É possível reverter a laqueadura, Doutor? Mulheres acima de 25 anos podem fazer a cirurgia, com ou sem filhos Esta é uma das perguntas mais...


É possível reverter a laqueadura, Doutor?

Mulheres acima de 25 anos podem fazer a cirurgia, com ou sem filhos

Esta é uma das perguntas mais ouvidas no consultório. Todos os dias, ao longo de mais de 20 anos de profissão. Mas, antes de responder ao questionamento, eu prefiro fazer algumas considerações voltadas para as mulheres que ainda não se submeteram a este procedimento: É preciso muito diálogo entre o casal e o profissional de saúde para que esta decisão seja consciente e autônoma. A laqueadura é um procedimento que apresenta apenas 50% de chances de sucesso em sua reversão. Em alguns casos, se realizada com cuidados microcirúrgicos, a laqueadura pode chegar a uma taxa de reversão com 70-80% de incidência de gravidez. Mas são poucos os centros de saúde que contam com tecnologia e profissionais capacitados para realizar a reversão deste procedimento, o que dificulta o acesso ao tratamento. Antes de pensar em fazer a laqueadura é preciso buscar outros meios contraceptivos, como a pílula, o DIU ou os anticoncepcionais injetáveis.A experiência clínica também me ensinou que a paciente que busca a reversão da laqueadura, na época da cirurgia, tinha pouca idade e pouca experiência de vida. Geralmente, elas não imaginam que podem se casar novamente e que desejarão ter filhos com o novo parceiro. Outras não contavam que o crescimento dos filhos seria tão rápido e logo o lar estaria vazio. E há também as mães cujos

filhos faleceram. E além das razões particulares, há também imposição do marido, dificuldades financeiras e outros problemas de saúde, que são variáveis que podem levar a mulher a operar.

Planejamento familiar: direito assegurado por lei A Constituição Federal assegura o direito ao planejamento familiar, que foi regulamentado pela Lei Nº 9.263, de 1996. Assim, é dever do Poder Público garantir às pessoas informações, meios, métodos e técnicas para regulação da sua fecundidade. A lei coloca como responsabilidade do Governo Federal a distribuição gratuita de métodos contraceptivos e a realização de procedimentos cirúrgicos, como a laqueadura e a vasectomia. O acesso ao conhecimento faz parte do direito ao planejamento familiar, e é ele que permite uma escolha livre e consciente. No fim de maio, o Governo Federal apresentou na Escola Paulista de Medicina, em São Paulo, sua Política Nacional de Planejamento Familiar. Entre as medidas que entrarão em vigor estão a inclusão da vasectomia na Política Nacional de Cirurgias Eletivas e a venda de anticoncepcionais com preços promocionais de até 90% nas farmácias e drogarias credenciadas no Programa Farmácia Popular do Brasil. Um dos objetivos da nova política é fazer com que a responsabilidade pelo planejamento familiar não fique centralizada apenas nas mãos das mulheres ou em uma cartela de pílulas anticoncepcionais. Segundo dados do Ministério da Saúde, o número de vasectomias já vem crescendo no País. De julho a novembro de 2005, foram realizados 6.298 desses procedimentos nas aproximadamente 570 instituições de saúde habilitadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

O Brasil tem um dos maiores índices de laqueaduras do mundo, com 40% das mulheres em idade reprodutiva -de dez a 49 anos- esterilizadas, ao lado da Índia e China, segundo a Organização Mundial da Saúde, (OMS). Nos Estados Unidos, esse índice é de 20% e na França, de 6%. Tecnicamente, a laqueadura é um método definitivo de contracepção, realizado pela obstrução da tuba, que liga os ovários ao útero. Existem cerca de dez técnicas para a realização da cirurgia: queimar as trompas e cortá-las, colocar anéis de plástico ou clipes de titânio, ou mesmo fazer com fio de sutura.

A laqueadura só é recomendada sem restrições para mulheres com problemas de saúde, tais como diabetes descompensada, histórico de eclampsia e pressão alta. Métodos definitivos devem ser usados como última escolha, quando a gravidez implica em risco de vida.

Frente Parlamentar de Planejamento Familiar: Lançada em abril deste ano, a Frente Parlamentar em Defesa do Planejamento Familiar, tem entre suas prioridades a implementação de ações preventivas e educativas previstas na Constituição, garantindo o acesso da população aos métodos e técnicas de concepção e contracepção.

A reversão
A reversão da laqueadura, a salpingoplastia, é um procedimento mais complexo e poucos serviços do SUS o oferecem. Pode ser realizada por anastomose tubária microcirúrgica, via laparotomia ou via laparoscopia. Quanto mais jovem a mulher esterilizada procurar pela reversão, maior é a probabilidade de ela vir a engravidar no futuro, e quanto menor o tempo de esterilidade, maior é a chance dela engravidar. O grau de reversibilidade varia de acordo com a lesão que a técnica cirúrgica causou. Laqueaduras feitas com anel plástico ou clipes de titânio são mais fáceis de reverter. Para as pacientes que foram submetidas à salpingectomia (retirada das trompas), a reversão é impossível.

Após a reversão tubária, em média, as mulheres demoram de 6 meses a um ano para conseguir engravidar, caso a recanalização seja bem sucedida. Mas, o sucesso da cirurgia relaciona-se com vários outros fatores:

o comprimento e a vitalidade dos segmentos de trompas a serem unidos;
a habilidade do microcirurgião;
a idade da mulher no momento da cirurgia para reversão;
o método utilizado para laqueadura tubária;
quantidade de tecido de cicatrização na região da cirurgia;
qualidade do espermograma do parceiro e presença de outros fatores de infertilidade.

Após uma reversão de laqueadura tubária, o risco de uma gestação ectópica - gestação que ocorre na própria trompa - aumenta de 1 em 100 para 5 em 100 gestações. O que significa que a cada 100 gestações, cinco poderão ser ectópicas. Quando as trompas reconstituídas não recuperam a função, a alternativa de tratamento seria a reprodução assistida por meio de técnicas de fertilização in vitro e transferência de embriões.


A reversão da laqueadura tubária deve ser considerada como uma opção adequada na busca de novas gestações para mulheres mais jovens (<35 anos), sem qualquer outro fator de infertilidade além da laqueadura. As pacientes com mau prognóstico ou com idade mais avançada devem ser encaminhadas aos programas de fertilização in vitro. Tal posição é compartilhada em grandes centros de

reprodução humana em países desenvolvidos, onde ambos os procedimentos são igualmente oferecidos.

Pacote para a Saúde Feminina
O governo de São Paulo lançou, este ano, um pacote de ações específicas para a saúde feminina que até 2010 consumirá R$ 15 milhões de investimentos. As medidas privilegiam o planejamento familiar, principalmente por meio da realização de cirurgias que evitam a gravidez e da distribuição de pílulas anticoncepcionais. Dentre as ações anunciadas estão a distribuição gratuita de 5 milhões de cartelas de pílulas anticoncepcionais comuns e de 20 mil cartelas de pílulas do dia seguinte por ano em todo o Estado de São Paulo. Além disso, serão entregues DIUs e realizadas cirurgias de laqueadura (nas mulheres) e de vasectomia (nos homens).

Gluteoplastia é opção para pele flácida. Preocupações femininas estão relacionadas aos resultados da cirurgia e à durabilidade do silicone....


Gluteoplastia é opção para pele flácida.

Preocupações femininas estão relacionadas aos resultados da cirurgia e à durabilidade do silicone.

A flacidez de pele e do músculo na região glútea pode surgir depois de perda importante de peso, devido ao sedentarimo, ou, ainda, pela perda natural de elasticidade da pele devido à idade. A cirurgia plástica dos glúteos ou gluteoplastia tem como objetivos remodelar ou aumentar a região das nádegas nestes pacientes. O novo formato dos glúteos dependerá do tamanho, da forma das próteses utilizadas, bem como do biotipo original da paciente. Em geral, os resultados são bastante naturais, uma vez que as próteses são gelatinosas,maleáveis e se acomodam bem ao corpo.

O aumento desta região vai depender essencialmente de uma avaliação estética do cirurgião plástico. Como cada pessoa tem um biotipo e um formato de bumbum, devemos priorizar a escolha de próteses com tamanhos e formatos individualizados, visando um aspecto natural da região glútea, mesmo com uso de biquinis ou até sem eles.

O implante é realizado com anestesia de bloqueio (raqui ou peridural)ou anestesia geral.O procedimento exige ao menos um dia de internação e deve ser realizado em ambiente cirúrgico,com duração aproximada de uma hora e meia.A prótese deve ser colocada por baixo do músculo glúteo,através de uma incisão de cerca de cinco centímetros localizada na prega interglútea. A prótese submuscular confere um resultado muito natural ao procedimento.

