adianta fazer uma dieta de X pontos e se alimentar sempre de pizza com milk shake. Estes alimentos podem corresponder aos pontos necessários para sua dieta. Mas eles só vão prejudicar sua saúde.

Por isso, antes de começar uma dieta de pontos, analise estes fatos. Se você resolver optar por ela, mas seguir uma alimentação balanceada e uma rotina de exercícios físicos deve conseguir emagrecer. Do contrário, pode até engordar mais.

Quando temos em mente que começaremos a nossa Reeducação Alimentar achamos que será o PARAÍSO, após o começo vemos que é muito difícil e ...


Quando temos em mente que começaremos a nossa Reeducação Alimentar achamos que será o PARAÍSO, após o começo vemos que é muito difícil e tentador, alimentos pelo qual você nunca teve tanto contacto agora nessa nova vida começa a ter um super destaque, os exercícios físicos ficam cada vez mais difíceis para ser seguidos e aquele cuidado que tínhamos antes de cuidarmos de nós já não existe..
Vou listar os erros mais comuns que temos:
1- Não beber agua
A agua é óptima para nosso organismo pois além de limpar, purificar ainda equilibra todo nosso corpo. A Agua nos dá saciedade e faz com que diminuía a nossa fome. Se você é igual a mim que não gosto de tomar agua, tente tomar chá com adoçante, aguas aromatizadas.. Mais não esqueça que é preciso ingerir de 6 a 8 copos por dia.
2- Pular refeições
Muitas pessoas acham que pular o café da manha e o jantar conseguem emagrecer.. mais o que eles não sabem que esse ato descontrola todo o seu organismo e pode fazer com que haja compulsões alimentares. O café da manha é uma das principais refeições e quem esta disposta a emagrecer, precisa prepara-lo cheio de nutrientes e vitaminas, é ele que vai te dar energia e disposição para todo o seu dia.
É importante jantar para que o jejum entre seja menor e não prejudique o novo dia.. Assim você terá uma boa noite de sono e com o seu corpo em equilíbrio para o novo dia. No jantar você pode optar por alimentos ou lanches mais leves.
3- Dormir pouco
Todo nosso corpo precisa estar em equilíbrio para podermos emagrecer sem prejudicar a nossa saúde e para aliar esse a nossa luta pelo corpo desejado precisamos ter uma óptima noite de sono. Eu sou exemplo vivo disso, pois acabo não dormindo bem (pouco), e meu dia geralmente acordo mais cansada, sem disposição e sem vontade para nada.. Acabo fazendo qualquer refeição e geralmente ataco mais a comida.
Já quando tenho uma noite boa de sono, acordo disposta e cheia de energia para o dia.
4- Ta faltando uma deliciosa saladinha e algumas frutas nesse cardápio
Tanto as frutas como as verduras e legumes são riquíssimas em nutrientes e vitaminas essenciais para nosso corpo e a ingestão delas dificilmente engorda, basta saber dosar a quantidade e a qualidade e não esquecendo também a variedade que nós temos e que geralmente não é usado nem metade.
De acordo com a nossa pirâmide alimentar temos que ingerir 2 a 4 Porções de Frutas e de 3 a 5 Porções de Hortaliças.
4- Comer muito rápido
Com toda a nossa agitação, queremos emagrecer mais esquecemos que é preciso de calma nesse momento tão importante. É preciso saborear o alimento, parar para fazer a mastigação, descansar um pouco os talher.. e principalmente sentar-se a mesa e desligar a televisão. Isso fará com que nosso estômago mande um sinal para o cerebro de saciedade e assim não cometerá exagero

A obesidade é provavelmente um dos problemas de saúde que mais afectam as pessoas hoje em dia. Ser obeso significa estar no mínimo 20% acim...


A obesidade é provavelmente um dos problemas de saúde que mais afectam as pessoas hoje em dia. Ser obeso significa estar no mínimo 20% acima do seu peso normal.
As pessoas obesas dificilmente levam uma vida normal. Enfrentam maior risco de morte prematura e de doenças coronárias, hipertensão, derrame cerebral, diabetes, câncer, complicações as cirurgias, além de problemas psicológicos.