No pós-operatório, a paciente terá que usar uma cinta modeladora durante um mês. Poderá haver dor nos primeiros dias, controlada com medicamentos. Recomendamos que esta paciente caminhe a passos curtos e sente-se, quando necessário, sobre superfícies mais rígidas,com a coluna ereta,evitando assim tensões sobre a cicatriz. Durante aproximadamente dez dias, também solicitamos que a paciente durma de barriga para baixo.

É fundamental o repouso no pós-operatório. A rejeição às próteses é rara e nesse caso as mesmas devem ser retiradas. A durabilidade das próteses ainda é incerta, mas pode chegar a mais de dez anos. Alguns especialistas acreditam que as novas próteses alcancem os 25 anos, mas não há comprovações.

A retomada gradual de exercícios físicos pode ocorrer após dois meses da cirurgia.

Mitos sobre os implantes de silicone

Muitas lendas rondam os implantes de silicone, principalmente quando a cirurgia realizada é a gluteoplastia. Na lista das informações corretas, está que, após a cirurgia dos glúteos, a pessoa não poderá mais tomar injeção ou vacina no bumbum. A agulha não vai estourar a próteses, mas pode causar micro-orifícios por onde haveria um extravasamento do gel de silicone, podendo causar problemas locais. Além disso, a medicação seria injetada dentro das próteses, sem efeitos para o organismo. Outras áreas intramusculares podem ser utilizadas, como os deltóides ou as coxas.

É importante reforçar que as próteses de silicone, quando bem posicionadas, não saem do lugar. Em relação aos mitos, o paciente não corre o risco de uma ruptura das próteses, por exemplo, numa viagem de avião. As cabines de vôo são pressurizadas e mesmo que não fossem, testes comprovam a resistência do material sob grandes variações de pressão. Assim, mergulhos em grandes profundidades ou o pára-quedismo estão permitidos.

As próteses de silicone são bastante resistentes, não só pela camada externa, mas também pelo seu conteúdo, que é um gel de alta coesividade, ou seja, mantém sua unidade mesmo se o envelope se romper. Além disso, as próteses glúteas são revestidas por múltiplas camadas e são mais resistentes do que as dos seios. Em caso de traumas mesmo que severos, as próteses tendem a se manter estáveis. Mesmo assim, em casos de dúvida, é sempre aconselhável que a paciente converse com seu médico.

Na hora da gluteoplastia é proibido:

- O uso de silicone injetável:o procedimento está proibido por lei, pois o silicone líquido,geralmente industrial, não é permitido para uso médico.Uma vez no organismo, a substância causa reações de rejeição,com processos inflamatórios graves e de difícil tratamento.Além disso,este líquido pode migrar pelo organismo ou mesmo através da corrente sanguínea e atingir órgãos como fígado,rins,pulmões e cérebro.

- Realizar a bioplastia: este procedimento só é permitido para injeções localizadas e de no máximo 1 ml por região, portanto sem utilização para a região glútea. Caso seja realizada em maiores volumes, a bioplastia pode causar reações semelhantes às do silicone injetável.

-Enxerto de gordura:todo enxerto de gordura é parcialmente absorvido pelo organismo,em proporções imprevisíveis,portanto podendo causar assimetrias e irregularidades quando em grandes quantidades.Além disso,em grandes volumes(necessários para o aumento dos glúteos)pode sofrer necroses e infecções no local,causando sérias deformidades.

Dr. Ruben Penteado é cirurgião plástico, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e diretor do Centro de Medicina Integrada.
Para saber mais informações, acesse: www.medintegrada.com.br

Tudo sobre cirurgia de mamas. Esclareça todas as suas dúvidas sobre a cirurgia plástica de seios. 1) Quando é preciso reduzir as mamas? ...


Tudo sobre cirurgia de mamas.
Esclareça todas as suas dúvidas sobre a cirurgia plástica de seios.

1) Quando é preciso reduzir as mamas?

As brasileiras se renderam à moda dos seios fartos e as próteses de silicone já entraram para a lista de objetos de desejo de muitas. Algumas mulheres, porém, têm de seguir o caminho inverso para se sentirem felizes com o próprio corpo e, em vez de aumentarem os seios, precisam diminuir o seu volume. A cirurgia plástica de redução ou mamoplastia redutora é indicada não só para quem deseja diminuir o tamanho do seio, mas também para quem está descontente com a forma da mama. Muito além de ser apenas uma preocupação estética, muitas mulheres procuram a cirurgia por uma questão de saúde. O excesso de peso das mamas pode causar dores nas costas e até mesmo problemas de coluna. Há ainda aquelas que sofrem com assaduras na parte inferior do seio e com dores e machucados constantes nos ombros por causa da alça do sutiã

2)Como definir se a mama realmente é grande demais e a cirurgia se faz necessária?

Não há como fazer este cálculo matematicamente e a decisão final é mesmo da mulher. A paciente deve informar ao médico se a mama é motivo de desconforto. A queixa pode ser baseada em uma questão puramente estética ou em incômodos físicos. Por exemplo, ela pode perceber que está ficando corcunda, pode apresentar dores freqüentes nos ombros, ou, ainda querer que o seio fosse menos flácido. Todas as informações são avaliadas pelo cirurgião.

3)Momento apropriado para reduzir as mamas...

Para muitas mulheres, o incômodo surge desde cedo. No entanto, as adolescentes precisam ter calma antes de buscar a solução na mesa de cirurgia. Isso porque, na adolescência, a mama ainda está em desenvolvimento. Os especialistas dizem que, em geral, essa etapa fisiológica vai até os 16 anos, mas, em algumas mulheres, a mama pode crescer até os 20 anos. O ideal é que se observe se a mama já alcançou seu tamanho definitivo, para então avaliar a necessidade de cirurgia. Aos 16 anos, por exemplo, muitas garotas ainda estão em fase de desenvolvimento físico, e as formas e os tamanhos de partes de seu corpo podem mudar, como no caso das mamas. Quanto mais tarde a menina entra na puberdade, mais tempo demora para finalizar as mudanças em seu corpo e para alcançar o tamanho final das mamas. Durante a adolescência pode acontecer também um crescimento desigual dos seios. Em geral, até o final da puberdade, essa diferença se equilibra e os seios tendem a ficar semelhantes. Tudo isto precisa ser dito à adolescente para aplacar a sua ansiedade. No entanto, no caso das mamas muito grandes, chamadas de gigantomastias, a cirurgia pode ser feita mesmo precocemente, aos 15-16 anos, ou até antes, quando constatado que o grande tamanho dificulta o desenvolvimento adequado do restante do corpo.

4) No caso da redução de mamas, como definir o tamanho ideal dos seios?

Quando o tamanho dos seios não agrada e incomoda, a paciente não deve se preocupar em estabelecer um novo tamanho desejado para os seios. É papel do médico fazer simulações para que a paciente indique como gostaria que os seios ficassem e, na cirurgia, buscar este resultado. O que mais importa não é o quanto se deve tirar, e sim como será o resultado final. Tudo é pensado para proporcionar harmonia ao biotipo da paciente. Muitas vezes, temos de tirar quantidades diferentes de tecidos dos seios.

5) Cicatrizes da mamoplastia redutora...

Entre as mulheres, há uma grande preocupação quanto à cicatriz deixada pela operação. Novamente, isso dependerá da técnica usada pelo médico, do tipo de mama e da quantidade de tecido a ser retirado. É possível deixar cicatrizes bem discretas, mas os especialistas alertam que a técnica empregada varia de caso para caso. Usamos técnicas diferentes, já que as mamas das mulheres não são iguais. Sempre escolhemos a técnica que corrija a mama da melhor forma e tenha a menor cicatriz possível. Quanto mais glândula e pele tiverem de ser retiradas, maior será a cicatriz. Uma técnica muito utilizada é a que deixa uma cicatriz em torno da auréola, chamada periareolar. Em boa parte dos casos, a mama tem de ser suspendida e a auréola muda de posição. As cicatrizes podem ser ainda em forma de "T" invertido, na parte inferior da mama ou em formato de "L" e "I". É importante saber que as cicatrizes passam por diversas fases de transformação até atingirem seu estado final. Então, é preciso controlar a ansiedade. Em geral, apenas depois de um ano pode-se observar o aspecto definitivo da cicatriz, quando ela se tornará mais clara e menos consistente.

6) Após a mamoplastia redutora, os seios podem voltar a crescer?

Algumas mulheres temem que após a cirurgia, os seios voltem a crescer. Isto vai depender dos hábitos de vida de cada uma, após a operação. Na adolescência, o seio é constituído principalmente de glândula mamária. Conforme a mulher envelhece, ocorre a transformação de parte da glândula em gordura. Por isso, a mama tende a ficar mais flácida. A cirurgia de redução das mamas retira parte da glândula e também da gordura, já que não é possível definir exatamente o limite entre elas. A glândula não volta a crescer após seu período de desenvolvimento, mas a gordura pode voltar a se acumular na área. Se a paciente engordar, vai haver acúmulo de gordura no corpo todo, inclusive nas mamas.

7) Após a gestação, a mulher pode fazer uma mamoplastia redutora?

A gravidez é um importante fator na aceleração da ptose mamária. A mamoplastia de redução tem como objetivo reverter este quadro, suspendendo a mama e retirando o excesso de pele e tecido mamário existentes. É indicada para a redução de mamas volumosas e para suspensão de mamas ptosadas (caídas). Pode também ser indicada para correção de assimetrias entre as mamas. Após a cirurgia, o movimento dos braços fica bem limitado e as atividades físicas moderadas normalmente são liberadas dois meses depois da cirurgia. Será necessária uma ajuda extra para cuidar do bebê. A paciente deverá ficar afastada de esforços por 30 dias, evitando elevar os braços nos primeiros 14 dias. Deve-se também usar um soutien, sem aros e sem renda, por aproximadamente um mês. A prática de esportes poderá ser retomada após dois meses.

8) E uma mamoplastia de aumento?

A mamoplastia de aumento, conhecida como cirurgia da prótese de mama, é indicada para as pacientes com mamas pequenas ou que após a amamentação tiveram uma grande redução do volume mamário, sem que houvesse ptose da mama (queda da mama). Há vários tipos e modelos de próteses de mama, cada uma com uma indicação, dependendo do tipo de mama da paciente e do plano a ser colocado: subglandular ou submuscular. A escolha da prótese de mama será feita com a orientação do cirurgião, visando produzir o melhor resultado para o aumento das mamas, o que em cada mulher é diferente.

9) No casos da mamoplastia de aumento, uma nova gestação pode alterar significativamente os resultados da cirurgia?

A prótese de silicone em si não sofre alterações com uma nova gravidez ou com um novo período de amamentação. Tanto a prótese colocada submuscularmente, quanto a submamária ficam situadas abaixo da glândula mamária, não interferindo no crescimento mamário durante a gravidez e a amamentação. Como a mulher deve evitar esforços nos 30 primeiros dias após a cirurgia e também não pode movimentar os braços em excesso, ela irá precisar de auxílio para tomar conta do bebê.

10) Quando a mastopexia é indicada?

A cirurgia é indicada para quem deseja apenas levantar a mama, sem reduzir ou aumentar o volume. Neste procedimento, o cirurgião remove o excesso de pele e modela a glândula mamária. A operação dura de duas a quatro horas e a anestesia também pode ser local com sedação, peridural ou geral, e a alta, na maior parte das vezes, ocorre no dia seguinte. A recuperação é similar a de quem faz a cirurgia para reduzir o tamanho das mamas: limitação nos movimentos, repouso por conta das cicatrizes e ginástica, só no segundo mês.

11) Um dos pontos mais polêmicos, hoje, em relação à mamoplastia de aumento é o tamanho das próteses...

Quando o assunto é o tamanho das próteses, o que deve prevalecer é o bom senso. Não há um limite definido para o tamanho da prótese de silicone a ser implantada. A questão a ser considerada é se a prótese escolhida é compatível com o biotipo da paciente.

12) Outro questionamento recorrente em relação às próteses de silicone diz respeito à sua validade...

Quanto a este ponto, antes que a paciente se submeta à cirurgia, é preciso que o médico esclareça que uma prótese de silicone não dura por toda a vida. O tempo de vida útil de uma prótese é algo imponderável e completamente individual. É preciso entender que o corpo encara a prótese como um transplante, e, em alguns casos, há rejeição à prótese de silicone. Algumas vezes, acontece o encapsulamento da prótese pelo próprio organismo, ou seja, o corpo cria um invólucro contra a prótese, deformando o seu formato. Esta reação do organismo pode causar dores e muito desconforto, fazendo com que a paciente procure novamente o cirurgião plástico para uma reavaliação. De uma maneira geral, aconselhamos que a cada ano após o implante, se faça uma revisão da prótese, pois a troca também pode se tornar necessária em função da flacidez da pele ou do reposicionamento dos seios. Por exemplo, depois de uma gestação, o corpo da mulher passa por uma série de transformações, a troca da prótese pode ser feita para devolver o equilíbrio à silhueta.

13) Importância da cirurgia de implante de mamas para mulheres mastectomizadas

A mama é um dos símbolos da identidade feminina. A sua extração para tratar o câncer de mama significa muito, tanto do ponto de vista físico quanto psicológico para a mulher. Portanto, a sua reconstrução é de suma importância para que a paciente recupere a auto-estima, auxiliando, assim, o tratamento do câncer e o restabelecimento do convívio social. Em pacientes submetidas a mastectomia, o objetivo maior da cirurgia reconstrutora é a reabilitação estética, retirando da paciente o estigma do câncer e da mutilação. O retorno à condição física pré-câncer é fundamental neste processo e a morbidade da retirada da musculatura não é desprezível. A microcirurgia e os retalhos perfurantes constituem mais uma opção para as mulheres mastectomizadas pela menor agressão à parede abdominal e pelo retorno mais precoce às atividades habituais pré-operatórias. A ponderação entre estas vantagens e os riscos inerentes à complexidade do procedimento deve ser aventada, colocando-se assim a melhor opção de tratamento e reabilitação.

14) Como são realizadas as cirurgias para reconstrução de mama

O tipo de cirurgia para reconstrução da mama varia de acordo com o tamanho e localização do tumor, do biotipo da paciente e do volume da mama. Pacientes magras e com mama contralateral pequena apresentam melhores condições para reconstrução da mama com expansor de pele e posterior colocação de prótese de silicone. Em mulheres obesas ou com mama contralateral grande, a reconstrução pode ser feita com expansor e prótese de silicone de maior volume ou com tecidos do abdômen ou das costas, com ou sem próteses. Grande parte das cirurgias reconstrutoras são realizadas simultaneamente à retirada do tumor câncerígeno. Dessa forma, diminui-se o tempo de internação e a reabilitação social é beneficiada. Quando a reconstrução é imediata, a paciente não precisa conviver com a mutilação parcial ou total do seio, a mastectomia. A experiência se torna menos traumática.

15) Plástica para reconstrução da aréola e do mamilo

Muitas vezes, a aréola e o mamilo também são retirados durante a mastectomia. Sua reconstrução se realiza, geralmente, entre 2 e 3 meses depois que se reconstruiu a mama. A reconstrução do mamilo é feita, na maioria das vezes, com parte do mamilo da outra mama, cartilagem da orelha ou com a pele da própria mama reconstruída. A escolha vai depender do tamanho do mamilo contra-lateral e das condições locais da pele. A aréola normalmente é reconstruída a partir da pele situada na região interna das coxas, que tem grande quantidade de melanina ou através de tatuagem. Cabe ao cirurgião plástico avaliar as condições da pele e da técnica utilizada para reconstruir o mamilo e a aréola.


Dr. Ruben Penteado é cirurgião plástico, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e diretor do Centro de Medicina Integrada.

Para saber mais, acesse: www.medintegrada.com.br 



Acabe com a flacidez dos seios. Cirurgias plásticas podem remover as sobras de pele e remodelar a mama. A flacidez provocada pelo emagre...


Acabe com a flacidez dos seios.
Cirurgias plásticas podem remover as sobras de pele e remodelar a mama.

A flacidez provocada pelo emagrecimento pode deixar uma herança desagradável: seios flácidos e caídos. Os seios são a parte do corpo que mais sofre com a oscilação de peso. Engana-se, porém, quem pensa que a única forma de encarar o problema é usar sutiãs modeladores para o resto da vida, inclusive para dormir. Hoje, cirurgias plásticas seguras podem remover não só as sobras de pele, como remodelar a forma e reposicionar a aréola, dando nova aparência aos seios.