Para emagrecer é necessário mudar os hábitos alimentares:
— Coma frutas e hortaliças em abundância.
— Evite massas, doces, frituras, queijos e leite tipo A.
— Ingira brócolis, repolho, cenoura, couve, couve-flor, pois têm baixas calorias.
— Faça, uma vez por semana, refeições só à base de frutas e sucos (abacaxi, melão e melancia), não ingerindo qualquer outro alimento. Você emagrecerá um quilo. Comece na segunda-feira; na outra semana, na terça-feira; na outra, na quarta; depois na quinta e sexta-feira. Você provavelmente perderá cinco quilos no mês.
— Faça do seu almoço a principal refeição, não se alimente após as 18 horas, a não ser de frutas e lanches leves.
— Entre as refeições, coma frutas como: abacaxi (1 fatia), pêra, banana, mamão (1 fatia) e kiwi.
— Seus intestinos devem funcionar todos os dias, portanto use muitas fibras, aveia, triguilho etc.
— Evite ingerir manteiga, leite integral, maionese e frituras.
— Evite refrigerantes. Prefira água-de-coco e sucos naturais de frutas sem açúcar, que fornecem minerais ao organismo.
— Coma arroz integral, feijão, soja e peixes.
— Beba 2 copos de água morna de manhã, em jejum.
— Durante o dia, tome de 6 a 10 copos de água mineral.
— Tome chá verde (Tea sinensis), substituindo a água, ele ajuda a emagrecer.
— Chá de carqueja e malva-santa (boldo nacional) ajudam também a perder peso.
— Faça caminhadas, ande pelo menos 40 minutos por dia. Lembre-se de que o exercício é a melhor maneira de controlar seu peso e livrá-lo da gordura, mantendo uma boa musculatura.
— Use prato pequeno, podendo repetir; porém, mastigue 15 vezes a cada porção.

— Vá ao supermercado de estômago cheio, pois assim você não comprará guloseimas.
— Faça massagens duas vezes por semana, com óleo de azeite puro, óleo vegetal ou vinagre de maçã. A massagem ajudará a perder peso, livrando-o da gordura localizada.
— Use menos de 1.000 calorias diárias.
— Use adoçante de stévia. Os adoçantes artificiais, segundo a Sociedade Americana de Câncer, podem ser cancerígenos e há estudos que os acusam de aumentar o apetite dos usuários.
— Se conseguir perder 5 quilos em um mês, você começará a ter sucesso.
— Depois de emagrecer, coma frutas que contêm pectina. Em muitas pesquisas, descobriu-se que, ao ingerir uma maçã ou laranja por dia, 10 a 30 minutos antes das refeições, ocorrerá a dissolução da pectina no organismo, formando uma massa viscosa e gelatinosa, que interferirá nos processos de
absorção. Assim, ajuda as pessoas a não comerem excessivamente. Mesmo aquelas que já emagreceram devem cuidar para não voltar ao peso antigo, comendo uma maçã ou laranja (com a pelezinha branca), antes do almoço e do jantar.
— Evite beber líquidos durante as refeições. E melhor ingeri-los uma hora antes das refeições. Além de interferir na digestão, o líquido nas refeições pode colaborar com o aumento de peso, por dilatar o estômago, deixando-o maior.
— O lanche da manhã deve ser bem equilibrado. Por exemplo: aveia, cereais, frutas como maçã, banana, pêra, abacaxi ou melancia.
— Faça actividade física, exercícios de baixo impacto e longa duração, como andar cerca de uma hora por dia.
— As refeições não devem ser em meio agitado, mas em local tranqüilo e gradual, para que se possa sentir o que está ingerindo.
— Laxantes e diuréticos só devem ser usados prescritos por profissionais de saúde. Lembre-se de que as drogas aumentam a eliminação de lipídios, mas apresentam graves efeitos colaterais.
— O tecido adiposo (gorduroso) contém cerca de 18% de água e o tecido magro (muscular) cerca de 76%. A ingestão de diuréticos e laxantes podem causar perda maior dos líquidos do tecido magro e não do gorduroso, causando desidratação.
— Excluir da alimentação as massas, pizzas, queijos, açúcar branco e sobremesas doces.
— Lembre-se de que a sua imagem é importante. Imagine-se olhando no espelho e vendo uma pessoa magra e feliz.
— Na praia, você verá que valeu o esforço para emagrecer, e é claro, sem perder a disposição e a saúde.


Suco para combater a obesidade
5g de malva-santa ou boldo nacional
5g de carqueja
1 copo de água

Modo de preparo:
fazer o chá por infusão das ervas.

Dose recomendada:
Tomar quatro copos ao dia.