Fim dos seios flácidos

A mastopexia é a técnica utilizada para retirar o excesso de pele existente e levantar a mama. As incisões dessa cirurgia podem ser em forma de T, L, I (vertical) ou O (circular), sempre na metade inferior da mama. É feita uma incisão ao redor da aréola para reposicioná-la e eventualmente reduzir o tamanho. São retirados o excesso de pele, o tecido glandular e a gordura. Em seguida, ocorre o remodelamento dos seios e o reposicionamento dos mamilos.

A anestesia usada nesse tipo de cirurgia é local, com sedação e alta no mesmo dia. Com a mastopexia, podemos associar outras técnicas como o jaquetão ou o retalho. Na primeira, o cirurgião faz uma incisão em torno da aréola até o sulco da mama. E, com o descolamento da pele, realiza um cruzamento desse tecido, um sob o outro, na parte inferior da mama. É indicado para pacientes que apresentam flacidez, mas um bom volume na mama inferior. Já na segunda, a incisão é feita a partir da aréola até o pólo inferior da mama. Retira-se o excesso de pele e preenche-se a parte superior da mama com o tecido da parte inferior. A vantagem é que a mulher fica com os seios mais projetados, sem a necessidade de colocação de implante de silicone.

Agora, quando a mama está caída e a paciente deseja acabar com a flacidez e aumentar o volume dos seios, a alternativa é a colocação de uma prótese de silicone. Dependendo do caso e da quantidade de pele existente, é necessária a colocação da prótese e depois a retirada dessa pele. Se a mama não tem muita pele excedente, o cirurgião pode optar por preencher todo o espaço com o implante de silicone, sem a necessidade de retirar a pele. Nesse caso, a prótese mais indicada é a de perfil alto, pois proporciona maior projeção e preenchimento da área.

Vale lembrar que, independentemente da técnica utilizada, a paciente deve antes passar por consulta com um cirurgião plástico e realizar todos os exames pré-operatórios (eletrocardiograma, urina, sangue, ultra-som de mama).

Hora de cicatrizar

As cicatrizes dessas técnicas de cirurgia de mama são facilmente disfarçadas sob biquínis ou blusas decotadas. Seu tamanho pode ser maior ou menor, dependendo do tamanho da mama. Na maioria dos casos, a cicatriz é de boa qualidade e tende a ficar imperceptível. É bom reforçar que o processo de cicatrização é gradual e pode ser dividido em três períodos de evolução: o primeiro, que vai até o 30º dia, mostra as cicatrizes com bom aspecto e pouco visíveis. O segundo, que vai do 30º dia até o 12º mês, quando a cicatriz vai ficando mais espessa e mais escura. O terceiro, que vai do 12º ao 18º mês, quando a cicatriz começa a clarear e a ter um aspecto mais natural.

O processo de cicatrização, apesar de conhecido, é individual e dinâmico, necessitando de acompanhamento do cirurgião plástico no período pós-operatório, podendo durar um ano e meio. O resultado definitivo, tanto da cicatrização quanto da forma da mama, só poderá ser avaliado após esse período.

Um pós-operatório repleto de cuidados

O pós-operatório para qualquer tipo de intervenção cirúrgica nos seios é parecido. Seguem algumas recomendações para que esse período seja saudável e livre de transtornos:

Os pontos precisam ser retirados depois de 7-15 dias. Algumas pacientes reclamam de perda de sensibilidade na região após a cirurgia, mas o problema costuma ser temporário;

Assim como na lipoaspiração, as cirurgias nos seios provocam edemas, hematomas e costumam causar dor nos primeiros dias. Qualquer sangramento deve ser comunicado imediatamente ao médico;

É obrigatório usar um sutiã especial de sustentação durante um mês, para ajudar na imobilização da região e na cicatrização;

Os curativos precisam ser utilizados por um período de 30 a 60 dias;

Deve-se evitar esforços - carregar pesos ou praticar exercícios físicos, por exemplo - por 30 dias;

Dirigir automóveis, só após 30 dias;

Exposição ao sol só depois de 30 dias;

E por fim, paciência é fundamental: os resultados definitivos só aparecem depois de um ano.




Ruben Penteado é cirurgião plástico, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e diretor do Centro de Medicina Integrada.

Para saber mais, acesse: www.medintegrada.com.br

Pele do pescoço é mais sensível e exige cuidados Algumas medidas podem ser feitas para evitar o aparecimento de rugas e flacidez Diferente ...


Pele do pescoço é mais sensível e exige cuidados

Algumas medidas podem ser feitas para evitar o aparecimento de rugas e flacidez

Diferente da pele da face, a pele do pescoço é mais fina, delicada e pobre em lipídeos, o que caracteriza uma derme seca, menos resistente às agressões do meio ambiente e mais propensa à formação de rugas. Para prevenir o envelhecimento precoce do pescoço é fundamental a utilização de um bom creme hidratante, bem como a aplicação diária de um protetor solar, o que evita a danificação das fibras dérmicas pela radiação do sol. São essas fibras que garantem a firmeza e hidratação da pele.

Cada pessoa, evidentemente, envelhece à sua maneira, mas é geralmente na faixa dos 50 que muitas mulheres consideram fazer o primeiro lifting parcial, cirurgia plástica feita para rejuvenescer o pescoço e remover a pele flácida na linha da mandíbula. Antes disto, há vários recursos para tratar a pele do pescoço a fim de reduzir a papada, proveniente do acúmulo de gordura nesta região e do avanço da idade. A papada pode ser melhorada através de um processo de emagrecimento ou com a realização de uma lipoaspiração.

A gordura não é considerada um fator determinante para o envelhecimento, mas as pessoas que emagrecem e engordam com muita facilidade apresentam uma flacidez maior da pele na região do pescoço. O efeito sanfona faz com que a região apresente deficiências de colágeno e elastina. Com o tempo e devido "ao eterno engorda e emagrece" essas substâncias vão sendo produzidas em menor quantidade pelo

Para os casos em que a gordura fica acumulada no pescoço (região cervical) e abaixo do queixo (submento), o cirurgião plástico deve avaliar a indicação de uma lipoaspiração de papada. O procedimento esculpe e realça o ângulo e a linha da mandíbula, ajudando a corrigir a flacidez e desfazendo o queixo duplo.
A cirurgia, geralmente, dura menos de uma hora e é feita com anestesia local ou sedação. São feitos pequenos botões anestésicos com lidocaína, onde serão introduzidas as cânulas - duas atrás de cada orelha e duas atrás do queixo - para aspirar a gordura em excesso. Não ocorre descolamento da pele e as cicatrizes são imperceptíveis. Em relação aos cuidados pós-cirúrgicos, os pontos podem ser retirados em uma semana. São indicadas também sessões de drenagem linfática facial e, obviamente, deve-se evitar a exposição ao sol.

Cautela com a aplicação de toxina botolínica
Recentemente, o rejuvenescimento do pescoço ganhou "outra arma": injeções de toxina botolínica. O alvo das injeções é o platisma, um músculo bilateral que desce da mandíbula até a saboneteira, a depressão cercada de ossos logo abaixo do pescoço. À medida em que a idade avança, o platisma salta à vista e ainda puxa mais para baixo a pele já flácida do contorno do rosto, formando a papada pregueada.

A aplicação da toxina botolínica numa área triangular, bem no centro do músculo, faz com que ele relaxe. Sem tração, as pregas do pescoço se suavizam e a região logo abaixo da mandíbula se eleva. O tratamento vem sendo vendido como uma alternativa temporária à plástica tradicional. Esta região, no entanto, é uma área delicada, onde uma aplicação malfeita de toxina botolínica pode causar alterações da sensibilidade e problemas motores, como dificuldade de engolir, por exemplo. Sem falar no risco do rosto ficar mais puxado de um lado que do outro. É sempre bom ouvir muitos especialistas antes de decidir. 

Um bom hidratante facial, com FPS, é capaz de fazer muito mais pela sua pele do que simplesmente deixá-la macia e com o toque aveludado. S...


Um bom hidratante facial, com FPS, é capaz de fazer muito mais pela sua pele do que simplesmente deixá-la macia e com o toque aveludado. Se você tem o hábito de usar o produto diariamente, saiba que está muito bem munida contra rugas, flacidez, manchas e o envelhecimento precoce. A seguir,8 motivos para não desgrudar desse creminho mágico.
1. Evitar o ressecamento: a pele seca e desidratada é opaca, áspera, sem elasticidade e com tendência à descamação. Aquelas pequenas rugas e linhas finas de expressão também ficam mais evidentes quando a pele está ressecada. O hidratante mantém a sua umidade e acrescenta nutrientes importantes para a revitalização e regeneração do tecido. "Além disso, quando está seca, a pele pode ter a sua função de proteção comprometida, favorecendo doenças e infecções.

2. Proteger contra a poluição: os hidratantes que são enriquecidos com substâncias antioxidantes na formulação, tais como as vitaminas C, E e coffeberry podem ajudar a neutralizar os radicais livres e diminuir os danos oxidativos causados pela poluição.

3. Prevenir manchas: uma das principais causas das manchas na pele é a exposição excessiva e inadequada à radiação solar. "Os hidratantes que contém FPS e ativos clareadores na sua composição podem ajudar não só a prevenir manchas, como a clareá-las. Além do mais, o hidratante protege e mantém as propriedades da pele, dando a ela mais força para se reparar.

4. Melhorar a luminosidade: uma nutrição adequada devolve viço à pele. Quando está desidratada, a pele geralmente fica opaca, áspera, sem vida. "Quando recuperamos a hidratação, através da aplicação de um bom hidratante, melhoramos seu aspecto, com consequente melhora da sua luminosidade.


5. Afastar o envelhecimento precoce: o processo de envelhecimento está ligado a perda gradativa da hidratação natural da pele. "Com o hábito de hidratar a pele regularmente, nutrimos as células e podemos retardar ou pelo menos minimizar esse processo". As versões com filtro solar também protegem contra a radiação solar, evitando as manchas, flacidez e rugas características do fotoenvelhecimento.

6.Controlar o brilho e a oleosidade: existem no mercado hidratantes com ativos que ajudam a controlar o brilho e oleosidade. São produtos que possuem o chamado efeito matte ou matizador. As formulações específicas para a pele oleosa também controlam a produção de sebo por causa dos seus princípios ativos, tais como o ácido azeláico e glicólico.

7. Dar mais tônus à pele: alguns hidratantes acrescentam na sua formulação ativos como o THPE, que conferem o efeito "lifting" e ajudam a melhorar o tônus da pele, dando mais firmeza.

8. Proteger contra a radiação solar: hidratantes com filtro solar ajudam a proteger a pele contra a radiação UVA e UVB, grandes responsáveis pelo envelhecimento precoce da pele e, nos casos mais graves, o câncer de pele. O raios nocivos destroem as fibras de colágeno da pele, responsáveis pela firmeza e elasticidade, favorecendo manchas, rugas e flacidez.

Luz do computador pode manchar a pele Tenho certeza que pouquíssimas pessoas sabem que a luz do computador pode ocasionar manchas ...







Luz do computador pode manchar a pele




Image
Tenho certeza que pouquíssimas pessoas sabem que a luz do computador pode ocasionar manchas em nossa pele.
Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia Regional São Paulo (SBD-SP), a luz visível que é emitida pelo computador possui a capacidade de desencadear uma pigmentação na pele.
O desenvolvimento da pigmentação pode aparecer em qualquer pessoa, mas só as manchas aquelas pessoas que estiverem mais sensíveis, como por exemplo, mulheres grávidas, ou aquelas que fazem uso de anticincepcionais, aquelas que estão fazendo tratamentos de pele, como peeling e laser, ou em quem tem doenças desencadeadas pelo sol, como o lúpus.
As manchas normalmente aparecem no rosto, ja que é o local que fica mais exposta à luz do computador.
Para evitar o problema, os médicos dermatologistas que fazem parte da Sociedade Brasileira, indicam alguns cuidados.
É fundamental usar aquelas proteções de tela para o computador, pois elas tem a função de diminuir a luminosidade.
O uso do protetor solar, que já deve fazer parte de sua vida, também agora vai fazer parte quando você estiver sentadinha na frente de seu computador, mesmo que esteja em local fechado, e como não poderia deixar de faltar, não deve se aproximar muito da tela do eletrônico.
Mais um detalhe não é somente o computador o responsável pelo surgimento deste tipo de mancha em sua pele, as lâmpadas, principalmente as frias, por exemplo,também são capazes de provocar as manchas nas pessoas pré-dispostas.









Pele saudável no verão Pois bem, a correria do final de ano já está batendo a sua porta, e você está tomando o último fôlego para consegui...


Pele saudável no verão


ImagePois bem, a correria do final de ano já está batendo a sua porta, e você está tomando o último fôlego para conseguir fazer tudo que precisa, e principalmente tudo que assumiu, antes que o ano termine.

Por causa também desta correria desenfreada, o pouco tempo que sobra, ainda temos que dar atenção à família, marido, filhos, e outras coisinhas mais, diante disso te pergunto, Você lembra que o verão também está chegando?

Na verdade você só vai realmente se lembrar dos cuidado que devem ser tomados quando já está com o pezinho na areia da praia, ou na beira da piscina, mas mesmo assim, não se descuide.
Para manter uma pele saudável no verão, onde a pele estará mais exposta a tudo, como os raios do sol, o cloro da piscina, entre tantas outras coisas, preste atenção no que vamos aqui deixar para que sua pele continue linda e maravilhosa.
Antes de mais nada a escolha certa de seu protetor solar é fundamental para que quando o verão termine você não vá direto para seu dermatologista por causa de probleminhas caudados pela estação mais quente do ano.

Diante de tantas opções que encontramos no mercado, a escolha certa é mais complicado do que parece, portanto os dermatologistas recomendam que a escolha de seu protetor deve respeitar seu tipo de pele, não adianta aquela história de que determinado produto deu super certo para sua amiga, sua mãe, sua vizinha, o melhor a se fazer é procurar um profissional capacitado que faça a avaliação correta.

Caso contrário, se você escolher um protetor solar que o fator de proteção seja menor do que a sua pele precisa, as agressões solares podem acabar comprometendo sua saúde.

Outro detalhe sobre o produto e que nem sempre levamos em consideração é que a formulação e a textura do mesmo devem combinar com seu tipo de pele, pois senão, por exemplo, a acne e a oleosidade podem aumentar.

Também principalmente nesta época do ano a hidratação de sua pele deve ser mais intensa, já que com os fatores externos, como já citamos, são capazes de deixar sua pele desidratada, isso serve para todo o tipo de pele, até aquelas classificadas como oleosas.

Um ponto importante que também deve ser ressaltado é para aquelas pessoas que fazem tratamentos de inverno, que se utilizam de determinados produtos, que os especialistas recomendam antes dessas pessoas se exporem ao sol, uma passadinha no dermatologista só vai fazer bem.

Por isso tome os cuidados necessários antes de pegar aquele tão desejado bronzeado, e lembre-se independente da estação do ano, protetor solar sempre, principalmente se for o correto.






Dicas para hidratar a pele Pois é o verão esta aí, pouca roupa, muita saias, shorts, bermudinhas, blusinhas, ou seja, muita pele deixad...


Dicas para hidratar a pele

ImagePois é o verão esta aí, pouca roupa, muita saias, shorts, bermudinhas, blusinhas, ou seja, muita pele deixada à vista.

Mas para que você desfile no carnaval que se aproxima, e durante o resto do ano, é necessário tomar alguns cuidados na hora de hidratar.

Por causa da exposição mais frequente e diária ao sol, devido a estação, a tendência de nossa pele, é que ela fique ressecada, opaca, sem vida, pensando nisso, resolvemos ajudá-las com algumas dicas para recuperar a vivacidade da mesma.

Portanto preste atenção no que vamos falar.
 O ressecamento da pele por causa da exposição ao sol que mencionamos, é fundamental que você hidrate sua pele com produtos bem oleosas, assim eles conseguiram formar uma barreira extra de proteção.
A recomendação dos profissionais, é que você faça o uso de produtos que podem ser usados durante o banho, aqueles que podem ser encontrados em nos supermecados, que possuem uma textura cremosa, e que podem ser aplicados debaixo do chuveiro, como aplicamos o sabonete.

Esta recomendação, como não poderia ser diferente, vale para quem não possui pele oleosa, já que as pessoas que possuem este tipo de pele, quando ficam expostas por um período longo ao sol, a tendência da mesma é de se tornar mais oleosa ainda, ao invés de apresentarem o ressecamento.

Na verdade, isso acontece porque o corpo para se proteger do ressecamento produz uma quantidade maior de óleo.

Diante da situação também se torna fundamental, que você saiba qual o tipo de sua pele, e que a partir daí, faça uso de produtos específicos para o seu tipo.

Outra dica importante, é que mesmo com o forte calor, o ideal é que você evite tomar muitos banhos em um mesmo dia, tudo porque quando tomamos banho, esfregamos a pele com sabonete, perdendo várias camadas de gordura que protegem a mesma.

Agora se o calor estiver realmente insuportável, e você for tomar sua ducha, a dica que fica é que só se refresque com a água, sem esfregar.