Suco inibidor do apetite

½ maçã média
½ abacate médio
1 copo de água mineral
Adoçante

Modo de preparo:
bater todos os ingredientes no liquidificador.

Dose recomendada:

Tomar meia hora antes das refeições principais

Frutas para emagrecer Depois de uma tarde inteira se esbaldando num churrasco, você se sente 1 tonelada mais gorda. Não é para menos: ab...

Frutas para emagrecer
Depois de uma tarde inteira se esbaldando num churrasco, você se sente 1 tonelada mais gorda. Não é para menos: abusos alimentares intoxicam o organismo. Além disso, a comilança sobrecarrega os órgãos e provoca retenção de líquidos. Que tal uma dieta de emergência para eliminar o peso extra, desinchar o corpinho e se sentir muito melhor? Comendo apenas frutas, dá para perder 1 quilo por dia.


Acção purificadora

Por serem alimentos naturais, saudáveis e pouco calóricos, as frutas limpam o organismo e ajudam a reduzir as medidas. "Muitas vezes, o peso que a gente ganha durante um abuso alimentar é apenas inchaço, provocado pela retenção de líquido. Ao voltar à alimentação normal, o inchaço desaparece. Se você fizer uma desintoxicação, com alimentos leves e com líquidos adequados, sua perda do peso será ainda maior", explica Andressa Edde, nutr icioni s ta da consultoria Fitnoivas, do Rio de Janeiro. Além disso, as frutas são ricas em água, fibras, vitaminas e sais minerais. "A fibra sacia o corpo, melhora o funcionamento do intestino e elimina as toxinas que estão no organismo", conclui a nutricionista.
Por que nosso organismo fica intoxicado?

As toxinas estão presentes em muitos alimentos que consumimos todos os dias. Felizmente, temos a capacidade de filtrar e jogar fora essas substâncias, que fazem mal à saúde. Porém, quando exageramos na dose do que comemos e bebemos, sobrecarregamos alguns órgãos como a tireoide, o fígado e os rins. Assim, eles não conseguem fazer adequadamente a limpeza do organismo. Ao longo do tempo, com os abusos, ficamos cada vez mais "envenenados". São muitos os sintomas de intoxicação: retenção de líquido, fadiga, problemas de digestão, dores de cabeça, pele sem viço, queda de cabelo e, claro, ganho de peso.

Dieta com disciplina

No livro Dietas da nutricionista francesa Marie-Laure André, há um capítulo chamado "As dietas das frutas". Nele, ela explica que, desde a década de 80, existem programas alimentares para emagrecer que indicam o consumo exclusivo desses alimentos. A perda de peso é significativa.
Você pode desinchar rapidamente, porque essas dietas fornecem muita água, potássio e pouco sal. Então, o efeito diurético é garantido", escreve a autora. No entanto, ela diz que fazer o regime por mais de um dia pode prejudicar a saúde, pois trata-se de uma alimentação restritiva. E as frutas são fontes de glicídios (açúcares), que em exagero podem fazer engordar. Por isso, não passe mais de 24 horas se alimentando apenas com elas.

Se uma única vez não for suficiente para perder o peso extra, repita a dieta após uma semana. Ou seja, alimente-se só com frutas em um dia da semana. Mas esse procedimento só pode ser feito por um mês. Depois, só em casos de emergência mesmo. O ideal é incluir as frutas no seu cardápio diário, nos intervalos das refeições.
Confira as dicas dadas pela nutricionista Marie-Laure André para tirar o máximo proveito dessa dieta:

- É preferível comer a fruta a tomar o suco. Os sucos contêm menos fibras e não têm o mesmo poder de saciar o organismo.
- Não descasque as frutas, pois a casca concentra a maior parte das vitaminas, dos minerais e das fibras.
- Lave-as muito bem e dê preferência às frutas orgânicas, cultivadas sem o uso de produtos químicos.

As frutas mais indicadas

A nutricionista Andressa Edde seleccionou as frutas mais interessantes para quem quer emagrecer e se desintoxicar. Decida qual será o próximo sabor do seu regime e tenha um bom emagrecimento!

- Cereja, framboesa e morango contêm antioxidantes e ajudam a desintoxicar o organismo. Têm baixo teor de açúcar e poucas calorias.

- A uva melhora a circulação do sangue e é antioxidante. Mas é necessário tomar cuidado com as quantidades, porque essa fruta contém bastante açúcar.

- Frutas cítricas ajudam a limpar e a desintoxicar o fígado. Geralmente, elas têm poucas calorias - principalmente o limão.