E como não poderíamos deixar de mencionar, nunca deixe de usar seu protetor solar, principalmente no verão a quantidade aplicada deve ser mais generosa.

Ta ardendo, e agora? Pois é, as férias chegaram ao fim, sombra, água fresca e pernas para o ar, é uma coisa que terá que esperar um pou...


Ta ardendo, e agora?

ImagePois é, as férias chegaram ao fim, sombra, água fresca e pernas para o ar, é uma coisa que terá que esperar um pouquinho, pelo menos até o próximo feriado prolongado, não é mesmo?

Diante disso, você tras consigo, além das lembranças, o bronzeado que tanto desejou.

Mas infelizmente não é só isso que vem junto com o fim do descanso, a ardência na pele, infelizmente vem junto, isso se você não se cuidou direito.

As vezes até deixamos de comentar tal ardência com outras pessoas, porque a primeira coisa que escutamos são aqueles mesmas coisas, como "por que você não se cuidou?", "esqueceu de passar o protetor", e sinceramente, nesta hora não queremos ouvir este tipo de coisa, na verdade, queremos é nos livrar logo de tal incômodo. Por isso preste atenção nas dicas que vamos passar aqui, com relação a probleminhas como este.

Após pegar aquele sol, você com certeza não deve deixar de hidratar sua pele, na verdade, o processo de ardência da pele, acontece por causa da exposição ao sol excessiva, que gera um processo inflamatório na pele, diante disso, o ideal é que você utilize os hidratantes à base de aloe vera, hamamelis e hidratantes.

Se sua pele encontra-se nesta situação, de ardência, a recomendação que podemos dar, é que você não tome sol, naqueles locais que estão inflamados, por pelo menos dois dias, já que sua pele necessita de um certo tempo para se recuperar.

Agora se a ardência é tamanha, que chega a causar, além do desconforto, dor mesmo, a recomendção, é que se faça compressas geladas, para que consiga minimizar a dor.

Outra opção é que você faça uma máscara de iogurte, mel e aveia, deixando agir por 10 minutos e enxágue.

Existem tantos outros desconfortos causados pelo processo prolongado de exposição ao sol, como a descascação, mas isso é uma outra conversa, por isso o cuidado deve ser redobrado.

Para evitar todo este desconforto, o ideal mesmo, é que nunca deixe de fazer a aplicação do protetor solar, do uso de chapéus, bonés, entre outras coisinhas, e lembre-se de conversar com seu médico, independente de ir para praia, piscina, ou algo do gênero.
Lembre-se que a prevenção é a melhor saída para evitar dores de cabeça mais tarde.

Tratamento para pele oleosa Cada pessoa tem um determinado tipo de pele, e assim, cada um precisa de um tratamento específico para d...


Tratamento para pele oleosa



Image
Cada pessoa tem um determinado tipo de pele, e assim, cada um precisa de um tratamento específico para deixá-la limpa, viçosa, saudável e linda.

Aqui resolvemos dar algumas dicas para as pessoas que contém a pele oleosa, antes de mais nada é importante neste caso, não tratar este tipo de pele muito rápido.

Na verdade, os tratamentos muito vigorosos neste tipo de pele, podem incentivar as glândulas sebáceas a produzirem mais sebo, pois deixará as camadas mais superiores secas e desidratadas.

Diante disso, a melhor maneira de tratar a pele oleosa, é usar produtos que retiram o óleo com suavidade da superfície da pele e desbloqueiam os poros, sem secá-las ou estragá-las.
As partes visíveis da pele, precisam de água, não de óleo, para ficarem suaves e elásticas.

Por exemplo, a pele em torno dos olhos é muito delicada, mesmo que seu rosto tenda à oleosidade, portanto, não a esfregue ao remover a maquiagem dos olhos.

O ideal é que você molhe um chumaço de algodão com um removedor de maquiagem não oleoso, segurando-o nos olhos por alguns segundos, para que ele tenha tempo de dissolver a maquiagem.

Em seguida, esfregue suavemente, a máscara e a maquiagem, retirando-a da pálpebra e dos cílios.

Já para o rosto, você deve lavá-lo com um produto para lavagem facial de espuma suave.

Este tipo de produto é melhor que o sabonete comum, porque não irá retirar a umidade da pele, mas irá retirar a sujeira e o óleo.

Para finalizar, massageie o rosto com suavidade, e enxágue a espuma com água morna.

Em seguida, molhe um chumaço de algodão com uma loção adstringente refrescante.

Passe-a na pele, com o objetivo de refrescá-la, mas preste a tenção, pois esta loção não deve irritar ou fazer sua pele arder, se preferir troque o adstringente por outro com uma fórmula mais suave ou dilua em água destilada.

Você deve continuar passando o chumaço de algodão até que o mesmo saia completamente limpo.

Assim como qualquer pele, a oleosa também precisam de um hidratante, já que este auxilia na retenção de água nas camadas superiores, mantendo assim a pele macia e elástica.

Mas vale alertar que, não deve sobrecarregar a pele com um hidratante muito forte, ao invés disso, opte por um suave e aquoso, que será suficiênte para você.

Você deve deixar o hidratante agindo em sua pele por alguns minutos.

Em seguida, passe um lenço limpo de papel em seu rosto para absorver o excesso do produto, evitando assim um brilho artificial.

Diante de tudo isso, gostamos de ressaltar, que a qualidade, dos produtos escolhidos por você é fundamental para o sucesso de seu tratamento.

Caso apareça alguma reação, você deve suspender o tratamento e procurar um especialista responsável e de sua confiança.

corrente russa (Tratamento Contra Flacidez). Toda mulher sempre procura melhorar sua aparência e com o avanço da idade e da má alimen...



corrente russa (Tratamento Contra Flacidez).


Toda mulher sempre procura melhorar sua aparência e com o avanço da idade e da má alimentação a flacidez é uma das grandes vilã feminina, mas existe várias formas de ajudar a diminuir aos poucos a falcidez uma forma eficaz porém demorada e a musculação.
Já na alimentação é aconselhável evitar alimentos gordurosos e consumir vitamias com colágeno, os cremes anti-flacidez a base de colágeno de elastina também são bem vindos no combate a flacidez, mas no mundo estético existe uma aparelho chamado de corrente russa capaz de minimizar a flacidez de forma mais rápida.
A corrente russa é totalmente indolor e consiste a uma técnica que trabalha tanto as fibras musculares vermelhas quanto as fibras brancas e é realizada através de um aparelho que tem a função de promover a contração dos músculos, melhorando a flacidez e a aparência da pele, já a quantidade de sessão a avaliadora da clínica que lhe indicará quantas necessárias.

ULTRA-SOM Equipamento qual emite ondas sonoras (vibrações mecânicas), enquadradas nas freqüências de 1MHz e 3MHz. Na área da estética ...


ULTRA-SOM


Equipamento qual emite ondas sonoras (vibrações mecânicas), enquadradas nas freqüências de 1MHz e 3MHz. Na área da estética utiliza-se o tratamento com ação analgésica, antiinflamatória e antiedematosa, auxiliando na quebra de fibroses acumuladas no tecido conjuntivo dérmico (micromassagem celular).
Entre seus vários efeitos fisiológicos benéficos, enquadram-se: aumento da permeabilidade da membrana celular, vasodilatação, aumento do fluxo sanguíneo em função da vasodilatação, aumento do metabolismo, aumento das atividades dos fibroblastos, aumento da síntese de colágeno, entre outros.


Indicações: É indicado para casos mais avançados de celulite, gordura localizada, tratamentos pré – pós operatórios e relaxamento da musculatura tensa.


N° de sessões: de 5 à 10 – sendo 2 vezes por semana.


Duração da sessão: 30 / 50min.

MASSAGEM RELAXANTE Procedimento que utiliza movimentos suaves, manobras como: deslizamento, alongamento, pinçamento, quais proporcionam...

MASSAGEM RELAXANTE


Procedimento que utiliza movimentos suaves, manobras como: deslizamento, alongamento, pinçamento, quais proporcionam beneficio físicos e psicológicos.
A massagem relaxante vem trazer relaxamento a toda musculatura, diminuição de quadro álgicos e sensação de bem estar.


Indicações: Tensão muscular, dores de origem muscular, ansiedade, irritabilidade e stress.


N° de sessão: A escolha pessoal.


Duração de cada sessão: 50 / 60min.

CORRENTE RUSSA (TONIFICAÇÃO MUSCULAR) Por meio de um aparelho, eletrodos são acoplados na pele, uma corrente elétrica aplicada de form...