- A ameixa também tem poucas calorias. Além disso, melhora o funcionamento do intestino, porque contém bastante fibra. É considerada uma fruta de baixo índice glicêmico, ou seja, seu açúcar é absorvido lentamente. Isso evita o acúmulo de gordura.

- O abacaxi auxilia na digestão, especialmente da gordura, e é diurético. Não apresenta muitas calorias, mas em excesso pode engordar.

- A maçã contém antioxidantes, é desintoxicante e tem pouquíssimas calorias. Como a ameixa, tem baixo índice glicêmico.

Fonte: M de Mulher

  Com a chegada do Verão, aumenta muito o nosso consumo de refrigerantes. De sabor agradável e refrescantes, são uma das nossas bebidas fav...

 
Com a chegada do Verão, aumenta muito o nosso consumo de refrigerantes. De sabor agradável e refrescantes, são uma das nossas bebidas favoritas em época de calor.
Mas nem tudo é bom quando falamos de refrigerantes!
Se está determinado(a) em chegar ao verão com aqueles quilos a menos, então, os referigerantes são uma das primeiras coisas a evitar!
Mas porquê?
Aqui fica uma lista de razões válidas para evitar este tipo de bebida:

1. A sacarose (açúcar comum) contida na bebida pode provocar hipoglicemia e fome compulsiva.

2. O açúcar comum, por ser de absorção muito rápida, gera intenso estímulo no pâncreas que pode secretar insulina além do normal.

3. Mesmo não contendo calorias, os refrigerantes diet e light têm muitas substâncias que prejudicam a saúde. Os sucos de frutas têm calorias, é verdade, mas são muito mais saudáveis.

4. O uso constante de bebidas gaseificadas provoca a sensação de peso no estômago, além de azia e queimação.

5. O consumo em demasia também é culpado pelo aumento das gorduras no sangue (colesterol e triglicéridos).

6. Em relação aos adoçantes artificiais usados nas versões light ou diet, há ainda controvérsias, assim como os corantes e outros componentes químicos, ainda mal estudados. Portanto, o efeito a longo prazo ainda é desconhecido.

7. Os refrigerantes, assim como os fast-foods, são os grandes responsáveis pelo sobrepeso e a obesidade.

Agora já sabe, beba água, fonte de vida!

  Quem já fechou a boca para perder alguns quilos sabe: regime costuma ser sinônimo de mau humor. Mas a especialista Sonia Tucunduva Philip...

 
Quem já fechou a boca para perder alguns quilos sabe: regime costuma ser sinônimo de mau humor. Mas a especialista Sonia Tucunduva Philippi garante que não precisam ser assim. Professora de nutrição da Universidade de São Paulo e autora do livro A Dieta do Bom Humor (Ed. Panda Books - R$ 24,90), ela explica que, com os alimentos certos, pode-se emagrecer e regular a produção de serotonina - substância que causa bom humor. A atriz Regiane Alves conhece esse bem-estar. "Busco um estilo de vida que reflita felicidade e beleza", revela a atriz, cujo segredo é comer de tudo sem exagerar.
Uau, tem de comer todo dia...

· 6 porções de carboidrato: arroz (4 col. de sopa), massa (4 col. de sopa),
pão (1 francês ou 2 fatias de integral), biscoito salgado (4)
· 3 porções de verduras e legumes: 2 col. (sopa) de cenoura ralada, 1 tomate, 15 folhas de alface, 2 folhas de acelga
· 3 porções de frutas: 1 banana-nanica, 1 fatia abacaxi, 1 maçã
· 1 porção de proteína: 1 fatia de carne assada, 1 filé de frango, 1 ovo
· 3 porções de laticínio: 1 xíc. de leite, 1 copo de iogurte, 1 fatia de queijo-de-minas
· 1 porção de feijão: 4 col. de sopa
· 1 porção de óleo: 1 col. (sopa) de óleo
· 1 porção de açúcar: 1 col. (sopa) de açúcar
Comidas x sensações
· Alface: Contém lactucina, que produz um efeito calmante.
· Chocolate: Aumenta a produção de serotonina, causando bem-estar e tranqüilidade — 30 g/dia são suficientes!
· Folhas verde-escuras: Ricas em minerais e vitaminas, são antidepressivas.
· Leite: Tranqüilizante, tem triptofano, relaxante muscular e precursor da serotonina.
· Melão, manga e frutas secas: Animam, pois têm alto teor de potássio, capaz de regular a atividade neuromuscular.
· Peixes: Reduzem o cansaço no fim do dia devido à presença de minerais, estimulantes das atividades cerebrais.
· Pimenta: A ardência na língua é resultado da produção de capsaicina. Ajuda o o cérebro a produzir endorfina, causando euforia.
Mastigar emagrece!
· Coma alimentos de todos os grupos.
· Cada refeição deve durar, no mínimo, 20 minutos. Mastigue 35 vezes cada garfada. Saboreie a comida!
· Coma a salada e só depois o prato quente: a mudança de temperatura estimula saciedade.
· Não beba durante as refeições: líquidos fazem engolir mais rápido e comer mais.
· O jantar deve sempre ser a sua refeição mais leve, pois à noite seu metabolismo fica lento e você engorda mais facilmente.
· Troca esperta: alimentos à base de farinha integral em vez de branca — a primeira ajuda a eliminar toxinas; a segunda atrapalha o bom funcionamento do intestino.
· Não passe toda a sopa no processador. Conserve alguns pedaços de legumes, pois, ao mastigá-los, você se sentirá satisfeita.

O Chá pode ajudar a perder peso através da eliminação de gorduras. Estes chás ajudam a combater a retenção de líquidos e a controlar a ans...

O Chá pode ajudar a perder peso através da eliminação de gorduras. Estes chás ajudam a combater a retenção de líquidos e a controlar a ansiedade (um dos principais factores para que muitas pessoas abusem no consumo de alimentos calóricos). Uma dieta baseada em chás deve ser acompanhada por uma dieta rica em legumes, hortaliças e frutas.
Descubra como essa bebida ajuda a perder peso aqui no Cuidando do Corpo.
Chás que ajudam a emagrecer:
Cabelo-de-Milho – Acaba com a retenção de líquidos e inflamações na bexiga
A retenção de líquidos na bexiga é um dos fatores que causam inchaço e a sensação de que estamos com uns quilinhos a mais.
Camomila – Ameniza a ansiedade e ajuda a diminuir o apetite.
A camomila é um remédio caseiro poderoso. Por seu efeito calmante, diminue a ansiedade que leva tanta gente a comer em excesso.
Chapéu-de-couro – Diurético, auxilia na eliminação de toxinas e gorduras.
O chapéu-de-couro é uma das plantas mais famosas do universo fitoterápico. Graças ao seu poder diurético, também é apreciado em dietas.
Dente-de-leão – Deixa a pela mais bonita e combate a celulite.
O chá de dente-de-leão tem sabor amargo, mas é diurético e diminui a retenção de líquidos no organismo, dando a sensação de leveza.
Erva-doce – Tranquiliza e controla a ansiedade.
Como a erva-doce tem ação calmante, pode ser uma boa alternativa para controlar a ansiedade durante o regime, ajudando a amenizar a vontade comer.
Chá-verde – Queima calorias e gorduras mais rapidamente.
O chá-verde é rico em propriedades medicinais e faz muito bem a saúde. Seu uso também tem sido bastante indicado para perder peso.
Recomendamos que visite o seu médico ou nutricionista antes de iniciar qualquer dieta para emagrecer.

O vegetarianismo tem cada vez mais adeptos e fomenta a ideia que a alimentação deve ser o mais natural possível, tirando o melhor partido...

O vegetarianismo tem cada vez mais adeptos e fomenta a ideia que a alimentação deve ser o mais natural possível, tirando o melhor partido daquilo que a natureza nos dá. Existem várias vertentes mas o essencial é a ausência da carne da alimentação.
A dieta vegetariana quando feita correctamente é uma excelente aliada na prevenção da obesidade, das doenças cardiovasculares e do cancro.
Alimentos permitidos:

  • frutos
  • legumes
  • pão e cereais integrais
  • soja
  • feijões
  • lentilha
  • ervilhas
  • grão
  • frutos secos,
  • leite
  • margarina dietética
  • óleo de milho ou de girassol,
Vantagens:
- satisfaz o apetite facilmente
- é rica em fibras, o que evita os problemas do trânsito intestinal
- diminui o consumo de gorduras saturadas
Riscos:
Quando seguida de forma radical a dieta vegetariana pode provocar:
  • carência em vitamina BI 2
  • carência em ferro e cálcio
  • anemias

Ingredientes: 1 punhado peq. de algas secas 1 beterraba 1/2 maçã 4 cenouras Modo de preparo: Bata todos os ingredientes no li...