CORRENTE RUSSA (TONIFICAÇÃO MUSCULAR)

Por meio de um aparelho, eletrodos são acoplados na pele, uma corrente elétrica aplicada de forma terapêutica, vai exercer a função de enrijecer e tonificar a musculatura.
A corrente elétrica é caracterizada por sua assimetria, baixa freqüência,  baixa voltagem e pequena intensidade.
Seu trabalho vai proporcionar além de tonificação muscular e melhora na circulação sanguínea, trabalhando a celulite e gordura localizada e aumentando a força muscular, acontecendo tudo passivamente.


Indicações: Flacidez muscular, melhora do fluxo sanguíneo e sistema circulatório.


Contra indicações: Cardiopatias congestivas, portadores de marca-passo, patologias circulatórias como flebites, embolias, varizes, tromboflebites, gestantes, hiper e hipotensos descompensados, processos infecciosos e inflamatórios, neoplasia, renais crônicos, patoogias pulmonares como efisema pulmonar, epilepsia, regiões com dermatites ou dermatoses e lesões musculares.


N° de sessões: 10


Duração de cada sessão: 30 min.

PEELLING DE CRISTAIS E MAÇA VERMELHA Tratamento que trabalha com microdermoabrasão, onde faz a renovação da pele, deixando-a mais ilu...



PEELLING DE CRISTAIS E MAÇA VERMELHA


Tratamento que trabalha com microdermoabrasão, onde faz a renovação da pele, deixando-a mais iluminada.
O peeling superficial nutre, hidrata, protege e tonifica a pele qual o trabalho pelo Extrato concentrado de maça vermelha, também liberando Vitamina E realizando uma ação antioxidante e nutritiva. O oxido de alumínio, ácido salicílico e glicólico estimulam a renovação celular.
O tratamento suaviza e hidrata profundamente a pele, remove as células mortas, suaviza as rugas finas de expressão, uniformiza o clareamento da pele, melhora a elasticidade e o tônus cutâneo, reduz os poros dilatados e as cicatrizes de acnes, promove um efeito lifting.

MASSAGEM MODELADORA Esta massagem que consiste em movimentos rítmicos, vigorosos e com maior pressão que outras técnicas e massagem; ...



MASSAGEM MODELADORA


Esta massagem que consiste em movimentos rítmicos, vigorosos e com maior pressão que outras técnicas e massagem; além de serem utilizados cremes específicos. Dentre as manobras utilizadas estão movimentos de amassamento, pinçamento, deslizamento e torcedura, ocorrendo um aumento na circulação sanguínea e modelagem corporal.


Indicações: Redução de medidas, gordura localizada e celulite.


N° de sessões:  8 – variando conforme avaliação.


Duração de cada sessão: 50 / 60min.

REJUVENESCIMENTO FACIAL A BASE DE CÉLULAS-TRONCO.   Ao proteger, energizar e estimular as células-tronco adultas da pele, elas reagem ...


REJUVENESCIMENTO FACIAL A BASE DE CÉLULAS-TRONCO.


  Ao proteger, energizar e estimular as células-tronco adultas da pele, elas reagem produzindo novas células mais saudáveis e revitalizadas, combatendo as causas do envelhecimento, devolvendo a jovialidade, a vitalidade e a longevidade da pele.
Alguns novos princípios ativos são encontrados neste novo tratamento como: Phycosaccharide Al – ativo derivado de biotecnologia marinha que estimula a capacidade de divisão das células-tronco adultas epidérmicas e reconstrói esta camada da pele, preenchendo e suavizando as rugas; Phycojuvenine – ativo marinho que atua nas células-tronco adultas da derme, protegendo seu DNA mitocondrial e ativando seu metabolismo celular e a síntese de ATP (energia), o que potencializa sua capacidade de proliferação e diferenciação em novas células, inclusive as produtoras de colágeno, com a mesma intensidade de um tecido jovem; Extrato de Myrtus Communis – é um arbusto da região do Mar Mediterrâneo, que tem o poder de limitar o aparecimento dos sinais do envelhecimento , pois aumenta a produção das SIRTs, proteínas responsáveis pela longevidade e vitalidade das células; THPE – ativo de última geração, com ação ultrafirmante por meio do estímulo à contração de células da pele.

Gesso é a nova arma da estética para combater celulite, flacidez e gordura localizada! Que o gesso ortopédico é excelente para recuperaç...


Gesso é a nova arma da estética para combater celulite, flacidez e gordura localizada!
Que o gesso ortopédico é excelente para recuperação de quebra ou fratura de um osso, todos nós sabemos, mas o que poucos sabem, o gesso estético é também é um forte aliado para perdas de medidas, combate à flacidez e à celulite. Não, o mundo da estética não enlouqueceu, ele apenas percebeu o óbvio e adaptou essa técnica a seu favor, ou melhor, ao favor das mulheres e dos homens que procuram estar sempre em forma. E isso tudo é muito simples. Quando uma pessoa engessa alguma parte do corpo, é comprovado clinicamente, que após a retirada do gesso, o local perde alguns centímetros das medidas anteriores ao ser engessado. E foi observando isso, que a estética adaptou essa técnica para ela.
O gesso redutor funciona da mesma forma que o ortopédico, mas a grande diferença é que ele contém combinações de substâncias como, centella asiática, lama negra, elastina, argila verde, cafeína, ginkgo biloba, castanha da índia, cânfora, sementes de uva, entre outros, que em contato direto com a pele garantem a redução da celulite, flacidez e perda de medidas. Outra vantagem, é que durante cada sessão do tratamento, a pessoa só precisa ficar "engessada" por no máximo 3 horas, tempo suficiente para se obter perdas de medidas e perceber uma melhora aparente na celulite e flacidez. Além das pernas, glúteos, abdômen e braços, o gesso pode ser aplicado também no rosto, que neste caso, combate à flacidez, manchas da pele, faz uma limpeza profunda, hidrata e ajuda na melhora das linhas de expressão.

banho dourado O Banho de lua é um tratamento agradável e seguro de descoloração dos pêlos supérfluos do corpo Para além de aloirar o...



banho dourado



O Banho de lua é um tratamento agradável e seguro de descoloração dos pêlos supérfluos do corpo
Para além de aloirar os pêlos do corpo, o banho de lua proporciona suavidade e hidratação à pele, e ao mesmo tempo relaxamento.
O tratamento engloba uma esfoliação corporal, uma protecção da pele que vai receber o descolorante, uma hidratação e uma massagem de relaxamento.
Este é o cuidado corporal ideal para quem tem os pêlos muito escuros e os quer disfarçar sem recorrer à depilação. Ideal para realçar o bronzeado.
Aclarar os pêlos do corpo dá um toque mais feminino à pele. O banho de lua deixa os pêlos e a penugem corporal - braços, pernas, nádegas, costas e barriga –com um toque dourado, combinando com qualquer tom de pele.
Siga o passo a passo em gabinete
- A cliente está devidamente preparada deitada na marquesa
- Começa-se por uma esfoliação à base de manga para que a pele fique uniforme. - Retira-se o esfoliante com oshiburis (toalhas quentes e aromáticas). - De seguida, aplica-se uma camada de parafina perfumada para proteger a pele, e para que não haja desconforto nem sensação desagradável de ardor. - Espalha-se o creme descolorante à base de áloe vera e camomila, e deixa-se actuar aproximadamente 10 minutos sobre a zona a descolorar. - Retira-se o produto novamente com a ajuda dos oshiburis e aplica-se um hidratante com uma suave massagem reconfortante.
Além do aclarar dos pêlos, este tratamento tem uma componente relaxante que ocorre durante a aplicação dos produtos, pois são feitos movimentos de relaxamento para proporcionar mais conforto à cliente.
Resultados
Os efeitos do banho de lua duram aproximadamente um mês e valorizam ainda mais a pele bronzeada, sem no entanto deixar de ter o seu encanto numa pele mais clarinha. Durante o Inverno pode-se recorrer ao bronzeamento artificial para conseguir um efeito mas bonito, principalmente em épocas mais festivas.
O intervalo entre um banho de lua completo e outro é de aproximadamente 30 dias. A cliente poderá fazer um bronzeamento a jacto passados 2 dias do banho de lua,  Sol só após dois dias.

Limpeza De PELE Limpeza de pele profunda ou ainda Desobstrução de Comedões, tratamento que consiste em fazer uma desintoxicação da pe...