Ingredientes:


1 punhado peq. de algas secas
1 beterraba
1/2 maçã
4 cenouras

Modo de preparo:

Bata todos os ingredientes no liquidificador e tome imediatamente sem coar.

Indicação:

A maçã e a cenoura ajudam na digestão. A beterraba auxilia a circulação do sangue. E as algas contribuem para inibir a fome, estimulando a saciedade.




Fonte: Vida saudavel

Que mulher nunca ficou parada em frente ao espelho tentando descobrir novas formas de utilizar um lenço ou um cachecol em volta do pescoç...




Que mulher nunca ficou parada em frente ao espelho tentando descobrir novas formas de utilizar um lenço ou um cachecol em volta do pescoço? Pois Wendy, uma californiana de origem vietnamita – sucesso recente no YouTube – mostra em um vídeo rápido (aproximadamente 4 minutos), 25 maneiras diferentes de usar o acessório.

Exagerou na comilança ? Então, ataque logo o problema com uma dieta de desintoxicação que elimina até 3,5 kg em sete dias. Depois, com um m...


Exagerou na comilança ? Então, ataque logo o problema com uma dieta de desintoxicação que elimina até 3,5 kg em sete dias. Depois, com um menu de substituições, você manda embora até 4 kg em 21 dias. É hora de tirar esse peso da balança!

Só neste processo, que dura sete dias, em que se elimina todas as toxinas do organismo, já é possível ficar até 4 kg mais leve. Depois, com um menu balanceado de cerca de 1.500 calorias, você reeduca sua alimentação e manda embora outros 4 kg em 21 dias.

Quem dá a receita para esse prodígio logo no início do ano, são as nutricionistas Catarina Quirino de Freitas Stocco e Pryscila Zanetti, ambas especialistas em cardápios funcionais, sócias da Dietclin Clínica de Nutrição e Saúde, de Curitiba, Paraná. "Existem vários alimentos considerados desintoxicantes, que ajudam o organismo a impulsionar o metabolismo, auxiliando na perda de peso", afirma Catarina. "Quando essas substâncias vão à mesa, em até seis refeições por dia, o corpo responde com o emagrecimento", explica.

Entre os alimentos que estimulam o metabolismo, destacam-se a couve, o gengibre, o alecrim, o orégano, as sementes de abóbora, de linhaça, de girassol, além dos chás verde e de hibisco e carnes magras. "Todos eles são indispensáveis numa dieta de desintoxicação. Nesse processo, a pessoa libera todas as toxinas do corpo, a ponto de emagrecer naturalmente", exclarece Pryscila Zanetti.

Troca esperta
O segredo do sucesso da primeira fase do regime está na retirada do carboidrato. Não há necessidade de assustar-se. Pryscila substituiu os pães, arroz e massas, por proteínas magras, essencialmente as da soja, e ainda as gorduras monoinsaturadas, contidas no abacate e nas oleaginosas tais como nozes,castanha-do-pará e de caju. Além dos carboidratos presentes nos legumes, frutas e verduras.

Agora, se mesmo assim, você sentir um buraco no estômago e precisar mesmo dos danados dos carboidratos, principalmente, os presentes nos doces, Catarina incluiu estrategicamente no menu as frutas in natura e as secas. Sim, por serem ricas em frutose, elas amenizam a vontade de entregar-se aos pecados das comidinhas saborosas feitas com açúcar.

"Os chás verde e o de hibisco também devem ser consumidos diariamente, pois eles ajudam a vencer a compulsão por doce", assegura a nutricionista.

Porém a ordem é que esses chás devem ser tomados sempre entre uma refeição e outra, no mínimo uma hora depois de cada uma delas. "Embora benéficos para a saúde, eles também contêm fitato, uma das substâncias que inibe a absorção do cálcio e das fibras, quando ingeridos durante as refeições. Ou seja, perdem-se os principais nutrientes da alimentação", avisa Pryscila.

Depois da primeira semana, a nutricionista volta a incorporar alguns alimentos ricos em carboidratos, mas em pequenas porções, até chegar aos 30 dias, como você vai perceber nas quatro fases do cardápio. Para ativar o metabolismo, as nutricionistas lembram que encarar uma atividade física aeróbica diariamente, é fundamental. "Ela pode caminhar, andar de bicicleta, correr, nadar", exemplifica Catarina. "O mais importante é que haja regularidade, pois esses exercícios devem ser feitos com prazer", enfatiza. Então, o que está esperando para virar a página e começar a dieta que vai mudar seu corpo, para muito melhor?

Primeiro dia Todas as frutas , com exceção de bananas . As frutas que tem menos calorias são : Melão e Melancia . Se você comer só melão ...


Primeiro dia
Todas as frutas , com exceção de bananas . As frutas que tem menos calorias são : Melão e Melancia .
Se você comer só melão poderá perder 1,3 Kg .

Segundo dia

Todos os vegetais ( saladas ) . Coma à vontade ( cru ou cozido ) .

Terceiro dia

Frutas e vegetais à vontade .

Quarto dia

Banana e leite desnatado , coma até 8 bananas e beba até 8 copos de leite .

Quinto dia

Bife e tomate . Você pode comer 350 grs. de bife e até 6 tomates no decorrer do dia .

Sexto dia


Bifes e vegetais à vontade .

Sétimo Dia

Arroz integral , suco de frutas sem açúcar e salada quanto desejar . Se você não gostar de arroz
integral não precisa comer , mas não substitua por outro alimento .

Água deve ser ingerida em grande quantidade diariamente , exceto durante as refeições .
Pode beber também café e chá com adoçante.

Diversas dietas são divulgadas e sempre bate uma dúvida de qual delas realmente ajuda a emagrecer. Dieta do tipo sanguíneo, dieta líquida, ...


Diversas dietas são divulgadas e sempre bate uma dúvida de qual delas realmente ajuda a emagrecer. Dieta do tipo sanguíneo, dieta líquida, dieta da proteína, dieta da sopa, entre muitas outras. E uma delas, também bastante conhecida, é a que sugere excluir o carboidrato à noite.

Para diferenciar os mitos envolvidos neste tipo de regime, das informações realmente verdadeiras, a nutricionista Flávia Bulgarelli dá 6 dicas para você conseguir emagrecer, controlando os alimentos da última refeição do dia. Confira:

1- Diminua as calorias ingeridas à noite
"O sugerido quando se quer perder peso, é diminuir a ingestão calórica à noite, por isso, de nada adianta cortar o arroz e o pão e substituir por sorvetes, frituras ou qualquer outro alimento tão calórico quanto o carboidrato", afirma Flávia.

2- Personalize a dieta
É importante ter acompanhamento de um especialista para que ele indique a melhor opção. "Ao falar "à noite" muita coisa pode variar. Uma pessoa que dorme à meia-noite merece uma dieta diferenciada de outra que vai para a cama às 21 horas. Essa pessoa que dorme depois da meia-noite, se jantou às 19 horas, não há problemas de ter comido carboidrato", destaca. (faça nossa avaliação nutricional gratuita e veja qual a dieta ideal para você emagrecer)

3- Actividade física muda tudo
Se você costuma jantar e depois ir à academia, você precisa comer carboidrato nesta refeição. "O carboidrato é muito importante para os exercícios, já que eles vão oferecer a energia que o corpo precisa na actividade física", explica Flávia.

E por mais estranho que pareça, quem não pratica exercícios também precisa de carboidratos. " O carboidrato faz parte do aumento de massa muscular. Uma pessoa que corta o carboidrato da alimentação e não pratica actividade física, tem mais chances de ficar flácida, pela diminuição da musculatura", ressalta a nutricionista.

4- Faça substituições
Se você e sua nutricionista chegarem à conclusão de que retirar o carboidrato da última refeição vai lhe beneficiar, sua opção é comer algumas coisas que também vão oferecer nutrientes importantes. "O carboidrato pode ser substituído por lentilha, ervilha, grão de bico, legumes e verduras". Flávia ainda sugere 1 copo de leite semidesnatado, ou 2 fatias de queijo branco, ou 1 iogurte desnatado, ao invés dos pães, massas e arroz.

5- Dê preferência aos alimentos integrais
Você pode substituir o pão francês por alimentos integrais, por exemplo. "Essa é uma excelente alternativa para quem quer controlar o peso, porque eles possuem uma maior quantidade de fibras - o que favorece a saciedade e, consequentemente, come-se menos", destaca a especialista.

6- Não durma com fome
Caso você tenha a ideia que quanto menos comer à noite melhor, pode mudar a sua rotina. Flávia afirma que "dormir com fome é mais prejudicial do que ingerir um alimento leve que lhe deixe satisfeita, pois com o sono prejudicado, toda a função do metabolismo estará comprometida".