Limpeza De PELE


Limpeza de pele profunda ou ainda Desobstrução de Comedões, tratamento que consiste em fazer uma desintoxicação da pele “superficial” e um tanto “interna”, possibilitando a remoção de maquiagem, celular mortas, óleos em excesso, comedões (cravos), acnes (espinhas), entre outros poluentes.
O procedimento ajuda a desobstruir os poros (limpar) assim prevenindo doenças (problemas) de pele.
Seus resultados são benéficos tanto para beleza da pele, quanto a saúde da mesma.

Indicações: Anti-séptica (limpeza), anti-inflamatória (preventiva) de comedões, acnes, entre outros ativos maléficos, cicatrizante (produtos e aparelhos que beneficiarão doenças e deficiências de pele já existentes), relaxante, melhor nutrição, estimulação do tecido e obtenção de uma pele mais macia, tônica e viçosa (aveludada).


N° de sessões: 1 a cada 20 ou 30 dias, sendo muito pela avaliação profissional e tipo de pele.


Duração de cada sessão: 1h e 40min – facial.
1h – costas.

ESFOLIAÇÃO CORPORAL – GOMAGEM      Procedimento que utiliza uma gomagem, sendo esta composta por microesféras físicas, qual se realiza...



ESFOLIAÇÃO CORPORAL – GOMAGEM

     Procedimento que utiliza uma gomagem, sendo esta composta por microesféras físicas, qual se realiza uma esfoliação na pele (peeling natural), onde o mecanismo de ação (manobras manuais) e a gomagem utilizada, consistem na remoção do extrato córneo (camada superficial de células mortas) e estimulação da derme, (2° camada interna da pele) assim proporcionando à pele uma melhora na absorção de produtos e tratamentos realizados posteriormente.

Indicações: A esfoliação pode ser indicada em todos os tratamentos estéticos, pois a mesma deixa a pele mais sedosa e preparada para melhor penetração de princípios ativos.

N° de sessões: entre 3 à 6, sendo 1 vez por semana, ou a cada 10 dias.

Duração da Sessão: Facial: 15min / Corporal: 40 min.

Massagem com Pedras Quentes A Terapia das Pedras Quentes é, clinicamente, a aplicação de termoterapia, em que a condução do calor é...




Massagem com Pedras Quentes



A Terapia das Pedras Quentes é, clinicamente, a aplicação de termoterapia, em que a condução do calor é transmitida ao corpo através de pedras plutônicas formadas na parte baixa do vulcão. Tais pedras foram esfriadas de forma lenta ao longo de milhares de anos, permanecendo em sua composição todo o seu potencial energético e bioquímico, como a olivina policristalina e o silicato de ferro e de magnésio. O calor emanado das pedras é aplicado ao corpo das pessoas por meio de técnicas avançadas de massoterapia alinhada a conhecimentos milenares de geoterapia e termoterapia. Como resultado, proporciona um efeito penetrante sobre o sistema muscular chegando, em alguns casos, a corrigir disfunções de órgãos e vísceras. A temperatura das pedras varia de acordo com a espessura do tecido epitelial de cada pessoa. A energia que provém das pedras penetra profundamente nos músculos, permitindo a limpeza, a desobstrução e a normalização do fluxo energético, que tem nos meridianos o seu principal meio de condução do ki (energia), obtendo-se então, a homeostase orgânica e energética.


Os clientes que recebem a Terapia das Pedras Quentes sentem-se recarregados energeticamente e com capacidade para trabalhar mais e melhor por períodos mais prolongados. Percebem de imediato:

Um controle oculto do potencial bioelétrico dos meridianos;
O estado de ansiedade, tensão, apreensão e agitação desconfortável sendo substituídos pela serenidade, relaxamento, calma e paz interior;
Melhora na circulação sanguínea;
Aumento do tônus muscular; 
Estimulação de processos fisiológicos como a digestão e a respiração;
Melhora na mobilidade das articulações;
Desfazimento de nódulos, eliminação de gordura e combate a celulite;
Melhora no fluxo da energia vital;
Alívio de dores na coluna vertebral e outras regiões do corpo;
Liberação de emoções reprimidas. 
Enfim, o tratamento ajuda as pessoas a entrarem em contato com o seu eu interior, com a sua realidade e criar uma auto-imagem mais positiva.

        Quando elegemos a Terapia das Pedras Quentes como coadjuvante em um tratamento corporal, ficamos sintonizados com o poder gerador deste elemento e com as ordens ígneas da natureza, razão pela qual passamos a compreender melhor o sentido da vida.


Indicações: dor muscular, tensão crônica, prisão de ventre, músculos atrofiados, stress, cólica menstrual, circulação sanguínea, gordura localizada, celulite, cansaço, angústia, depressão e obesidade.


Contra-indicações: asma aguda, cistite aguda (sobre a bexiga), gravidez, infecções agudas, ferimentos, doenças de pele e câncer.

BAMBUTERAPIA     A massagem com bambu segue o raciocínio da drenagem linfática, ou seja, em direção aos gânglios linfáticos.     Para...


BAMBUTERAPIA


    A massagem com bambu segue o raciocínio da drenagem linfática, ou seja, em direção aos gânglios linfáticos.
    Para modelar, segue as mesmas manobras da massagem modeladora com amassamento, rolamento, fricção, só que feitas com o bambu no sentido das fibras musculares.
    Se quiser com objetivo de relaxamento, pode associar os pontos da acupuntura e shiatsu, fazendo pressão com a ponta do bambu nos pontos que deseja trabalhar, além do rolamento, amassamento pra diminuir a tensão muscular.
    A bambuterapia tanto pode ser usada por quem quer reduzir medidas como para quem quer relaxar e até mesmo para correção de postura. É uma massagem muito completa e bastante eficiente.
    Para efeito drenante, a técnica é associada a óleos quentes.
    Através de manobras realizadas com o bambu, de diferentes tamanhos, que variam de acordo com a parte do corpo, a massagem relaxa, reduz tensão e desperta a energia, deixando a pele flexível e promovendo uma drenagem linfática. As manobras são repetidas de cinco a seis vezes.



OBJETIVOS DA MASSAGEM COM BAMBU


    Essa técnica de massagem é originária da França.
    Ela é feita com Bambus de diferentes tamanhos e agem como um prolongamento dos dedos (com isso alcança maior extensão das regiões do corpo):


- Relaxa ou desperta a energia;
- Promove a drenagem linfática;
- Tonifica e modela os tecidos;
- Promove melhor modelagem, relaxando as tensões musculares.


Indicações
- Melhora a oxigenação e nutrição;
- Promove aquecimento e vasodilatação;
- Limpeza cutânea, renovação celular e desintoxicação;
- Drenagem venosa, circulação arterial, libera aderência;
- Renovação do manto hidrolipídico;
- Estímulo à diurese e sudorese;
- Libera aderências;
- Estimula a tonificação muscular e melhora a permeabilidade dos ativos cosméticos.
Utilizam óleos calmantes, os usados normalmente nos tratamentos estéticos.
Tem as mesmas contra indicações de quaisquer outras massagens.


Contra -indicações
- Neoplasia (câncer)
- Infecções agudas
- Trombose
- Insuficiência cardíaca
- Estados febris
- Alterações na pele (tumores e feridas)
- Problemas renais
- Diabetes

Drenagem linfática pós cirurgia plástica. Toda vez que o corpo apresenta inchaço (edema) interno ou externo, a massagem linfática pod...




Drenagem linfática pós cirurgia plástica.

Toda vez que o corpo apresenta inchaço (edema) interno ou externo, a massagem linfática pode ser uma boa opção. O edema pode ser causado por deficiências circulatórias, traumas (acidentes) ou cirurgias, toxicoses e outros processos inflamatórios e infecciosos.
“Um dos casos mais conhecidos da aplicação bem sucedida da drenagem linfática é no pós-operatório da cirurgia plástica, contribuindo para um retorno mais rápido da sensibilidade das áreas operadas.
Num lifting facial, por exemplo, o hematoma e o inchaço só melhoram com duas sessões semanais de drenagem linfática, sendo que a primeira pode ser feita a partir do quarto dia após a operação. Os movimentos da drenagem linfática auxiliam na cicatrização e na absorção de hematomas, diminuem a retenção de líquidos e ainda produzem o relaxamento corporal e mental do paciente.
É importante lembrar que a drenagem linfática não é indicada para grávidas até o terceiro mês de gestação, pacientes operados sem encaminhamento do médico responsável, pessoas com trombose, tumores ou processos infecciosos ou inflamatórios graves. Já quem tem problemas renais ou pressão arterial descompassada deve consultar um especialista para obter liberação.
Mesmo que você não se enquadre nestes últimos casos, é recomendável consultar seu cirurgião sobre a possibilidade de realizar o procedimento.
Tecnologia do Blogger.