A liga cheia de poderes especiais derrota a balança e combate doenças Dieta saudável é sinonimo de variedade no prato, como você já sabe...

A liga cheia de poderes especiais derrota a balança e combate doenças

Dieta saudável é sinonimo de variedade no prato, como você já sabe. Mas que tal incluir nessa selecção alguns alimentos superpoderosos quando o assunto é combater os quilinhos a mais? Não, não é história de gibi: essa liga cheia de boas intenções existe e tem todos os seus mistérios revelados pelo oráculo de nutrição do Minha Vida, Roberta Stella.

Munida de todo seu aparato técnico, infalível contra qualquer gordurinha mais saliente, ela indica em primeira mão 10 delícias (entre elas, bebidas) favoráveis ao emagrecimento e à longevidade (nossa nutri tem um cardápio especial para você)

Mas atenção: esses heróis na luta contra o ponteiro da balança não conseguem nada sozinhos, trata-se de um trabalho de equipe. "Não é porque a maçã está na lista que você pode riscar todas as outras frutas do cardápio" , alerta Roberta sobre a importância de um menu balanceado.

Arroz integral: típico integrante das refeições dos brasileiros, o arroz tradicional deve ser substituído de vez pelo integral (saiba quando os integrais são a melhor opção). Nessa versão, a película que reveste o grão é mantida e, com ela, são preservadas fibras, vitaminas e os minerais desperdiçados quando o arroz é polido. As calorias dos dois tipos são praticamente as mesmas.

Feijão: mais um tradicional participante do prato brasileiro, esse tipo de leguminosa é rico em proteínas livres de gordura saturada. O que isso quer dizer? Simples, comilança sem preocupações com os níveis de mau colesterol.

Peixes: são fontes de ômega-3, um tipo de gordura importante na composição da membrana celular. Também desempenha um papel relevante na prevenção e tratamento de doenças cardiovasculares. Portanto, conte com as poucas calorias dos peixes para manter o equilíbrio da balança e da saúde.

Granola: trigo e aveia integrais são a base dessa mistura(confira a receita caseira), que torna o café-da-manhã muito mais energético. Os cereais integrais mantêm o sistema de açúcar no sangue equilibrado, prevenindo o desenvolvimento do diabetes. A granola ainda melhora o funcionamento do intestino, previne doenças cardíacas e alguns tipos de cânceres.

Nozes: elas se destacam pelo alto valor nutricional: são ricas em proteínas, gordura insaturada, vitamina E, potássio e fibras. As nozes ajudam não só o emagrecimento, como a manutenção do peso. Só não exagere na dose, pois a ingestão excessiva pode levar ao ganho de peso. Elas rendem um ótimo lanche entre as refeições principais. Uma porção de seis unidades contém 115 calorias.


Maçã: 83% da composição dessa fruta é derivada da água, fazendo com que seu valor calórico seja baixo (a unidade tem apenas 60 calorias). A maçã ainda é rica em fibras, vitaminas, minerais e pobre em gorduras. Na hora do consumo, nada de descartar a casca (talos e cascas rendem receitas incríveis). Ela é fonte de fibras e de diversos nutrientes.

Tomate: entre tantos benefícios, o tomate está relacionado à prevenção de cânceres como o de próstata, pulmão e estômago. A melhor forma para usufruir de todas as vantagens do legume é ingeri-lo cozido ou processado.

Água: ainda está para existir uma bebida que supere a qualidade da água. Além de despontar como líder no ranking dos hidratantes, ela é capaz de espantar a sensação de fome se consumida regularmente ao longo do dia desde, é claro, que você não pule nenhuma refeição. E o melhor de tudo é que ela não agrega nenhuma caloria à sua dieta (some as calorias de cada escapadinha)

Chás: são ótimos estimulantes da função renal e ajudam a eliminar as toxinas com seu poder diurético. Durante a perda de peso, o chá favorece a pouca ingestão de alimentos, diminuindo assim, as calorias totais do dia.

Leite desnatado: ele apresenta uma quantidade de gordura reduzida (e de calorias também), comparando à versão integral, e entra em cena contra a osteoporose, já que é uma excelente fonte de cálcio. Somando suas qualidades, o leite desnatado pode ser considerado um parceiro ideal para ficar de bem com a balança (5 lições que ajudam a emagrecer).


Fonte :Boa forma
Tecnologia do Blogger.